Revelando, imortalizando histórias e talentos
3.10.10


Fotojornalista Maurício Cardim, narra sua viagem a Pedro Leopoldo,cidade natal de Chico Xavier.


Fiz aniversário dia 22 de setembro, e presentiei-me com uma viagem a pequena e charmosa Pedro Leoplodo-MG, cidade onde nasceu Chico Xavier e que fica bem próxima de onde moro, Sete Lagoas.





Saí de Sete Lagoas às 9 horas da manhã e 10h30 estava em Pedro Leopoldo. Peguei umas informações numa banca de livros espíritas e logo comprei uns cartões postais que me chamara atenção, gosto muito de postais, coleciono e tenho muitos publicados (outra história). Após obter as informações desejadas fui conhecer primeiro a casa onde o Chico morou , de 1948 a 1959 antes de se transferir para Uberaba de lá fui a Biblioteca e Livraria e também o Centro Espírita Luiz Gonzaga, fundado por Chico Xavier em 1927. Obtive mais informações e fui conhecer a Fazenda Modelo, onde Chico trabalhou. Até chegar a fazenda passei pela Estação Ferroviária, umas ruas da cidade e uma longa avenida repleta de flores, até chegar na fazenda foi uns 40 minutos andando num maravilhoso sol quente e uma temperatura de mais de 30 graus.




Cheguei na portaria da fazenda por volta de meio dia e meia. A entrada da fazenda é muito bonita, um verdadeiro túnel de bambus. Cantos de passáros e aves por todos lados, vacas e bois, uma paisagem verde e flores por muitas partes. Até aquele momento não tinha parado prá nada, após conhecer e fotografar tudo que quís, saí em direção a portaria e quando fiquei sabendo de outro lugar importante que só tinha conhecido por fora, a casa que o Chico tinha trabalhado.
Voltei lá e fotografei e fiz auto retratos, claro!Na saída parei para tomar um guaraná e esperar o ônibus com destino ao Centro Espírita Luiz Gonzaga, pois ia ter uma palestra e eu não queria deixar de participar. Antes disso parei para almoçar e às 15 horas estava eu lá novamente para conhecer o Memorial Chico Xavier (que fica ao lado) e participar da reunião e tomar o "Passe", após o termíno da reunião e mais energizado, outro destino me aguardava, ir ao Açude do Capão, local onde Emmanuel apareceu para Chico a primeira vêz, em 1931. Um bonito lugar cheio de cachoeiras, pena que estão poluídas.




Fui mais adiante, até a Capela dos Bixiguentos, como é conhecida, dedicada a Nossa Senhora Desatadora dos Nós.Saí de lá por volta das 18 horas, passei novamente pela ponte que dá acesso a cachoeira, com destino ao centro da cidade fui caminhando paralelo ao rio e as linhas do trem de ferro, pena que não passou nenhum durante minha caminhada em direção ao centro. Após uma boa caminhada sentei-me num banco de uma rua e fiquei observando a cidade do alto e a lua cheia a brilhar no céu e na minha vida e na vida daquele lugar, dos seus habitantes e visitantes ao som de meu radinho sintonizado numa emissora com uma boa programação de música dos anos 1980/1990.




Nisso ouço um som diferente...o som do trem de ferro (cargueiro), que também muito me alegrou.Saí daquele lugar quase às 20 horas, desci a rua com destino ao terminal rodoviário, quando andei um pouco deparei-me com a igreja matriz aberta, já a conhecia só por fora. Entrei e pude participar do finalzinho da missa e aproveitei para fazer algumas fotos, vale ressaltar que todos os lugares que por onde passei e foram fotografados Após a minha saída para completar a caminhada cultural, religiosa e satisfatória para meu ego e minha vida deparo-me com um relógio/calendário eletrônico acusando o dia 22 de setembro, outro motivo para um registro fotográfico.




Dirigi-me a rodoviária , chegando lá comprei a passagem com destino a Sete Lagoas às 21 horas. Enquanto aguardava a hora fui fazer uns cliques do busto do Chico Xavier na Praça que tem o seu nome, cuja homenagem muito bem merecida. Fiz algumas fotos e em seguida as pilhas se esgotaram e eu ainda estava em forma. Finalizei ali as últimas fotos da minha trajetória na querida cidade do inesquecível 22 de setembro de 2.010.Acredito que fui presenteado pelos Irmãos de Luz , pois quando tive a idéia de passar o dia naquela cidade e percorrer os lugares, principalmente a pé (estou acostumado andar muito nas minhas caminhadas fotográficas), não partiu só de mim a idéia e sim, de uma força que me conduziu e me deu tanta energia para caminhar com tanto entusiasmo, feliz, alegre a cada instante e eternizando aqueles lugares através de meu olhar viajante e minhas câmeras fotográficas (analógica e digital)



(Mauricio Cardim, Especial para Agência FM Noticiosa - entre 30 de set. e 01 de outubro de 2.010}

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:10  comentar


Abril 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

19
21

23
26
28
29

30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO