Revelando, imortalizando histórias e talentos
22.2.18

 

FORMAS&MEIOS: APOIO MASTER

                                            Clique e acesse site
 
 
 

 

Cena de Lost Zweig

A obra do cineasta catarinense Sylvio Back será destaque, a partir desta quarta-feira (21), na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, até domingo (25), serão exibidos, com entrada franca, 12 filmes do autor, que completa este ano 80 anos de idade e 60 de carreira no cinema. Os ingressos serão distribuídos na bilheteria a partir de uma hora antes da sessão.

 

A abertura da Mostra Sylvio Back 8.0 – Filmes Noutra Margem será com o longa-metragem Aleluia, Gretchen (1976), saga de uma família de imigrantes alemães que, fugindo do nazismo, vem se radicar em uma cidade do Sul do Brasil em 1937. No elenco, Carlos Vereza, Miriam Pires e Lilian Lemmertz, entre outros. EDITORIAS:

 

 

A construção localizada no coração de São Paulo, bem próximo à Bolsa de Valores de São Paulo, oferece ao visitante uma verdadeira viagem no tempo. 

 

Erguido na década de 1930 para abrigar o extinto Banco de São Paulo, o empreendimento preserva características arquitetônicas e detalhadas da época, sendo considerado um importante exemplar Art Déco. EDITORIAS: ,

 
 
 

 

Salvador Sobral diz de sua experiência após operação: "O coração é só um músculo, a alma fica lá e é a mesma"

 

LISBOA (PT) - O cantor português deu sua primeira entrevista depois do transplante de coração, esta quinta-feira,16, à noite, à RTP (Rádio e Televisão Portuguesa) com sugestões de Martins via e-mail. O cantor falou sobre as vitórias e as dificuldades de 2017 e disse que está pronto para regressar. “Havia este problema e foi resolvido. EDITORIAS: ,

 

 

 

As Fábricas de Cultura das zonas Norte e Sul (São Paulo\SP, Brasil) realizam diversas atividades especiais e gratuitas para comemorar a tradicional folia brasileira. Oficina de Construção de instrumentos, Festival Carnarock e Teatro de Mamulengo são alguns dos destaques desta programação. 

Foto: pernambucation

 

Em Toks & Batuks: oficina de construção de instrumentos, os participantes aprendem de forma simples e prática a criar instrumentos afro-brasileiros feitos de cabaça, como o xequerê. A atividade acontece em todas as unidades das Fábricas, entre 20 e 22 de fevereiro. EDITORIAS:

  

 
 
 
 

Uma autobiografia desautorizada - Vol. 1  autoria Jô Soares e Matinas Suzuki Jr, lançada pela editora Companhia das Letras, com a trajetória até chegar a showman brasileiro . 

 

Prestes a completar oitenta anos e com verve mais afiada do que nunca, Jô Soares compartilha sua trajetória de astro midiático num livro de memórias escrito para fazer rir, chorar e, sobretudo, não esquecer.

 

O primeiro volume resgata fatos, lugares e pessoas marcantes da juventude de Jô e reconstitui seus primeiros passos no mundo dos espetáculos, nas décadas de 1950 e 1960. EDITORIAS:

  

 

 

 

  Exposição "The Art of Diplomacy"

 

Embaixada do Brasil em Londres exibirá obras doadas por artistas brasileiros durante a 2ª Guerra Mundial

 

Após 73 anos, parte de mostra de arte brasileira realizada no Reino Unido por iniciativa de artistas brasileiros e do Itamaraty em benefício do esforço de guerra aliado contra o nazi-fascismo será exibida ao público. No acervo, obras de Portinari, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Lasar Segall e Volpi, entre outros. A exibição de parte das peças ocorrerá entre abril e junho de 2018 na Embaixada do Brasil em Londres. EDITORIAS:

 

 

 

  Tony Silva, compositor

 

Tony Silva canta direitinho, graças experiência adquirida durante alguns anos que cantou na noite paulistana. Porém, ele prefere  dar mais destaque a sua carreira de compositor. 

 

Há mais ou menos 20 anos na labuta musical, este cearense, desenvolveu o gosto pela música especialmente, à composição,  e de lá para cá vem investindo forte na qualidade de suas obras, o que faz dele um profissional muito zeloso pelo que faz. Após compor ele logo trata de registra-las na Biblioteca Nacional. EDITORIAS:

 

 

 

 
 

Foto: Fernando Lemos

Uma das mais respeitadas escritoras da língua portuguesa, Hilda Hilst morreu há 14 anos, mas sua obra está mais viva do que nunca, atraindo a juventude e se espalhando por outros segmentos criativos, como o cinema, a música e a moda. O legado da escritora é administrado pelo Instituto Hilda Hilst, que faz parcerias para ampliar seu poder de realização e presta consultoria em produtos culturais.

EDITORIAS: ,
 
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:15  comentar


Fevereiro 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16

18
19
21
23
24

25
26
27
28


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds