Revelando, imortalizando histórias e talentos
7.7.16

 

Voltando aos seus melodramas de acento feminino, Pedro Almodóvar realizou “Julieta”, com o qual concorreu à Palma de Ouro em Cannes pela quinta vez em sua carreira.

 

A protagonista, Julieta, é interpretada por duas atrizes. Jovem, pela belíssima Adriana Ugarte, que vive a fase em que esta professora de mitologia grega conhece num trem um atraente pescador, Xoan (Daniel Grao). Ele é casado e sua mulher está em coma. Mas Julieta e ele vivem uma noite de amor no trem, que sofreu uma brusca parada devido ao suicídio de um homem.

 

Desse envolvimento nasce uma filha, Antía (Blanca Parés, na adolescência), que está no centro do grande drama da vida da Julieta madura (Emma Suárez). Anos depois de uma tragédia familiar, Antía sumiu da vida da mãe, que entrou em depressão. Quando finalmente ela está encontrando um novo eixo e possibilidade de uma nova vida, reencontra uma amiga de infância da filha e o drama recomeça.

 

 bem filmado – Almodóvar é um diretor refinado. Mas, ao mesmo tempo, dramaticamente, parece faltar algo. Uma história desta densidade cria expectativas. O tempo todo parece que algo vai acontecer e não acontece. Há uma certa frustração ao final, especialmente porque as expectativas são sempre altíssimas quando se trata de Almodóvar. (AgênciaFM\ br.reuters). 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:03  comentar

Julho 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12


24
25



SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO