Revelando, imortalizando histórias e talentos
3.9.16

 


 

XANGAI, CHINA  - O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira,2, que a decisão do Senado em preservar os direitos políticos da ladra, terrorista e ex-presidente Dilma, após cassar o mandado da petista definitivamente em julgamento de impeachment trata-se de  "pequeno embaraço", disse. 

 

“Eu estou acostumado a isso. Há mais de 34 anos que eu estou na vida pública e acompanho permanentemente esses pequenos embaraços, que logo são superados", disse Temer a jornalistas, durante viagem à China para participar de uma reunião de cúpula do G20. Michel Temer assumiu o cargo em definitivo na quarta-feira,31 de agosto. 

 

Partidos da base aliada de Temer, como PSDB e DEM, decidiram recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF), questionando o fatiamento da votação do impeachment, que deu subsídio para tal separação.  

 

A separação gerou uma divisão na base aliada. Mas, Temer  continuou a minimizar eventuais impactos na estabilidade do país e de seu governo.  Temer disse que,  agora o caso sairá do plano político para ser decidida pela Justiça. 


Acordo

 

Nesta sua primeira viagem à China, o presidente brasileiro conseguiu nove acordos sendo nas áreas de alimento, aviação e siderurgia, totalizando R$ 10 bilhões.  Além disso, o presidente da República da China, Xi Jimping convocou os principais empresários de seu país a investirem no Brasil, pois se trata agora de um país seguro. 

 

 

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:49  comentar

Setembro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10





SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO