Revelando, imortalizando histórias e talentos
10.9.07

AMB divulga lista suja de políticos

 


A Associação dos Magistrados  brasileiros  www.amb.com.br
-

 

 

 

 

 

 SÃO PAULO, 22 de julho- divulgam lista de políticos que não merecem confiança nas eleições e, entre eles, Marta Suplicy e Paulo Maluf, candidatos à prefeitura de São Paulo, confiante.

 

Veja abaixo os candidatos listados:
 

 

Amazonino Armando Mendes - prefeito - PTB - Manaus (AM)Maria Dalva De Souza Figueiredo - prefeita - PT - Macapá (AP)Sérgio Braga Barbosa - vice-prefeito - PPS - Fortaleza (CE)Iris Rezende Machado - prefeita - PMDB - Goiânia (GO)Pitágoras Lincoln de Matos - vice-prefeito - DEM - Belo Horizonte (MG)Jorge Carlos Mesquita - vice-prefeito - PSL - Belém (PA)Leila Márcia Silva Santos - vice-prefeita - Frente Belém Popular - Belém (PA)Marinor Jorge Brito - prefeito - PSOL - Belém (PA)Hamilton Nobre Casara - prefeito - PSDB - Porto Velho (RO)Lindomar Barbosa Alves - prefeito - PV - Porto Velho (RO)Maria Suely Silva Campos - vice-prefeita - Boa Vista de Todos Nós - Boa Vista (RR)Aline Corrêa de Oliveira Andrade - vice-prefeita - PP - São Paulo (SP)Paulo Salim Maluf - prefeito - PP - São Paulo (SP)Marta Suplicy - prefeita - PT - São Paulo (SP)Raul de Jesus Lustosa Filho - prefeito - PT - Palmas (TO)Políticos réusSegundo dados divulgados pelo projeto Excelências, da ONG Transparência Brasil, nada menos que 213 dos 513 deputados (41%) têm algum tipo de pendência com a Justiça ou com tribunais de contas.No Senado – a despeito da diferença que alguns vêem entre seus integrantes e a Câmara – o percentual é praticamente o mesmo: estão nesta situação 33 dos 81 senadores (40%). Entre os 88 congressistas que são candidatos neste ano, o percentual é menor, 12% - 11 são alvo de inquéritos ou ações penais. [Foto: http://congressoemfoco.ig.com.br
 
 

13/05/2008 : Marina estava entre as 50 pessoas que poderiam salvar o mundo, segundo pesquisa feita na Europa.
 

 

Marina Silva A ministra do Meio Ambiente protocolou carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva cujo conteúdo pede demissão do cargo, informou a assessoria da pasta. Na carta, a minsitra Marina pede para que o presidente a receba no Palácio do Planalto para tratar do assunto. [Foto> Leonie Eve]

Ainda segundo a assessoria do ministério, ela só vai justificar o pedido de afastamento por que deixará a pasta depois de ser recebida pelo presidente. O pedido tem caráter irrevogável. Segundo o seu amigo, o senador Sibá Machado (PT-AC), suplente de Marina Silva no Senado, disse que a ministra apenas afirmou que ela "alegou questões pessoais" para a saída do cargo.
 
Marina Silva pertence aos quadros do PT e foi senadora pelo Estado do Acre entre 1995 e 2003. Nas eleições de 2002, ela foi reeleita ao Senado. No dia 1º de janeiro de 2003 Marina foi designada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o Ministério do Meio Ambiente. Marina Silva começou a se envolver com a política na década de 80. Em 1984, ela fundou a Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Acre junto com Chico Mendes. Ela se filiou ao PT em 1985.

 

 

01/02/2008 - Cai ministra Matilde Ribeiro

 

 

Ministra da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, não aguentou pressão e pediu "demissão", após reunião reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 
A ministra foi acusada de usar o cartão de crédito corporativo do governo indiscriminadamente e para compras não previstas em lei. Na carta em que pede desligamento, Na carta que entregou a ministra teve cragem de admitir o erro no uso do cartão corporativo e disse que havia sido orientada por sua assessoria a pagar hospedagens, alimentação e aluguel de veículos com o cartão governamental. Ela disse ainda que as atividades da secretaria a obrigavam a fazer constantes viagens para fora de Brasília.
 
Ela admitiu que fez pelo menos uma compra pessoal com o cartão governamental em um free shop, em agosto do ano passado, no valor de R$ 461,16. Sua situação política piorou quando ela tentou explicar os gastos para os ministros da Comunicação Social, Franklin Martins, a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o ministro das Relações Institucionais, José Múcio. Os colegas viram que ela dificilmente teria como se defender dos ataques políticos que surgiriam no Congresso. No ano passado, ela gastou mais de R$ 171 mil com o cartão corporativo. Com sua demissão, o governo deve impedir a abertura de uma CPI no Congresso para investigar os gastos.

 

 

 

 

2008/01/23 Obra do PAC em favelas do Rio de Janeiro

 

 

Segundo informações de José Mariano Beltrame, Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, o estado pretende usar veículos blindados das Forças Armadas para transportar os policiais que farão a segurança dos operários que participarão de obras do Programa de Aceleração do Crescimento [PAC] em três favelas cariocas. Segundo Beltrame, a polícia fluminense não tem veículos blindados suficientes para transportar os policiais estaduais e federais que vão participar da ocupação. Ele vai solicitar às Força Armadas blindados do tipo Urutu para auxiliar a ação nas comunidades contempladas por obras do PAC. "Os Urutus serão usados para transportar os policiais naquelas áreas onde vamos estabelecer pontos fixos e não só para combater os traficantes", declarou Beltrame a jornalistas.
 

 

As obras serão realizadas na Rocinha, Manguinhos e Complexo do Alemão estão previstas para começar em março e a polícia pretende ocupar as favelas. O governador já está fazendo uma licitação para a compra de 8 veículos blindados para a polícia fluminense. O estado do Rio de Janeiro, atualmente possui 11 veículo blindados a serviço da polícia civil e da polícia militar. Os dois governos, Federal e do Estado estão montando um plano de segurança para as 3 favelas que estarão sendo ocupadas quando das obras de reurbanização. [FM]

 

  

 

 

 2007/12/06Jornalistas são pagos para aplaudir Lula

  

 

"Cafezinho dos jornalistas" custa até R$ 12.000; famosos e bem empregados eles faturam uma grana extra para aplaudir discursos de Lula.

Seria hilariante se não fosse decadente o modo como se comportam a maioria dos jornalistas "profissionais" que cobrem o dia-a-dia do Palácio do Planalto; os discursos do Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Cada um recebe até R$ 12.000 para aplaudir discursos ou frases de efeito citadas pelo presidente Lula. Os valores são definidos por importância do veículo de comunicação e do profissional. O estilo não é único e muito menos novo, mas o governo que aí está é o que mais se utiliza deste expediente. Segundo fontes, o suposto esquema foi idealizado por José Dirceu, e, um diretor da CUT - Central Única dos Trabalhadores - foi convidado para explicar do que se tratava, mas o diretor declinou do convite. Mas, foi aprovado pelo ex-Secretário de Comunicação Luiz Gushiken.

 

 

O cafezinho dos jornalistas, como é conhecido, continua na gestão de Franklin Martins, Secretário de Comunicação Social. O secretário particular do presidente seria a ponte de ligação e o encarregado de apresentar aos jornalistas os trechos do discurso pelos quais Lula gostaria de receber salva de palmas dos jornalistas ou risos de regozijo, de aprovação, o que demonstraria inteligência de Lula. Os parágrafos onde há mais interferência de Lula do que da Assessoria de Imprensa do Palácio do Planalto são os indicados para os aplausos. "Isso dá mais segurança ao presidente Lula que até o ano de 2006 não se sentia seguro para dar entrevista para uma plateia tão exigente, no caso os jornalistas ",afirmou um funcionário do Protocolo. Na mais recente incursão filosófica de Lula, que arrancou aplausos dos presentes foi uma tentaiva de copiar o compositor e cantor baiano, Raul Seixas "Eu prefiro ser essa matamofose ambulante", quando anunciou recursos para o Ministério da Saúde.

Tem que aparecer batendo palmas

Não é tão simples assim receber o pagamento. O recebimento do cachê depende da avaliação eletrônica. Uma gravação do evento é requisitada pelo assessor particular de Lula que analisará todo o conteúdo e em câmara lenta vai identificando quem bateu palmas ou não. Basta assistir os telejornais para se perceber que lá estão jornalistas das principais emissoras do País, e suposta claque paga de Lula entre os quais estão "profissionais' da Rede Globo, Rede Record, Band, RedeTV!. A partir da identificação o profissional, ou um laranja indicado por ele será contactado, primeiramente, para avisar que o recebimento está garantido. Ou seja, ele bateu palmas direitinho.

O pagamento é sempre feito em dinheiro para não deixar vestígio, suspeitas. Segundo o funcionário do Protocolo "não houve nenhuma resistência por parte dos profissionais de imprensa". Jornalistas aqui em Brasília fazem quase que um leilão para levar notícias dos partidos ao ar. Quem paga mais vê sua notícia no ar, denuncia funcionário. Não se pode precisar o que levaria profissionais bem remunerados agirem de tal forma; traindo suas convicções, aquilo no que acredita. Traindo também a população e um dos princípios básicos do jornalismo. Sempre, na história da comunicacão, de Howard Hughes ao mais longícuo rincão político houve uma relação excusa entre o poder e a imprensa.

 

Mas, o que surpreende é que os jornalistas assumem papéis indígnos que macula toda uma categoria. Como ainda há previsão de mais dois discursos de Lula, o Papai Noel dos "coleguinhas" será mão aberta. O acordo vale somente para profissionais de televisão, não se sabe de algum suposto esquema semelhante no Planalto que envolva profissionais da media escrita. Talvez porque alguém bem mais inspirado do que Lula já disse "A palavra escrita permanece" [Provérbio latino que faz referência aos escritos em pedras e monumentos romanos contando de suas conquistas].

# Até o fechamento desta matéria, 03 de dezembro 2007, um total de seis e-mails foram enviados. Dois através do site da Fenaj {Federação Nacional dos Jornalistas} e não foram respondidos. E outros dois foram encaminhados ao deputado Milton Monti e ao senador Romero Jucá respectivamente, e também não houve manifestação. agenciafm@agenciafm.jor.br

 

 

Sáb, 29/09 de 2007 Juizes: Deuses de mãos sujas

 

Juiza Regiane dos Santos desconsidera laudos médicos e colabora diretamente para o assinato dos irmãos Francisco e Josinaldo ferreira de Oliveira no final de semana de 23 de setembro, na Serra da Cantareira, São Paulo.

Como sempre faziam, os adolescentes de 13 e 15 anos foram apanhar mangas na mata e foram surpreendidos por Ademir Rosário de Oliveira, 36, e que comete crime desde os 19 anos. Ademir Rosário é interno da Casa de Custódia de Franco da Rocha, grande São Paulo, mas antes passou por São José dos Campos, interior paulista, estava passando o fim-de-semana em casa de parentes como fazia várias vezes previlegiado com laudos médicos e dessa vez, pela juiz Regiane dos Santos, do Forum Criminal de Barra Funda, Zona Oeste da cidade, que ignorou laudos anteriores e se apegou apenas nas alegações do psiquiatra Charles Kiraly, que já se envolveu em outros incidentes na feitura de laudos, o que seria uma referência para a juiza negar a solicitação pleiteada por Rosário de Oliveira. Mas ela preferiu ignorar os fatos, e pautar-se no livre convenciemento, e na certeza de que ao errar nada lhe atinge autorizou a saída de Ademir Rosário de Oliveira. Porém, este seu ato criminal levou à morte dos dois irmãos. Nos últimos cinco anos, o assassino confesso, na somatória ele havia sido previlegiado com o benefíco cerca de 120 dias de soltura. Segundo informou o juiz Cláudio do Amaral, trata-se de um direito constitucional do reeducando e que não pode ser negado. Ele tem o direito de passar fim-de-semana em casa dependendo do comportamento. O CREMESP - Conselho Regional de Medicina de São Paulo, solicitou os laudos para analisar se houve erros. Porém, vale ressaltar que este ato do Cremesp nada refresca, pois a categoria a qual ele representa jamais foi punida por erros médicos. Um pouco assustado com a repercussão do caso o juiz Cláudio Amaral, do Forum Criminal de Barra Funda, Zona Oeste da cidade, convocou a imprensa para dizer " farei uma inspeção na Casa de Custódia e dependendo da situação poderá rever os modos como são concedidas as solturas dos internos".

Juiza e psiquiatra são co-autores do crime

Ninguém assume culpa. Todos são lisos como sabão. É o conhecido jogo de empurra-empurra onde esperam acontecer algo mais relevante assim a mídia deixa de lado o caso dos irmãos Oliveira para tratar do seguinte. A busca da constante reafirmação do tal direito do livre convencimento, os chamados magistrados abusam da população cujo eles querem tranformá-los em criminosos para que restem somente eles, juizes, promotores e outros, sejam ovelhas alvas e o restante negras. Ademir não cometeu o crime sozinho, não. No mínimo a juiza Regiane dos Santos e o psiquiatra forense Charles Kiraly merecem co-autoria no crime. "A missão dos magistrados se resume em matar, roubar, errar e a população paga à conta pelos erros deles. Não digam que é mentira pois é só abrir jornais e ver quantos funcionários públicos são envolvidos em roubalheiras e dão risadas na cara do povo. RESPONSABILIDADE JÁ! {Crozinaldo & Crozenildo -
http://magistradosmarginais.blogspot.com }

 

 

Ministro Gilmar Mendes: aperta que ele se entrega


Em mais um daqueles embrólios do Supremo Tribunal Federal onde ministros tomam posições, geralmente contrários ao bem da população, uma voz distoante como a do Ministro Joaquim Barbosa [acima]sempre provocará aos seus colegas. No expediente de 27 de setembro o Ministro Gilmar Mendes, que já havia pedido que processo fosse à votação novamente {27} alegando que teria faltado um ministro, foi atendido e causou novo embaraço ao solicitar que a sentença proferida no dia anterior fosse revogada.

A voz destoante, do lado bom é claro, veio da parte do minsitro Barbosa que ecoou "Dessa maneira Vossa Excelência está querendo dar um jeitinho"

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:16  comentar

Setembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds