Revelando, imortalizando histórias e talentos
8.1.08

Masp: na mira de curador francês

 

Representantes de museus e especialistas em arte europeus se dizem preocupados com a situação do Masp e pedem uma ação urgente do poder público para resolver a crise.

Curador-chefe no departamento de Artes Gráficas do Museu Louvre, Régis-Michel é enfático em sua opinião. "A situação é catastrófica porque pode prejudicar a reputação das instituições culturais em São Paulo que são, com freqüência, dinâmicas e prestigiosas", disse Michel em entrevista por e-mail à BBC Brasil. "Está claro que apenas uma intervenção forte, determinada e urgente do poder público tem a possibilidade de salvar o museu, e há autoridades experientes nas administrações da cidade e do Estado de São Paulo", defende o curador. O nome de Régis-Michel está entre outros mais de 3 mil incluídos em uma petição reivindicando uma intervenção pública no Museu de Arte de São Paulo, que é uma instituição privada. A petição é parte da campanha SOS Masp, de iniciativa do professor de História da Arte da Unicamp e ex-curador-chefe do museu Luiz Marques. O documento propõe um modelo de gestão com responsabilidades compartilhadas entre o Estado e uma organização social autônoma.

Segurança

Para Régis-Michel, o roubo dos quadros de Picasso e Portinari (já recuperados) em dezembro passado é sintoma de problemas mais amplos. Especialistas votam em suas obras favoritas no acervo do Masp Jean Louis Andral: Retrato de Diego Rivera, de Modigliani Régis-Michel: Cena da Lenda de Himeneu, de Poussin Guido Clemente: Retrato de Madame Hanka Zborowska, de Modigliani "Nenhum museu está seguro contra roubo, como vimos, por exemplo, na Áustria e na Noruega, onde obras importantes foram roubadas da forma mais incrível e felizmente recuperadas", disse o curador. "No caso do Masp, parece que esses roubos são o sintoma mortal de uma decomposição geral que ocorreu em todos os aspectos de sua museografia e que têm óbvias e graves conseqüências para a conservação de suas coleções." "Apenas isso já justifica a intervenção direta do poder público em nome do respeito básico pelo patrimônio nacional", avalia Michel.

Parceria

O ex-secretário da Cultura de Florença e ex-diretor do Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, o professor Guido Clemente, e o diretor do Musée Picasso de Antibes, Jean-Louis Andral, também assinaram a petição. Clemente diz que uma parceria público-privada seria a melhor solução para o Masp. "Assinei (a petição) porque conheço o Brasil e o Masp é uma coisa maravilhosa, tem o maior acervo da América do Sul", disse Clemente, em entrevista à BBC Brasil. "A fórmula público-privada é o melhor modelo, a exemplo de experiências nos Estados Unidos." Clemente afirma que ele próprio usou esse tipo de fórmula quando foi secretário da Cultura em Florença. Segundo o arranjo, o poder público cedia o prédio e um conselho privado administrava autonomamente o museu. "Mas a prefeitura manteve o controle." Jean Louis Andral – ex-curador do Musée d'Art Moderne, em Paris, e hoje diretor do Musée Picasso, em Antibes, na França – mencionou à BBC Brasil uma outra preocupação de instituições internacionais: a impossibilidade de fazer intercâmbios e parcerias com o Masp na conjuntura atual. Andral diz que nos anos 90 fez intercâmbios desse tipo, mas avalia que essas parcerias não seriam possíveis hoje. "Você tem de ter as condições para esse tipo de parceria, e eu realmente não sei se isso seria possível hoje." O diretor do Musée Picasso afirma que apóia a campanha SOS Masp porque está preocupado. "Esta coleção pertence a todo cidadão brasileiro e deve ser protegida."

Resposta

A BBC Brasil procurou a direção do Masp para uma entrevista, mas não obteve resposta até o momento da publicação desta reportagem. A direção do Masp, no entanto, publicou nota paga em jornais no último fim de semana em que diz ter "interesse na efetiva participação dos três níveis de governo em seu Conselho, e, ainda, de entidades e empresas privadas, desde que vinculados ao aporte regular de recursos financeiros". Em entrevista à BBC Brasil, Luiz Marques, que está à frente da campanha SOS Masp, disse que a proposta do Masp "não é razoável". "A proposta do Masp condiciona a participação das três instâncias do Estado a um aporte de recursos, escamoteando o fato de que essa participação seria apenas de caráter decorativo, isto é, sem nenhum poder regimental de influir na gestão do Museu." Marques argumenta que isso é apenas "socializar o prejuízo de R$ 15 milhões que constitui o passivo atual do Masp".[FONTE: http://www.bbcbrasil.com.br/ ]

 

 

 

16/01/08 - Para o MASP - Museu de Arte de São Paulo - tudo o que poderia acontecer de bom  seria o furto das obras de Pablo Picasso e Portinari, em 20 de dezembro. Mídia à escolher e para falar bobagem como o diretor " Que bom que o ladrão principal não foi preso. Assim vocês podem aparecer"  Recuperads com estardalhaços pela polícia paulista com direito a pose por delegados e diretores.


O Ministério Público do Estado de São Paulo protocolou nesta quarta-feira uma ação civil pública pedindo a interdição do Museu Arte de São Paulo (Masp). O pedido, feito junto à Vara da Fazenda, foi baseado em laudos do Corpo de Bombeiros de São Paulo e do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru) sobre a situação estrutural do museu. Com a medida do MP, o museu pode ser fechado até que as irregularidades apontadas sejam solucionadas. Segundo o MP, o museu não teria "condições de ser utilizado para as atividades fins da associação civil, o que coloca em risco iminente a vida e a saúde dos freqüentadores do museu, bem como o inigualável patrimônio histórico e cultural que representa o acervo da instituição".

No laudo, o Departamento de Controle do Uso de Imóveis conclui que "podemos avaliar as condições de segurança encontradas como regulares, situação que merece atenção e providências por parte dos responsáveis pela manutenção das condições de segurança adequadas de uso, objetivando proporcionar maior segurança ao público que freqüenta o Masp, funcionários e proteção para o acervo existente no museu. O Ministério Público informa que, o próprio estatuto do museu prevê que, em caso de dissolução da Associação Museu de Arte de São Paulo, o acervo seria destinado à Pinacoteca do Estado.

No último dia 8 de janeiro, a polícia de São Paulo recuperou as obras O Lavrador de Café, de Portinari, e O Retrato de Suzanne Bloch, de Picasso, furtadas do Masp no dia 20 de dezembro.

Bens de Abadia: ao pó não voltarás

A 6ª Vara Federal leiloa bens de Abadia trocano seis por meia dúzia visto transparência exemplar da Justiça Brasileira. A bem da verdade: apenas muda de mãos.

Bens do narcotraficante internacional Juan Carlo Abadia supostamente conseguido com a lavagem de dinheiro ilícito, vindo principalmente de drogas, só vai mudar de mãos. A Justiça Federal começou a leiloar no dia 9 de janeiro os bens adqüiridos por ele em vários estados do País. No primeiro dia R$ 4,3 milhões foram arrecadados com o leilão de uma das três casas de sua propriedade no Sul do País, a casa de praia de Jurerê - Florianópolis [SC], foi vendida por 2 milhões e 50 mil reais, uma mansão em Pouso Alegre - Minas Gerais [650 mil] e uma casa em Angra dos Reis, Rio de Janeiro alcançou 1,6 milhões. A preocupação da justiça é não deixar que os bens sejam deteriorados como outros de traficantes que foram bloqueados mas devido a não utilização entraram e ruína. Segundo o juiz da 6º Vara Federal, o dinheiro será depositado em juizo e devolvido ao narcotraficante caso seja ele absolvido. Vale ressaltar que o dinheiro será devolvido sem correção monetária mesmo estando aplicado. Um automóvel de luxo, um XSara, está sobre responsabilidade de uma casa de caridade, São Vicente de Paula, doado na segunda-feira, 8. "É uma boa coisa assim eu posso levar as senhorinhas para passear duas vezes por semana", disse a contente diretora.Um helicóptero avaliado em 6 milhões está sendo utilizado pelo governo do Mato Grosso de Sul. Outros bens não receberam se quer lance mínimo por exemplo uma fazenda em Santana de Parnaíba - e a mansão de Aldeia da Serra dotada de sauna, campo de golfe, salão de massagem e jogos , onde foi preso, ambas respectivamente em São paulo.

No pregão do Judiciário Federal poucos se arriscaram ir pessoalmente, a maioria fizeram lances pela internet. Chamou muito atenção a euforia de um advogado catarinense que esteve presente ao local do leilão e não via a hora de dar o lance vencedor de R$ dois milhões e cinqüenta mil pela casa de praia, que foi disputada lance-a-lance juntamnete com um internauta. Perguntado se fazia diferença a casa ter sido de um famoso traficante, ele respondeu que não. No dia 21 de janeiro os outros três imóveis irão a leilão com 40% abaixo do preço.

Entre os seus

Estima-se que Juan Carlo Ábadia tenha ficado livre no Brasil pouco mais de 3 anos, tempo o suficiente para fazer sua fortuna e causar estragos no Deic - São paulo. Delegados que tidos como acima de qualquer suspeita sabiam que ele, Abadia, residia no Brasil e em vez de denunciá-lo sequestravam parentes ou namoradas de Ábadia e seus comparsas e os extorquiam. Os delegados do Deic, departamento que investiga crimes de intorpecentes, Pedro Luiz Pórrio e Dr. Guedes e mais 8 investigadores foram afastados preventivamente em setembro de 2007. Perguntar não ofende: Analisando o currículo de Juan Carlo Ábadia, não há muita chance dele ser absolvido e, em caso de não ser haverá transparência quanto ao destino do dinheiro arrecadado?

SP/BR, 21 de janeiro de 2008: foram leiloados os restantes dos bens do Abadia e, o montante arrecadado foi de R$ 2 milhões para a conta dos magistrados até que seja ou não inocentado o mega-traficante colombiano.

 

Mais um assassino na Justiça Paulista

Promotor usa arma ilegal e de terceiro para matar suposto assaltante de seu relógio com dez tiros e recorre ao ceio do Deic para fabricar junto com seu irmão depoimento bem alinhavado.

O promotor de justiça do Estado de São Paulo, Pedro Baracat Guimarães,42 que matou Firmino Barbosa sábado dia ,5, na Avenida Répública do Líbano, com pelo menos 10 tiros de pistola semi-automáitca de 9Ml, de uso exclusivo das Forças Armadas brasileiras é afastado do grupo especial. Alegando tentativa de assalto no Parque do Ibirapeura, Região Sul da cidade, Baracat comapreceu ao Deic e juntamente com seu irmão delegado elaboraram um depoimento bem específico. Segundo Baracat o usuário de motos teria parado a seu lado e esbaçado um gesto de apontar-lhe uma arma. Então, Baracat disparou 11 tiros em Barbosa que socorrido ao Hospital do Servidor do Esatdo [HSE] não resistiu e morreu. O motoqueiro não estava armado. Uma pessoa que encontrava-se no ponto de ônibus disse em depoimento "o motoqueiro não apontou arma para o promotor". "Ele não tem passagem pela polícia, é um trabalhador é casado e deixa 1 filho de 5 anos e mulher grávida de 8 meses, disse seu irmão". Segundo o Corregedor do Estado, Rodrigo Pinho, o uso deste tipo de arma é ilegal e que o funcionário público será investigado por isso.

Suspeições

Causa estranhesa não ter comaparecido a uma delegacia, do local do acontecido o promotor Baracat fez várias ligações de seu celular e do celular de uma colega que o acompanhava. Em lance de sorte um outro promotor passava pelo local e se dispôs a depor em favor do colega. Chama muito atenção não ter ele registrado seu depoimento no 5º Distrito Policial pertencente ao fato. Optou por buscar guarida no Deic - onde seu irmão é delegado. Há suspeitas de que os relógios tenham sido "plantados", colocados nos bolsos do falecido e que pertencem a amigos do promotor. Fábio Furlam, filho de amigo do promotor foi até Deic retirar o relógio supostamente seu e que teria sido roubado naquele mesmo sábado [5] de janeiro de 2008. Marcos Stefanini também compareceu ao Deic e retirou seu relógio supostamente roubado por Barbosa sem que apresentasse nota ou qualquer exigência que prove propriedade do objeto. Os relógios eram de baixo valor, o mais caro valeria R$ 6.000 mil. O delegado da Polícia Civil, Ruy Fontes, é o encarregado de organizar provas de que Barbosa é criminoso. E ele está disposto a provar de qualquer forma para inocentar o irmão de seu colega Baracat. "Disseram quem era o promotor. Mas não disseram que é Firmino Barbosa", disse o delegado ao Brasil Urgente na segunda-feira, 7, mesmo sem ter registros ou ficha criminal de Barbosa.

Promotores quem mataram recentemente

Vale ressaltar que o Deic é o departamento onde vários delegados e investigadores reuniam-se para seqüestrar e extorquir parentes do narcotraficante colombiano, Ábadia. Não é a primeira vez que promotor público assassina cidadãos. Alguns casos como o do Promotor Igor que matou a esposa grávida e por ter fôro previlegiado não compareceu ao julgamento pois fugira com conivência dos colegas que o mantém informado sobre sua situação e o abastecem financeiramente.Ele, Igor, está "foragido" há seis anos. Acredita-se que o atual paradeiro de Igor é a Rússia. Em 2004, o promotor público Thales Ferri matou um e feriu outro a tiros no litotal de São Paulo. Segundo alega o promotor, Diego Mendes teria feito gracejos para sua namorada, que não será ouvida como testemunha. [francisco martins]

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 18:03  comentar

JANEIRO:

Air Supply

Para os fãs do pop romântico a dupla australiana aporta no país para relembrar hits como "Lost in Love"Äll out of Love""The One That You Love" e Sweet Dreams"entre outros. A apresentação será na casa de shows Tom Brasil e os ingressos variam de R$ 120 a R$ 200, dia 16 de janeiro no Tom Brasil.
Rua Bragança Paulista 1281 - www.tombr.com 11] 2163-2120

Eagle Eye Cherry

Para sua quarta aprresentação no Brasil, o grupo de hip-hop traz em sua nova bagagem o 4º álbum 'Live and Kicking'. Este álbum sofreu mais misturas de Soul, Jazz, Blues e pop. O grupo tem muitos fãs no país e prometem repetir a presença marcante das últimas apresentações. Dia 17 de janeiro na Via Funchal, bilhetes R$ 100 e R$ 200 .

Yamandu Costa e Hamilton de Hollanda

Instrumentistas internacionalmente conhecidos o gaúcho virtuoso do violão Yamandu se apresentará ao lado do bandolinista carioca Hamilton de Hollanda que gravam juntos um DVD 'Encontro' . Dias 18, 19 e 20 no Auditório Ibirapuera - São Paulo. Bilhetes R$ 30,00 .

Paula Toller
Ícone do pop brasileiro, Paula Toller continua a divulgar seu segundo disco solo 'Sónós', algo nada diferente do grupo onde é vocalista, Kid Abelha. Ela canta composições de Dado Villa-Lobos, e releituras de Donovan Frankenreiter e outros.
Dias 19 e 20, no Citibank Hall - Bilhetes R$ 60 a 150. [Av. Jamaris, 213 - 6846-6000]

Hilary Duff
Cantora e atriz precoce, Duff vem ao Brasil para uma apresentação onde cantará principalmente músicas do álbum 'Dignity'. Com seu pop comercial, Hilary Duff de 19 anos é uma boa pedida para o público teen. Dia 21 na Via Funchal - Bilhetes R$ 140 a 300 .

FEVEREIRO

Manifestos Brasilianos 2
Inspirado na Semana de Arte Moderna de 1922 o projeto de Hamilton de Hollanda promete reunir outra vez jovens talentos da música brasileira. Os nomes ainda não foram confirmados. Dias 15, 16 e 17, no Auditório Ibirapuera - São Paulo. Bilhetes R$ 30,00 .

L7
Quem pensou que a banda feminina L7 teria chegado ao fim vai gostar da novidade. A banda só de 'garotas' que teve boa divulgação musical nos anos 90 aporta à cidade paulistana para mostrar músicas conhecidas do repertório como 'Pretend We're Dead'e Mosnter', no dia 23 de janeiro, no Clash.

MARÇO
Uma das mais tradicionais banda de heavy metal do mundo, a banda britânica Iron Maiden, se apresenta no Brasil e tem como base o repertório de dois álbuns: Powerslave [1985] e Somewhere in Time [1987]. A digressão da banda é denominada de 'Somewhere Back in Time' no dia 2 de março no Parque Antárctica. Bilhetes R$ 100 a R$ 250.

Interpol
Banda que sofreu influências do pós-punk de Joy Division e Chamaleons entre outras, se apresenta no Brasil dia 11. O celebrado quarteto indie nova-iorquino mostra seu terceiro álbum 'Our Love to Admire', de julho de 2007, e músicas como por exemplo 'NYC' Say Hello to the Angels' e Slow Hands. Dia 11 de março na Via Funchal R$ 100 à 160.

José Feliciano
Respeitado e premiado porto-riquenho cego de nascença apresenta sua pegada latina algo peculair aos 30 álbuns gravados em inglês e mais 20 em espanhol. Dia 11 no Tom Brasil - Bilhetes R$ 100 à 180 . [11]2163-2120]

ESPECULAÇÃO:

Para os mês de abril outros shows estariam marcados porém sem data e local definidos seriam: Bob Dylan, Rush [Geddy não sabe de nada, ainda], The Cure e Rod Stewart. Para o mês de Agosto estaria pré-agendado shows com Avril Lavigne. Em setembro, Steve Reich, em outubro Radiohead, no mês de novembro Nightwish.

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 17:53  comentar

Janeiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
16
17
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds