Revelando, imortalizando histórias e talentos
12.8.11

Quando o bandeirante Manoel Preto construiu a sede da sua fazenda, a história da Freguesia do Ó, nos longínquos 1580, iniciava em São Paulo. O bairro, um dos mais antigos da cidade, passou por várias fases até, finalmente, abrigar os seus atuais 130 mil habitantes.

 

Igreja Nossa Senhora do Ó Foto: Wilson Houck

 

Em tempos mais antigos, era adotada como apenas um lugar de descanso para os exploradores do "lendário" ouro do Pico do Jaraguá, entretanto, posteriormente, a Freguesia encorpou-se como um forte polo da economia agrícola com sua plantação de cana-de-açúcar, destinada, inclusive, para a fabricação da clássica"Caninha do Ó". Essa característica a acompanhou até o início da urbanização paulistana.

 

 

 

 

 

 

~CIDADE DE SÃO PAULO (BRAZIL) - Seria impossível um local com nome de santa não ter uma religiosidade forte desde o seu início. O fundador Preto, ao acompanhar a necessidade da população, construiu a capela Nossa Senhora da Esperança para os antigos moradores em 1610, onde hoje se localiza o Largo da Matriz Velha. Devido aos malefícios causados pelo tempo, foi substituída por uma feita de taipas em 1794. Porém, o incêndio dela em 1896 obrigou os habitantes a construírem outra, esta maior, em um novo local e batizada com outro nome - nascia a Nossa Senhora do Ó no novo Largo da Matriz, um dos orgulhos do distrito.

 

Além do ponto sacro do bairro, a Freguesia traz grandes opções aos visitantes de dentro e fora de São Paulo. Colecionador de prêmios de “melhor petisco”, o FrangÓ, localizado em um casarão no Largo da Matriz, também já foi eleito como o melhor boteco de São Paulo pela revista Veja São Paulo. Suas delícias, sempre derivadas do galináceo, conquistam a todos que visitam o lugar, principalmente sua coxinha de frango com catupiry e o temperado filé grelhado.

 

O mesmo local que abriga o FrangÓ é sede da tradicional Pizzaria Bruno. Trazendo um clima da São Paulo dos anos 40 (época de sua fundação), a casa italiana tornou-se uma das casas de pizza mais importantes e bem frequentadas da capital.

 

Festas tradicionais também fazem parte do calendário da Matriz que é palco da “Festa do Divino” em abril, “Assentamento da Cruz” em maio e da Nossa Senhora Ó em agosto. O Carnaval também é tomado no bairro com a quadra da heptacampeã e destacada escola de samba, Rosas de Ouro.

 

O Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso também é uma opção de entretenimento e lazer. Oficinas, cinema, espetáculos de teatro, dança e música dão o tom para o espaço que homenageia a ex-primeira dama brasileira.

 

A Freguesia do Ó traz diversos tipos de escolha aos visitantes. Conhecer a história do bairro pode significar até mesmo acompanhar o crescimento da maior cidade da América do Sul, da maioria de seus 457 anos. (Autor: André Jankavski - Especial Agência FM).

 

Serviço:

 

 

Igreja Nossa Senhora do Ó

Endereço: Largo Matriz de Nossa Senhora do Ó
Telefone: (11) 3932-1702

Site: www.nossassenhoradoo.com.br

 

 

FrangÓ

 

Endereço: Largo Matriz de Nossa Senhora do Ó, 168

Telefone: (11) 3932-4818

Site: www.frangobar.com.br

 

Pizzaria Bruno

Endereço: Largo Matriz de Nossa Senhora do Ó , 87

Telefone: (11) 3932-2261

Site: www.pizzariabruno.com.br

 

 

Rosas de Ouro

Endereço: Rua Cel Euclides Machado, 1064

Telefone: (11) 3931-4555

Site: www.sociedaderosasdeouro.com.br

 

 

Centro Cultural Ruth Cardoso

Endereço: Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641

Telefone: (11) 3984-2466

Site: www.ccjuve.prefeitura.sp.gov.br

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:36  comentar

Agosto 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

14
18
20

21
23
24

28
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO