Revelando, imortalizando histórias e talentos
24.11.14

 

A exposição fica em cartaz no MAP, de 16 de novembro a 1º de março de 2015, aberta à visitação de terça-feira a domingo, das 9h às 18h30. A entrada é gratuita.

BELO HORIZONTE( MG ) BRASIL - Museu de Arte da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585, Pampulha), mostra  exposição de obras de um dos principais muralistas brasileiros: o ilustrador e artista carioca Paulo Werneck (1907 – 1987). A mostra “Paulo Werneck - muralista brasileiro” traz desenhos originais, imagens de painéis, filmes, documentos e mobiliário do artista, que foi colaborador de Oscar Niemeyer e de outros expoentes da arquitetura brasileira, como os irmãos Roberto, cujo escritório foi o responsável pelo projeto do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

 

Depois de passar por Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Recife, a chegada da exposição “Paulo Werneck - muralista brasileiro” a Belo Horizonte tem um significado especial, já que entre as obras de maior de destaque da carreira de Paulo Werneck estão os painéis da Igreja São Francisco de Assis e o painel da casa de Juscelino Kubitschek, hoje Casa Kubitschek, na Pampulha, produzidas em 1943. A edição mineira da exposição será a mais completa já realizada sobre o trabalho de Paulo Werneck no Brasil, criando um panorama da evolução da arquitetura moderna no país através dos murais criados pelo artista.

 

Além dos painéis da Pampulha, são obras de Werneck os painéis do Estádio do Maracanã, do antigo Ministério da Fazenda (Rio de Janeiro), do Senado e do Palácio do Itamaraty (Brasília), e da agência do Banco do Brasil no Recife Antigo (Recife), entre outros 300 murais para residências, prédios públicos e comerciais. Seus trabalhos estão expostos a céu aberto, permeando o espaço público de várias cidades brasileiras.

 

Sobre o artista

 

Nascido no bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro, em 1907, Paulo Werneck frequentou o Colégio Santo Antônio Maria Zacarias, no Catete, onde conheceu os amigos Marcelo Roberto e Oscar Niemeyer, nos idos de 1914. Exímio desenhista, em 1927 iniciou a carreira com a publicação de ilustrações na revista A Época e tornou-se ilustrador de diversas revistas e jornais do período. 

Em 1942, a convite dos arquitetos Marcelo e Milton Roberto (do escritório MMM Roberto), Werneck criou seu primeiro projeto em mosaico cerâmico: sete painéis para o terraço do Instituto Resseguros do Brasil. Dois anos mais tarde, em 1944, a convite de Oscar Niemeyer, amigo dos tempos de escola, produziu os painéis laterais da Igreja São Francisco de Assis e o painel da Casa de Juscelino Kubitschek, hoje Museu JK, na Pampulha.

 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:29  comentar

Novembro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
15

16
17
19
20
22

23
25
26
28

30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO