Revelando, imortalizando histórias e talentos
11.11.07

28.11.07 - Butterfly Comunicação avisa: Kassab e Arcebispo visitam presépio,

Nesta sexta-feira,30, prefeito e arcebispo de São Paulo visitam construção do presépio da Feira da Natividade

No dia 30 de novembro, sexta-feira, às 17h, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab e D. Odilo Pedro Scherer, arcebispo da cidade visitam a subprefeitura da Sé, onde os artistas de Parintins constroem o presépio que fará parte da 5ª Feira da Natividade. Em verdadeira mostra de criatividade e talento, o grupo de vinte artistas de Parintins, especializado no manuseio e mecanização da arte, está construindo os elementos que farão parte do presépio de 10m de altura e 18m de diâmetro.

Isopores esculpidos, revestidos e pintados são as bases do trabalho que ganhará luz, som e movimento para encantar aos olhos dos visitantes do evento, que ocorre entre os dias 08 e 23 de dezembro, no Vale do Anhangabaú.

A Feira da Natividade é uma realização da prefeitura de São Paulo, do CEAT – Centro de Apoio ao Trabalhador e da Arquidiocese de São Paulo. Com organização e gestão da JG Sigma – Metodologia Organizacional, o evento conta com o patrocínio da Petrobrás e o apoio do Ministério do Turismo. A produção de infra-estrutura do evento será realizada pela SP Turismo, a produção pela Fun Prime e a organização do núcleo de compras e da Aldeia do Papai Noel pela G Brazil Feiras.

Visita ao presépio

Data: 30/11/07
Local: Subprefeitura Sé –
Av. do Estado,900 – São Paulo – SP
Horário: 17h00

Informações à imprensa:

Butterfly Comunicação
Romina Miranda Cerchiaro

MTb 49.130
Tels: (11) 2218.0601/2218.0620/9267.1155
romina@butterflycomunicacao.com.br

Luana de Carvalho
Butterfly Comunicacação
Tels.(11) 2218.0601 e 2218.0620
luana@butterflycomunicacao.com.br

NATAL MAIS ILUMINADO
Faça parte desta festa: ilumine São Paulo e deixe sua cidade mais bonita!!!Sábado, Novembro 24, 2007  Votação Popular de Natal 2007 para a mais bela árvore

Natal em são paulo tem roteiros temáticos, compras e muito mais

No início de dezembro, a cidade de São Paulo inaugura sua tradicional decoração natalina, que este ano promete ser a mais iluminada da história da capital paulista. Confira! O Natal 2007 em São Paulo será o mais iluminado da história da capital paulista. Além da árvore gigante do Ibirapuera, oferecida pela Prefeitura e pelo Santander – que também vai decorar espaços como os edifícios Matarazzo e Altino Arantes (Banespão) – serão várias as surpresas. Outros ícones da decoração de Natal paulistana, como a Rua Normandia e o Pátio do Colégio, completarão o cenário.
E para que os visitantes possam ver tudo isso, a Prefeitura, por meio da SPTuris, inicia em 8 de dezembro os Roteiros Turísticos Natalinos 2007, que contarão com ônibus que passarão pelos principais pontos decorados da cidade, como o Centro antigo, a região da Avenida Paulista, Jardins, Ibirapuera e arredores da Avenida Faria Lima. Tudo a preços populares (R$8 por pessoa) e com acompanhamento de guias. Os passeios vão até 23 de dezembro, com saídas a partir das 19h30 do Viaduto do Chá. Os ingressos podem ser adquiridos de 3 a 23 de dezembro na CIT Olido (Central de Informações Turísticas da Galeria Olido – Av. São João, 473, Centro – tel.: 11 3331-7786). Saiba mais em
www.cidadedesaopaulo.com/natal

Turismetrô também terá roteiro de Natal

Outra opção oferecida pela SPTuris para conhecer a decoração natalina de São Paulo é o Turismetrô Especial de Natal, que passará por vários locais especialmente preparados para as festas de fim de ano, além de presépios e muito mais. O passeio conta com o acompanhamento de guias especializados e performances artísticas durante o percurso. O novo roteiro estará disponível aos sábados (às 14h) e domingos (às 9h e às 14h), de 8 de dezembro a 6 de janeiro, sempre no guichê do Turismetrô na Estação Sé. O custo é de apenas 1 a 3 bilhetes do Metrô. Informações pelo telefone (11) 6958-3714 ou pelo site www.spturis.com/turismetro.

Natal também é época para compras na capital paulista

Natal é tempo de celebrar... e também de dar muitos presentes. E em nenhuma outra cidade do País há tantas opções para compras como em São Paulo. A cidade possui mais de 70 shoppings, 240 mil lojas e 900 feiras livres, além de 9 ruas de comércio especializado, entre elas a sofisticada região da Rua Oscar Freire, nos Jardins, e locais de comércio popular inigualável – como os bairros do Brás e Bom Retiro, redutos de lojas têxteis, e a Rua 25 de março e adjacências, onde se encontra de tudo e que, para as compras de Natal, permanece fechada para o trânsito de veículos. Isso sem contar as dezenas de bazares, dos beneficentes aos multimarcas, de designers e artistas plásticos.
Veja mais em www.cidadedesaopaulo.com/natal

Você sabia?

Que vários hotéis de São Paulo estão com promoções para o Natal e o Réveillon na cidade? Muitos pacotes têm diárias especiais e alguns incluem passeios para ver a decoração natalina, programas culturais como espetáculos teatrais e jantar de Réveillon. Veja a relação de pacotes aqui (www.cidadedesaopaulo.com/pacotesnatal)

Dica da CIT da semana

“Quer se sentir na São Paulo do século XVII? O Mosteiro da Luz foi inaugurado nessa época, graças a Frei Galvão, que este ano foi canonizado pelo Papa Bento XVI em sua visita a São Paulo. É lá que são distribuídas as famosas Pílulas de Frei Galvão!”
Marcelo Baptista, atendente da CIT
Mosteiro da Luz
Av. Tiradentes, 676 – Luz.
Tel: (11) 3311-8745
Veja mais aqui. http://www.cidadedesaopaulo.com/eventos/acontece.asp?idnot=727

 

EXPEDIENTE SÃO PAULO TURISMO


Presidente: Caio Luiz de Carvalho - Vice-presidente: Tasso Gadzanis Diretora Administrativo-Financeira e de Rel. Investidores: Marize Almeida Cunha - Diretor de Infra-Estrutura: Felipe Andery - Diretora de Turismo e Entretenimento: Luciane Leite - Diretor de Representação dos Empregados: Bonfim Ortegal - Diretor de Marketing e Vendas: Milton Longobardi - Diretora de Eventos: Raquel Verdenacci - Chefe de Gabinete: Antônio Carlos Carneiro

Coordenação: Gerência de Comunicação e Imprensa: Fabíola Bemfeito
Textos: Renato Caetano e Lilian Natal
Colaboração: Tatiane Ribeiro e Sávia Reis
Tel: (11) 6226-0400
Visite: www.cidadedesaopaulo.com

São Paulo Turismo - www.spturis.com

Cidade de São Paulo - www.cidadedesaopaulo.com

Prefeitura da Cidade de São Paulo - www.prefeitura.sp.gov.br

 

 

Sábado, Novembro 24, 2007 Dom Odilo Pedro Scherer nomeado cardeal


O arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, de 58 anos, foi nomeado cardeal, na manhã deste sábado, pelo papa Bento 16.

Em cerimônia solene realizada na Basílica de São Pedro, Dom Odilo se ajoelhou em frente ao papa, prestou o juramento, recebeu o barrrete cardinalício – o tradicional chapéu de cor vermelha – e a designação de um título das mãos de Bento 16. Gaúcho de Cerro Largo e titular da maior arquidiocese brasileira desde março deste ano, Dom Odilo foi nomeado junto com outros 22 novos cardeais, 18 deles com direito a voto numa eventual realização de um conclave para eleger um novo pontífice – por terem menos de 80 anos. Com a nomeação ocorrida neste sábado, o Colégio Cardinalício – grupo de cardeais responsáveis por assistir o papa nas suas tarefas administrativas e religiosas –, passará a contar com 121 cardeais eleitores em um eventual conclave.

Dentre os quatro novos cardeais latino-americanos, três são eleitores: o argentino Dom Leonardo Sandri, o mexicano Dom Francisco Robles Ortega e o brasileiro Dom Odilo. O argentino Estanislao Esteban Karlic, por sua vez, tem mais 80 anos. Os cardeais têm a tarefa de auxiliar o papa, tanto colegialmente, quando são convocados para tratar questões de grande importância, como pessoalmente, mediante os diferentes ofícios que desempenham, ajudando o pontífice sobretudo em seu governo da Igreja.

Pedido de paz

Durante a solenidade deste sábado, o papa fez forte convocação aos presentes pelo fim da guerra no Iraque. Bento 16 pediu para que se reafirmasse a solidariedade de toda a Igreja com os cristãos iraquianos e pediu a reconciliação e a paz a todos os povos envolvidos. O primeiro a receber as honras do papa foi o argentino Leonardo Sandri, prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, um dos quatro representantes latino-americanos nomeados cardeais neste segundo consistório – a assembléia de cardeais presidida pelo sumo pontífice – de Bento 16. O rito contou com a participação de 143 cardeais de todo o mundo convocados pelo papa – 21 deles da América Latina –, que participaram na sexta-feira de um encontro para analisar o ecumenismo. Também estiveram presentes arcebispos, bispos, sacerdotes e representantes diplomáticos de diversos países.

Com o tempo nublado e devido a previsão de chuva, que acabou não acontecendo, o consistório foi transferido para dentro da basílica, o que fez com que milhares de fiéis fossem obrigados a acompanhar a cerimônia pelos telões instalados na Praça de São Pedro. No domingo, os novos cardeais celebrarão uma missa na Praça de São Pedro, presidida pelo papa. Durante a celebração, o papa entregará o anel cardinalício – feito de ouro e contendo na sua face a imagem de Jesus Cristo crucificado e no seu interior a gravação das armas do pontífice. FONTE: WWW.BBCBRASIL.COM.BR

 

 

 

CRÉDITOS: Árvore do Ibirapuera
Alexandre Diniz - SPTuris


Participe!!!

http://www.spturis.com/natal/2007/votacao.php
17.11.07 Relatório IPCC da ONU

Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas [IPCC] foi concluido sexta-feira,16, na cidade de Valência [Espanha], sobre o estado do clima no planeta, alerta para impactos "irreversíveis" caso os governos não tomem medidas concretas contra o aquecimento global. O documento final, terá grande peso nas negociações sobre o clima que ocorrerão daqui a um mês em Bali, Indonésia. No idioma inglês, a frase afirma que "as atividades humanas podem levar a impactos e mudanças climáticas abruptas e irreversíveis". Os Estados Unidos, que não ratificaram o Protocolo de Kyoto e foram acusados de tentar minar as discussões sobre o clima na reunião do G8, na Alemanha, são apontados como partidários de "suavizar" também as conclusões do IPCC. A linguagem forte utilizada pelo IPCC, tem como função pressionar cada vez mais os governos para adotar medidas urgentes contra a mudança climática. [Francisco Martins]

Conclusões

Por ser em última instância um órgão governamental (o IPCC é formado por cientistas reconhecidos, indicados por governos), o painel da ONU emite conclusões que os executivos não podem simplesmente ignorar depois. Depois que o IPCC recebeu o prêmio Nobel da Paz junto com o ex-vice-presidente americano Al Gore, hoje um ativista ambiental, a opinião pública e a atenção da mídia aumentaram a pressão para que os alertas contra o aquecimento global sejam levados a sério. Em Valência, nenhum governo questionou a base científica de que a ação humana emite gases que causam o efeito estufa e são responsáveis pela maior parte do aquecimento global nos últimos 50 anos.

Além disso, novas pesquisas permitiram aos cientistas do IPCC afirmar que a temperatura da Terra pode subir entre 1,1ºC e 4ºC até 2100, com o derretimento das camadas polares fazendo os oceanos se elevarem entre 18 cm e 58 cm no período.
Ao falar dos impactos da mudança climática, o painel chancelou a hipótese de que uma elevação de 2ºC na temperatura da Terra colocará em risco de extinção um terço das espécies do mundo, modificando o meio ambiente planetário de maneira tal que 1 bilhão de pessoas estarão vulneráveis à fome, à sede e a doenças. O IPCC apresenta a recomendação dos especialistas de estabilizar a emissão de gases que causam o efeito estufa até 2030, e reduzi-la até 2050. Neste contexto, o relatório destaca a importância de medidas como a adoção de energias limpas e de biocombustíveis, como o etanol brasileiro. Em relação ao Brasil, os relatórios técnicos do IPCC chancelam o alerta de que a Amazônia corre risco de virar parcialmente uma savana se continuarem as atuais políticas públicas. Mas a menção à maior floresta tropical do mundo foi retirada dos documentos políticos, porque havia poucas informações disponíveis sobre o impacto do aquecimento na região. Para seu relatório deste ano, o IPCC só considerou estudos até o fim de 2004.

Compromisso

No passado, cada relatório científico do IPCC ecoou na classe política para criar compromissos ambientais mundiais. O primeiro, publicado em 1990, levou à criação da Convenção da ONU contra a Mudança Climática, durante a Conferência da Terra, ou simplesmente Eco-92, realizada em 1992 no Rio de Janeiro. A segunda avaliação do IPCC, de 1995, foi a base científica utilizada para a criação, dois anos depois, do Protocolo de Kyoto, que estabeleceu metas de redução de emissões de gás carbônico para os países industrializados. Entretanto, o documento não foi assinado pelos Estados Unidos, o país que exibe a maior taxa de emissões per capita. Em 2001, o IPCC publicou um terceiro relatório em que destacava a influência da ação humana sobre o aquecimento global. A expectativa é de que a relutância política de governos nacionais em combater a mudança climática seja vencida pela comprovação dessa hipótese com um grau de certeza ainda maior neste novo relatório. [Em destaque o nobel Grajendra falecido]
[FONTE: WWW.BBCBRASIL.COM.BR

7a. Bienal Internacional de Arquitetura


Bienal discutirá a relação entre o público e o privado.O tema estará presente não só nos projetos que serão apresentados, mas também na concepção espacial da Bienal.

O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e a Fundação Bienal de São Paulo realizam, de 10 de novembro a 16 de dezembro, a 7ª BIA - Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, no Prédio da Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Considerada uma das maiores mostras de arquitetura, onde mundialmente figuram a Bienal de Veneza, da Itália, que está na 10ª edição, e a Bienal Ibero-americana realizada a cada edição em um país ibero-americano, a Bienal de São Paulo deste ano terá como tema “Arquitetura: o público e o privado”, questão sempre presente na arquitetura que é a expressão do caráter dos espaços públicos e privados e, principalmente, a relação entre eles.

O presidente Nacional do IAB, arquiteto Gilberto Belleza, acredita que a dimensão e repercussão da Bienal de Arquitetura trazem um grande potencial de discussão e divulgação do tema. Para o presidente do IAB-SP, Arnaldo Martino, em particular para os arquitetos, “interessa considerar neste debate aquelas situações que representem a riqueza de relações humanas do nosso mundo real e multicultural”. Segundo o arquiteto José Magalhães Júnior, coordenador da curadoria da 7ª BIA, o tema é complexo e o objetivo é promover o debate e extrair dos arquitetos, a partir de suas experiências e propostas, idéias sobre a questão. Voltando-se para a realidade brasileira, Magalhães destaca que o tema abrirá espaço para repensar as políticas de desenvolvimento urbano no Brasil ou a falta delas. “Projetos urbanos são necessários para se estabelecer a relação entre o público e o privado”, destaca o coordenador da 7ª BIA. No entanto, reforça, “hoje não há esse entendimento sobre a destinação dos espaços públicos nas grandes metrópoles brasileiras”.

Em todos os avimentos


A 7ª BIA vai ocupar os 28 mil m2 do Prédio da Bienal entre o térreo e os três pavimentos. A edição deste ano terá duas exposições especiais em homenagem a Oscar Niemeyer e Paulo Mendes da Rocha, dois dos maiores arquitetos brasileiros, reconhecidos internacionalmente pela importância de suas obras. Exposições tradicionais também integram a mostra, como o Concurso Internacional de Escolas de Arquitetura, Exposição de Arquitetos Brasileiros Convidados, Exposição Geral dos Arquitetos, Representações Nacionais, Exposições Institucionais, Mostras Especiais Internacionais e Exposição de Arquitetos Convidados Estrangeiros, além do Fórum de Debates. Painéis fotográficos, maquetes, instalações e recursos audiovisuais vão compor a apresentação das exposições. Ainda integra a Bienal uma feira de livros permanente que contará com as principais editoras especializadas em arquitetura. [Fonte: Fundação Bienal]


7ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo


Data: de 10 de novembro a 16 de dezembro de 2007
Local: Fundação Bienal de São Paulo

Avenida Pedro Álvares Cabral s/n° - Parque Ibirapuera, portão 3
Horário: de 3ª a 5ª, das 12h00 às 22h00, sextas,

sábados e domingos das 10h00 às 22h00.

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 17:49  ver comentários (1) comentar

Novembro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
24

25
27
28
29
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds