Revelando, imortalizando histórias e talentos
26.10.13

Augusto Odone, criador do "Óleo de Lorenzo" Morre em Roma aos 80 anos

 

 

Ele era economista do Banco Mundial, e juntamente com sua mulher, Michaela, se recusaram a aceitar o prognóstico médico de que seu filho de seis anos, Lorenzo, tinha apenas alguns anos de vida depois de ter sido diagnosticado com adrenoleucodistrofia, ou ALD, que destrói as células do cérebro de crianças.

No início da década de 1980, eles próprios mergulharam em pesquisas médicas e, com a ajuda de um químico britânico, criaram um tratamento a partir dos óleos de oliva e de colza.

A história dos Odone foi transformada em filme "O Óleo de Lorenzo",  1992, tendo como protagonistas por Nick Nolte, no papel de Odone, e por Susan Sarandon, como sua mulher. A esposa de Odone morreu em 2000, aos 61 anos.

--------------------------------------

 

É com pesar que AgênciaFM comunica a morte do jornalista Maurício Azêdo, Presidente da ABI


Faleceu nesta sexta-feira, 25 de outubro, em decorrência de uma parada cardíaca, o Presidente da Associação Brasileira de Imprensa, o jornalista Maurício Azêdo, de 79 anos. O jornalista estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro, onde viria a morrer.


Jornalista, advogado e vereador, Azêdo ocupou os principais cargos de grandes jornais do país. Também atuou em jornais independentes que engajavam-se em causas sociais e de liberdade de expressão. 


Durante sua gestão frente à presidência da ABI, a casa do jornalista, Maurício Azêdo  deu atenção especial à segurança dos jornalistas. Principalmente depois do brutal assassinato do repórter da Rede Globo, Tim Lopes. O jornalista Francisco Martins, Diretor-geral de Agência FM e Formas&Meios, pertence ao quadro da Associação Brasileira de imprensa, desde 2008. "É uma perda das mais significativas do jornalismo", comentou Martins.   MAIS:

-

 

------------------------------------

 

Cultura do povo Krahô é tema de produção cinematográfica tocantinense

 

 

 

 

PALMAS (TOCANTINS) BRASIL - O documentário “AMIJIKIN” retrata em 48 minutos a memória do povo Krahô e suas lutas em busca da sobrevivência. Foi produzido durante a festa do milho e da batata, na Aldeia Pé de Coco, momento em que todas as famílias brindam o que a terra produziu. “AMIJIKIN”, que em krahô significa festa, também atua sob a relação dessas pessoas com o ambiente, com a natureza que os cerca. 

 

 

 

A direção é de Caio Brettas, com auxílio de Monise Busquets, Rodolfo Ward e Calos de Bayma. A abertura oficial da mostra será nesta quinta-feira, 06, às 19h30. No entanto, o documentário será exibido todas as quintas-feiras de junho no CineSesc Palmas, sempre às 16h e 19h30. A entrada é gratuita em todas as sessões. A produção é legendada. Toda a gravação foi feita na língua Krahô, e nada foi conduzido ou roteirizado para evitar interferência no ritual. 

 

 

 

"Uma obra que concede ao público a possibilidade de se transportar para outro lugar no tempo", conta o diretor. O documentário foi patrocinado pelo O2 Cinema e tem apoio da Funai - Fundação Nacional do Índio.

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:49  comentar

Outubro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
15
18

20
21
23
25

27
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO