Revelando, imortalizando histórias e talentos
24.7.14

Ariano Vilar Suassuna é um dramaturgo, romancista e poeta brasileiro.É defensor da cultura do Nordeste e autor do Auto da Compadecida e A Pedra do Reino. Nasceu em 16 de junho de 1927 (87 anos), João Pessoa, Paraíba. 

 

Com a Revolução de 1930, seu pai foi assassinado por motivos políticos no Rio de Janeiro e a família mudou-se para Taperoá, onde morou de 1933 a 1937. Nessa cidade, Ariano fez seus primeiros estudos e assistiu pela primeira vez a uma peça de mamulengos e a um desafio de viola, cujo caráter de “improvisação” seria uma das marcas registradas também da sua produção teatral.

 

Em 1942, ainda adolescente, Ariano Suassuna muda-se para cidade do Recife, no vizinho estado de Pernambuco, onde passou a residir definitivamente. Estudou o antigo ensino ginasial no renomado Colégio Americano Batista. Ariano Suassuna concluiu seu estudo superior em Direito (1950), na célebre Faculdade de Direito do Recife, e em Filosofia (1964).

 

Em 1950, formou-se na Faculdade de Direito e recebeu o Prêmio Martins Pena pelo Auto de João da Cruz. Para curar-se de doença pulmonar, viu-se obrigado a mudar-se de novo para Taperoá. Lá escreveu e montou a peça Torturas de um Coração em 1951. Em 1952, volta a residir em Recife. Deste ano a 1956, dedicou-se à advocacia, sem abandonar, porém, a atividade teatral. São desta época O Castigo da Soberba (1953), O Rico Avarento (1954) e o Auto da Compadecida (1955), peça que o projetou em todo o país. Obras de Ariano Suassuna já foram traduzidas para inglês, francês, espanhol, alemão, holandês, italiano e polonês

 

Algumas obras de Suassuna

 

Uma mulher vestida de Sol, (1947); Cantam as harpas de Sião ou O desertor de Princesa, (1948); Os homens de barro, (1949); Auto de João da Cruz, (1950); Torturas de um coração, (1951); O arco desolado, (1952);A pena e a lei, (1959); Farsa da boa preguiça, (1960);A Caseira e a Catarina, (1962); As conchambranças de Quaderna, (1987); Fernando e Isaura, (1956)"inédito até 1994" entre outras.

 

Doença 

 

O escritor e assessor especial do governo de Pernambuco, de 86 anos, está internado no Real Hospital Português, no Recife. Na quarta-feira, 22, Ariano Suassuna passou a respirar por aparelhos.  O boletim diz ainda que Suassuna foi submetido, na noite desta segunda-feira, 21, a um procedimento cirúrgico com colocação de dois drenos para controlar a pressão intracraniana, provocada pelo AVC hemorrágico. Não há previsão de alta da UTI. Em agosto do ano passado, ele sofreu um infarto do miocárdio e um aneurisma cerebral. O escritor morreu no final da tarde desta quarta-feira, 23 de julho. SUASSUNA R.I.P. 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:59  comentar

Julho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
23
25

27
29
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO