Revelando, imortalizando histórias e talentos
11.1.08

24.1.08 Lourival Tavares: estilo e talento

 

O CD ' A Nudez de um Fonograma' foi comentado pelos prestigiosos críticos musicais Tárik de Souza, Donizeti Costa e Marco Vilarinho. Comentarios justos, merecidos. Pois Lourival Tavares quando canta, é um daqueles tipos raros onde não bastam apenas bom ouvido mas também uma boa dose de bom gosto musical, algo impresso em seus trabalhos.
Nota-se a qualidade do trabalho de um artista pela lista de participações em composições e em shows. Lourival Tavares já dividiu palco com nomes como Paulinho da Viola, Zé Ramalho, Jard's Macalé, Gereba, Zeca Baleiro, Therezinha de Jesus, Sivuca entre outros. Seu som é fruto de pesquisas sobre rítmos populares brasieliros e com forte inspiração em Jackson do Pandeiro, e nos poetas Catulo da Paixão Cearense e Patativa do Assaré. Cantor e compositor de raro estilo, já se apresentou em vários estados e locais como por exemplo Teatro Ferreira Goulart - Imperatriz - MA, FNAC - São Paulo, Museu da Imagem e do Som [SP], Teatro Crowne Plaza - São Paulo, Biblioteca Monteiro Lobato - São Paulo e em Brasília-DF.
Entre seus discos já lançados, Procissão das Formigas, Miragem, No Batuque do Coração, Colheita dos Versos, Anatomia da Razão todos merecem não só destaque, mas um lugar especial na sua prateleira musical. Alguns dos títulos tem histórias curiosas como um fã espanhol que encontrou alguns de seus discos em um sebo paulistano e comprou-os, e ao chegar em sua terra natal fez contato com o artista comunicando sua satisfação pela aquisição musical.
Perfil
Lourival Alves Tavares nasceu em 1954, na cidade de Pio XII, Maranhão. Desde os quatro anos manifesta interesse pela música, provavelmente devido à freqüência com que acompanha as manifestações culturais da região, levado por familiares freqüentadores de rodas de repentes e cantores que passam pelo local. Em 1959, mudou-se para Santa Inês, no mesmo Estado onde mais tarde, aos 16 anos, participou de programa de calouros tendo como âncora "Clélio Silveira Show" logo, começando a trabalhar como crooner em conjuntos de bailes da região. Começa a compor regularmente a partir dos 19 anos. Seu trabalho é resultado de pesquisas com ritmos populares somadas às influências de artistas como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Geraldo Vandré, Gilberto Gil, Caetano Veloso, João Bosco, João do Valle e os poetas Catulo da Paixão Cearense e Patativa do Assaré. Com o aperfeiçoamento de seus estudos na área musical, o artista sente necessidade de divulgar seu trabalho em outros Estados.
Acesse o site oficial do artista para informações completas e agendar shows: www.lourivaltavares.com.br

Segunda-feira, Janeiro 14, 2008 João Bá: senhor cultura

O talento de Bá atrai talentos como Almir Sater, Hermeto Paschoal e trabalhos em trilhas sonoras como no épico Lampião. Premiado no teatro e na música, ele segue sua sina: fazer cultura popular brasileira.

Nascido na cidade de Crisópolis, sertão baiano, Bá carrega em suas veias o talento artístico de muitos de seus conterrâneos. Poeta, ator, compositor e cantador, dos bons, desde os 12 anos. Tem mais de 200 músicas, sendo que muitas delas foram gravadas por artistas de primeira grandeza no cenário musical do País por exemplo Diana Pequeno, Dércio Marques, Marlui Miranda, Almir Sater e o lendário Hermeto Paschoal. Desde 1966 ele se apresenta em shows e festivais em universidades de todo o Brasil. Pode-se destacar o Festival da TV Tupi com a música "Facho de Fogo" , uma parceria com Vidal França e defendida por Diana Pequeno. Paralelamente a sua carreira musical Bá trabalha como ator treatral e cinema, tendo atuado no épico filme Lampião, como ator e compositor da trilha sonora. Para TV, em 1984 escreveu o especial "Cercanias de Canudos" exibido pela TV Cultura de São Paulo, e foi considerado o melhor seriado do ano. Já em 1985 apresentou "Casa de Cantadores", na mesma TV Cultura, e arrebatou sucesso de crítica e audiência. No ano seguinte, Bá, gravou para um canal de televisão francesa o especial "Casa de farinha".

Trabalhos: cada um melhor que o outro

O seu primeiro disco foi "Carrancas" e contou com participação de Hermeto Paschoal, Oswaldinho do Acordeon, Toninho Carrasqueira entre outros. O projeto gráfico do disco foi desenvolvido pelo "mago" Elifas Andreato. Participou do Festival de Teatro do Sesc Consolação, e ganhou os prêmios "Melhor Trilha Sonora e Figurino" com o espetáculo "Marrueiro". Entre suas parcerias com Almir Sater, compuseram a trilha sonora do especial "Corpo e Alma" sobre o Pantanal Matogrossense. Foi convidado a escrever um livro denominado "Natal na Cultura Popular" para Fundação Roberto Marinho, General Motors e Sesc do Carmo,[SP] tendo sido distribuído cerca de 30 mil exemplares.

Anos mais tarde, João Bá gravou dois dos melhores discos já feito no Brasil, obras indispensáveis para estudiosos da cultura popular brasileira e para quem tem bom gosto, "Carrancas II" e Ação dos Bacurais Cantantes", que foram indicados pelo MEC [Ministério da Educação e Cultura] na Cartilha de Referência Curricular Nacional Para Educação Infantil - vol. 3'. Em 2003, ele lança outro trabalho, mais uma obra prima, desta vez comemorativa aos 50 anos de carreira musical.

Já em 2004, surge com mais uma obra referência "Pica Pau Amarelo", uma produção primorosa de versos, música e arte gráfica, com encarte luxuoso de Elifas Andreato. A obra contou com participações especiais como por exemplo Antônio Pereira e Daniela Lasalvia e Pereira da Viola. É uma das melhores obras de Bá. O artista e cidadão santitsa tem participado de alguns programas de televisão entre os quais, "Senhor Brasil" apresentado pelo prestigioso Rolando Boldrin, na TV Cultura. Nos shows, sempre bem acompanhado, geralmente, conta com os músicos Lila [voz e violão], Julian Tirado [violão e voz] e Nana Correia [perscussão e voz], e o próprio João Bá, voz e violão. É smpre um momento muito especial assistir o show deste artísta. [AgencyFM]

Cidade Negra em Jundiaí - São Paulo

A Festa da Uva de Jundiaí começa nesta sexta, 11 e vai até dia 27 de janeiro com muitas atrações entre as quais Cidade Negra.

O Diretor de Turismo da Prefeitura Renê Tomazetto, o Secretário Municipal de Agricultura Domingos Fontebasso, a Secretária Municipal de Cultura Penha Camunhas e a Assessora da Casa da Cultura Rita de Cassia Carvalho, para convidá-lo a participar da 28ª Festa da Uva, a mais tradicional festa da cidade de Jundiaí. 28ª Festa da Uva terá início nesta sexta-feira, dia 11, e se encerra no dia 27, sempre às sextas-feiras, sábados e domingos de janeiro. O evento ocorrerá no Parque Comendador Antônio Carbonari – conhecido como Parque da Uva.

O Evento

Além das atrações musicais, o público contará com a exposição e venda da fruta, comercializada pelos produtores da região. A novidade deste ano é a participação de nove cidades que integram o Circuito das Frutas, que terão um estande especial para mostrar a diversidade de seus produtos. A festa também contará com nove grandes shows musicais e uma exposição que contará a história da Festa da Uva, que será a grande novidade deste ano festa. A expectativa de é de 200 mil pessoas. Os convites podem ser adquiridos até o dia 10, no próprio Parque Comendador Antônio Carbonari (Parque da Uva) ou nas lojas Rodeo Brasil e Tauá, terão o preço promocional de R$ 10. Às sextas-feiras os convites custarão R$ 15 e aos sábados e domingos até às 16h, R$ 5. Após às 16h, os convites poderão ser adquiridos a R$ 15.

Atrações

O primeiro final de semana da 28ª Festa da Uva contará com os shows de Exaltasamba, no dia 11; Gino e Geno, no dia 12 e César Menotti & Fabiano, no dia 13. No dia 18, é a vez do grupo Cidade Negra. No dia 19 se apresenta o grupo NX Zero e, no dia 20, a dupla Victor e Léo. No último final de semana se apresentam Edson e Hudson, no dia 25; Latino, no dia 26 e o encerramento, dia 27, ficará por conta do forró animado do grupo Calcinha Preta.

Local: Parque Comendador Antônio Carbonari – conhecido como Parque da Uva
Avenida Jundiaí, 1111 – Bairro Anhangabaú
Jundiaí – São Paulo Dias > 11,12,13,18,19,20,25,26,27.
Mais informações: 11 – 4586-1061 / 4521-9644 ou WWW.festadauvajundiai.com.br

Da Secretaria da cultura [fm]
(M.C.)

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 13:51  comentar

Janeiro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
16
17
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds