Revelando, imortalizando histórias e talentos
4.5.17

 

O Sesc no Acre, Rio Brnaco, promove a exposição “A poética da dobradura e do desenho”,  dos  artistas plásticos Ramon Souza Farias e Pamela Reis. A exposição é realizada entre os dias 13 de abril e 3 de maio, das 8 às 18h, no salão do Sesc Centro.

 

Os Artistas

 

Pamela Reis é artista natural de Vitória (ES), mas trabalha e reside na cidade de Serra. Licenciada em Artes Visuais pela Universidade Federal do Espírito Santo, é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Artes da mesma instituição. Tem participação ativa em exposições coletivas e individuais pelo país desde 2009. Concomitantemente a estas atividades, é professora de Artes da Rede Estadual de Ensino, e leciona pintura em seu Ateliê, em Vitória. 

 

Sobre a obra

 

A exposição coletiva entre Ramon e Pamela apresenta os desenhos dele e as dobraduras em tecido dela. A ideia de misturar mangá com figuras históricas surgiu da necessidade de dá cores e uma repaginada a pessoas ilustres que impactaram diretamente nosso cotidiano e, com isso, mostrar uma nova faceta de personagens  tão importantes para o mundo inteiro.

 

A série de desenhos foram feitos de grafite sobre tecido em miniaturas de bastidores de madeira, com diâmetros entre 3, 4, 5 e 6 centímetros, realizados a partir de um fluxo contínuo de linhas soltas e sombreamentos. As dobras foram criadas através da observação de diversos tecidos jogados ao acaso, formando drapejamentos de maneira aleatória. (Fonte: Secom). 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:51  comentar

 

 

Richard Gere interpreta Norman Oppenheimer, um sujeito que ninguém sabe ao certo onde  mora. Poderia até ser nas ruas de sua Nova Iorque, mas parece que não. Ele é um sujeito com contatos e generosidade suficientes para compartilhar com amigos e até gente que mal conhece.

 

 “Norman: Confie em Mim”, primeiro filme em língua inglesa do norte-americano radicado em Israel Joseph Cedar (“Beaufort”), tem como protagonista essa figura que beira o tóxico, com seus excessos de altruísmo, disfarçando seus interesses e ego.

 

A ascensão de Norman começa quando faz amizade com um proeminente político israelense que está visitando Nova Iorque, Micha Eshel (Lior Ashkenazi). O protagonista compra um caríssimo par de sapatos para o novo amigo. Três anos depois, o político é eleito primeiro-ministro e, surpreendentemente, ainda se lembra do protagonista, a quem não via desde aquele episódio. Norman ganha um cargo na administração de Eshel. É uma figura praticamente decorativa, mas que ainda assim atrai o interesse de muita gente. 

 

Muito do protagonista aqui depende da aura de confiança que ele é capaz de transmitir aos outros personagens, interpretados por Steve Buscemi (rabino), Harris Yulin (magnata) e Charlotte Gainsbourg na pele de uma diplomata.  O filme funciona em determinados segmentos pela confiança que Gere é capaz de impor, com sua voz pesada e atitudes inesperadas.  

 

Mas, Norman é exagerado, chega a ser chato. Mesmo assim, compensa sair de casa para assitir. Ainda mais quando um ícone igual a Gere está em atuação irrepreensível. 

 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:49  comentar

Maio 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
17
20

25
26

28
29
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds