Revelando, imortalizando histórias e talentos
1.1.12

 
Rede Record se utiliza de chantagem pagando torcida organizada para protestar contra Ricardo Teixeira
Ricardo Terra Teixeira
A Rede Record de Televisão quando o assunto é jornalismo se intitula a última coca-cola do deserto. Durante meses bateu no presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Terra Teixeira como se pedisse punição para seus atos. Em todas as edições de seus telejornais Terra Teixeira era o prato frio predileto da emissora. Como diz o antigo ditado: quem desdenha quer comprar, e a TV Record sabia exatamente o que intencionava. Não comprar, mas vender um espaço publicitário para CBF. Melhor, vender o silêncio ao presidente da CBF. Aparentemente, o telespectador menos informado poderia até pensar: nossa, a Record está realizando um serviço de utilidade pública. Só em tese.
 
A ideia era bater cada vez mais forte até que ele se sentisse incomodado a fizesse uma contra-proposta. Não tardou e a negociação de uma peça publicitária a ser veiculada na TV Record entrou nos planos de ambos em forma de um "cala-boca". Mostrando-se sem nenhuma ética moral e profissional, a direção da TV do famigerado bispo Edir Macedo, fizeram o que Terra Teixeira estaria fazendo, meteram a mão na grana do povo brasileiro sem dó e sem piedade escancarando o vendalismo na televisão de uma vez por todas. A chantagem feita pelos telejornais surtiu, então, o efeito esperado a peça publicitária "CBF, cuidando da nossa paixão".
 
Então, esperar o que de uma emissora de televisão e de uma figura espúria como seu proprietário Edir Macedo ! Esperar o que de jornalistazinhos de meia pataca com o rei na barriga que atuam como meros colaboradores em jornalismo de cunho estelionatário. Apesar de ser esta prática frequente nas TV''s e grandes jornais impressos, uma mídia prostituta e jornalistas idem com ultra-mega-rara excessão poderia tomar alguns cuidados e não, além do golpe no erário público, colocar carimbo de idiota na testa dos cidadãos.
 
Enquanto as suspeitas de que Terra Teixeira teria desviado dinheiro público para seu patrimônio pessoal, objeto de discussão judicial, uma certeza já existe: a Rede Record meteu a mão no erário público de forma tão desonesta quanto teria feito o diretor da CBF. Enquanto parecia clamar por justiça, a Record estava interessada deliberadamente em colocar torcedores do seu lado. Para isso pagou torcedores para fazerem manifestações durante alguns jogos de futebol exemplo Rio Grande do Sul, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro atuando como figurantes de suas ridículas novelas. Os manifestantes receberam cachê através de suas lideranças. Cadê o ministério público? De braços cruzados atestando sua tradicional conivência. (francisco martins - agenciafm@gmail.com ).
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 12:58  comentar

Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
20

22
25

29
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO