Revelando, imortalizando histórias e talentos
19.8.14

Atriz Debbie Reynolds, famosa por filmes como "Cantando na Chuva" e "A Conquista do Oeste", irá receber um prêmio pelo conjunto da obra, informou o sindicato de atores dos Estados Unidos, Screen Actors Guild (SAG), nesta segunda-feira, 18.

 

LOS ANGELES (USA) - Debbie Reynolds, de 82 anos, será agraciada na cerimônia anual de premiação da entidade em janeiro por suas conquistas como atriz, cantora, dançarina e por suas iniciativas na preservação de filmes históricos, declarou o sindicato. Reynolds é mãe da também atriz Carrie Fisher, ainda será homenageada por seu trabalho humanitário, que inclui uma instituição de caridade para ajudar a combater o estigma das doenças mentais que ela cofundou em 1955.

 

A aparência vigorosa a fez ficar conhecida em todo o mundo, e atuou ao lado de alguns dos maiores protagonistas masculinos dos anos 1950 e 1960, como Gene Kelly, Frank Sinatra, Tony Curtis e Fred Astaire. Versátil, artista foi indicada ao Oscar de melhor atriz em 1964 pelo musical "A Inconquistável Molly Brown", pela famosa canção "Tammy”, do filme "A Flor do Pântano", de 1957, e uma indicação ao Tony, o Oscar do teatro norte-americano, pela remontagem do musical "Irene", de 1973.

 

Debbie Reynolds foi descoberta quando tinha 16 anos em um concurso de beleza, continuou trabalhando na década atual e, recentemente, interpretou a mãe do pianista Liberace ao lado de Michael Douglas na cinebiografia "Behind the Candelabra", Steven Soderbergh.

-----------------------------------------------------------------

Wilson Sampson

 

 

Produção nacional totalmente rodado na Cidade de Itú, traz elenco de primeira entre os quais Wilson Sampson e Sério Hingst em atuações inspiradas

 

 

 

 

 

 

 

 

Com roteiro e direção de Tony Rabatoni e produção de Deni Cavalcanti "O Vale dos Amantes" começa como a maioria dos filmes da chamada 'boca do lixo', outrora localizada na Rua do Triunfo, no bairro da Luz, centro da capital paulistana.

 

Um certo apelo sexual entre seus personagens, incluindo lesbianismo. Os personagens são como almas em chamas, cada um fugindo ou em busca de seu pecado. 

 

Deni Cavalcanti, Wilson Sampson, Sérgio Hingst

 

 

 

Sérgio Hingst vive o coronel Gomes, dono de uma pousada que, contrata um engenheiro da capital, Carlos Alberto, papel interpretado pelo galã da época,  Deni Cavalcanti. Com localização paradisíaca, as quedas d'água e a bela vegetação de Itú, são um convite ao sexo ao ar livre.  Com a viagem do coronel Gomes, sua atual esposa, Cristina, papel de Rita Cadilac, fica à vontade para se dedicar ao amante, enquanto duas colegiais dão o pontapé na cena lésbica na telona.

 

 

 

Sampson

 

 

 

O filme é estrelado também por Wilson Sampson, que vive a personagem Romeu, o peão da fazenda. Praticamente fazendo seu debut na telona, Sampson, digo Romeu, é um cara misterioso que, não somente cuida de consolar a doméstica da fazenda, mas também outras habilidades. 

 

 

 

 

A  partir de um acidente que matou uma idosa, o filme pega outra vertente, a do suspense. A alma da idosa (vivida por Liana Duval), passa a assombrar os moradores da fazenda, inclusive Romeu que,  pressionado 'sangrou' o freio do automóvel pra provocar o acidente fatal. 

 

 

 

Esperto, o engenheiro Carlos Alberto (Deni Cavalcanti) antes de retornar à cidade grande arranca a confissão do peão. Nesta película, ainda não disponibilizada em DVD original, o jovem ator Sampson se revelou ao cinema nacional. (Francisco Martins - Formas&Meios).


MAIS sobre Wilson Sampson em AgênciaFM

 

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:18  comentar

Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
15

17
18
20
22

24
26
27
29

31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO