Revelando, imortalizando histórias e talentos
27.5.08

Mauro Alice - o mago da moviola

 
Ele faz parte da história do cinema nacional. Pelas sua mágicas mãos cenas inesquecíveis, estrelas e aspirantes ao estrelato passaram pela sua moviola.

Nascido em Curitiba, PR, no ano de 1925, Mauro Alice chegou em em São Paulo após terminar um curso de técnico químico, precisava de um estágio para tirar o diploma e vim estagiar na Rhodia em Santo André, São Paulo. Com 23 anos de idade, ele já estava com emprego garantido na área de química. Em 1948, e logo ingressa na área cinematográfica, nos Estúdios Vera Cruz, isso 1950.
 
Iniciou sua carreira com o pé direito como assistente de Oswald Hafenrichter chefe de montagem do estúdio. Sua estréia como montador se deu nas comédias de Mazzaropi, Candinho [1953], Gato de Madame [1956], Baronesa Transviada [1957], A Grande Vedete e Alegria de Viver, de Watson Macedo consolida a carreira do curitibano, no Rio de Janeiro. Rico Ri Atoa, primeiro filme de Roberto Farias contou com sua técnica apurada de montagem. Retorna para São Paulo, e para a moviola da Vera Cruz, Também, onde permaneceu até 1965. Montou filmes importantes nessa época por exemplo Ravina [Rubem Biáfora], A Primeira Missa [Lima Barreto - 1962] e A Garganta do Diabo [Walter Hugo Khouri].


Na seqüencia, voltaria a trabalhar em várias comédias de Amácio Mazzaropi: Jeca Tatu [1959], Vendedor de Lingüiça [1963], Casinha Pequenina [1964], O Puritano da Rua Augusta [1965]. Sua habilidade com a moviola chama atenção de outros produtores como por exemplo Geraldo Vietri [ Imitando o Sol - 1964], Vereda da Salvação [Anselmo Duarte]. Em Cada Coração um Punhal [1969].

 

Mauro Alice era o montador preferido de Walter Hugo Khouri, que o convidou para montar épicos do cinema nacional: Noite Vazia, O Palácio dos Anjos [1970], O Anjo da Noite, Corpo Ardente. Nos anos 1970 trabalha com filmes de gêneros e diferentes diretores, As Galinhas [Astolfo Araújo - 1971] e As Noites de Iemanjá [1971], de M. Capovilla. Pantanal de Sangue, [Reynaldo Paes de Barros – 1972]], e a pornochanchada As Cangaceiras Eróticas [1974], de Roberto Mauro, Alucinada Pelo Desejo [1978] de Sérgio Hingst, e mais duas comédias de Mazzaropi [ Um Caipira em Bariloche [1973] e Jecão... um Fofoqueiro no Céu – 1978]].

Trabalha em O Beijo da Mulher Aranha [1984] baseado no livro de Manuel Puig, filme de Francisco Ramalho Jr e direção de Hector Babenco. Por essa película ele recebe o prêmio Quiquito de Ouro, no Festival de Cinema de Gramado -RS. Sônia Braga, Raul Julia e Willian Hurt estrelaram o filme. Faria mais dois filmes com Francisco Ramalho Jr, Besame Mucho e Filhos e Amantes [1981], Made in Brazi [1985, episódio1].


Anos anos 90 o cinema entraria em crise e o montador também, claro. Mauro passou então, a realizar pequenos trabalhos para o Senac, São Paulo. Através da janela do seu apartamento esperava dias melhores para si e para o cinema. Não demoraria muito e novos convites e montaria Doida Demais 1989], com Vera Fischer e José Wilker, A Grande Noitada, de Denoy de Oliveira, Coração Iluminado [1998] , de Hector Babenco e Até que a Vida nos Separe [José Zaragoza - 1999]. Em 2002, montou Carandiru, o Filme, com Rodrigo Santoro e Gero Camilo nos papéis centrais. Entre nacionais e produção estrangeira sua filmografia o montador tem mais de 50 filmes no currículo.

Em 2007, o centro cultural São Paulo realizou uma exposição em homenagem ao mago da moviola, um legítimo reconhecimento para o amigo Mauro Alice, ilustre morador do Higienópolis, zona oeste da capital paulistana. Mauro está muito bem e trabalhando. [FM]

 

O cineasta morreu no dia 23 novembro, 2010, em São Paulo, aos 85 anos.

 

 

Apaga-se a maior estrela peruana

 
A maior estrela peruana do canto lírico Yma Sumac, morre aos 86 anos. Yma Sumac estrelou musicais da Broadway e filmes de Hollywood.

LONDRES, 07/11 - Yma Sumac, a soprano peruana conhecida internacionalmente por sua vasta extensão vocal, morreu aos 86 anos. Famosa por suas versões modernas de canções folclóricas peruanas, Sumac morreu de câncer do cólon em Los Angeles, nos Estados Unidos, onde vivia há 60 anos A cantora impressionou o público com sua voz, cuja extensão tinha mais de quatro oitavas. Seu cabelo negro e roupas extravagantes fizeram dela uma figura popular entre platéias americanas na década de 50.

"Com roupas que lhe davam a aparência de uma princesa inca, ela era uma fantasia musical em cores na Hollywood do pós-guerra", disse o correspondente da BBC em Lima, Dan Collyns. Sumac valorizava suas raízes andinas, dizendo ser descendente do imperador inca Atahualpa. Segundo o correspondente, a imprensa do Peru rendeu várias homenagens à única peruana que teve seu nome incluído na Calçada da Fama, em Hollywood.

Carreira

Nascida Zoila Augusta Emperatriz Chavarri del Castillo, em Cajamarca, no norte do Peru, ela mudou seu nome para Yma Sumac - "que linda" na língua indígena quechua. Mas se os mitos sobre sua origem despertam dúvidas, a voz era realmente extraordinária, diz Collyns. Sumac encantou platéias da Europa ao Japão, estrelou musicais da Broadway e fez papéis exóticos em vários filmes de Hollywood, atuando ao lado de grandes estrelas, como o ator americano Charlton Heston. Sua carreira entrou em declínio na década de 60, mas foi revivida nos anos 90 quando sua música foi usada na trilha do filme O Grande Lebowski, dos irmãos Coen. Pouco antes de sua morte, Sumac disse que queria ser lembrada como alguém que fez boa música e trouxe alegria ao público. [Francisco martins /
www.bbcbrasil.com.br]
 
 

Ator Kleber Afonso

 
Kleber Afonso nasceu em Pelotas, no Rio Grande do Sul, em 1930. Foi o primeiro a apresentar um programa radiofônico direcionado ao público gay, em 1980.

Se alguém fez cinema, este alguém foi Kleber Afonso. Estreou em um filme de Mazzaropi, "As Aventuras de Pedro Malazartes", de 1960. Trabalharia muitas vezes com Mazaroppi, em "Zé do Periquito", "Casinha Pequenina", "O Lamparina", "Meu Japão Brasileiro", "O Corintiano" e "Betão Ronca Ferro". E participou ativamente da pornochanchada, gênero genuinamente brasileiro. Também trabalho bastante na televisão onde participou das novelas "Mullheres de Areia", "As Divinas e Maravilhosas", "O Machão", "Ìdolo de Pano" e "Vila do Arco", todas na extinta TV Tupi e a minissérie "Moinhos de Vento" na Rede Globo.

Atuou no teatro como ator e diretor tendo dirigido várias peças infantis e chegou até a escrever uma, ‘A verdadeira História de Pinocchio ‘ que encenou meses antes de falecer. Na década de 1970 fez várias comédias no cinema nacional, entre elas: "O Poderoso Machão", "Clube das Infiéis", O Sexualista", "Eu Faço...Elas Sentem "A Carne", "O Rei da Noite" e "O Incrível Seguro de Castidade" e ‘O Garotão de Itu’ ao lado de Deny Cavalcanti.

Kleber Afonso morreu na cidade de São Paulo, em 1983, aos 52 anos, vitimado por um tumor cerebral. Na época ele estava em cartaz na capital paulista com a peça "Disputa-se Uma Noiva".
 

Morre ator pai de Daniel Filho, 26 de outubro

 
Joan Daniel Ferrer, ator e cantor hispânico, Barcelona - Espanha, nasceu em 20 de fevereiro de 1907 e sua família emigrou primeiramente para a Argentina quando ainda era criança, e lá viveu de 1913 até 1.929, quando estabeleceu-se no Brasil, onde se casou com a também atriz Mary Daniel [Maria Irma López], com que teve um filho, o ator e diretor Daniel Filho.

Juan Daniel foi produtor na equipe de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho na extinta TV Tupi e depois na TV Globo. Participou de várias telenovelas como "O Bem-Amado" 1973, "Selva de Pedra" 1972, “O Casarão” 1976 e “A Gata Comeu” 1985, toda na Rede Globo de Televisão. Também atuou no cinema em "O Casal" 1975, e "Xuxa e Os Trapalhões em O Mistério de Robin Hood, de 1990.

Em 1931, seu trabalho recebeu elogios da crítica brasileira ao se apresentar com a Companhia Tro-ló-lo, logo foi contratado como cantor pela Rádio Clube do Brasil e, depois, pela Rádio Globo. Ao lado da mulher formou a Companhia Juan Daniel, em 1949. Morreu aos 101 anos, no Rio de Janeiro, na noite de domingo [26] de outubro de 2008, vítima de insuficiência renal. Morreu em sua casa, no Jardim Botânico, Zona Sul do carioca.
 
 
 19/07 [17h35 ] Dercy Gonçalves
 Comediante mal educada é enterrada em sua cidade natal. Dona de um dos piores vocabularios ela viveu da ignorância de um povo, o brasileiro.
A comediante Dercy Gonçalves nasceu em 23 de junho se 1907 e morreu aos 101 anos. Apesar de eachar o Brasil o país mais belo do mundo, tentou viver em Lisboa, Portugal, mas devido seu hábito de cuspir na platéia, teve de deixá-lo pois ficou sem público.
 

Morreu às 16h45 deste sábado ,19 de julho, no Hospital São Lucas, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. A assessoria de imprensa do hospital informou que ela foi internada na madrugada deste mesmo sábado com um quadro de pneumonia grave, e que evoluiu para insuficiência respiratória. O governador do Rio, Sérgio Cbral Filho, decretou luto oficial de três dias. Já na cidade Fluminense onde ela nasceu, Santa Maria Madalena, as festividades em homenagem a padroeira foram interrompidas e recomeçarão a partir do dia 22.


Perfil


No ano de 1927, fugiu de casa atrás de uma companhia de teatro. Começou a carreira como cantora, no grupo 'Casa de Caboclo' com Duque, Chocolate e Dercy, mas ao perdeu a voz . Nascida Dolores Costa Bastos, mudou para Dercy Gonçalves. Dercy participou de vários filmes de chanchada e do teatro rebolado. O filme 'Cala boca Etelvina' foi um dos mais conhecidos. Atuou na televisão, e foi uma das primeiras contratadas da Rede Globo, onde estrelou os dois primeiros programas de sucesso da emissora no horário nobre.

 

Em 1989, fez o papel da mãe da rainha na novela “Que Rei Sou Eu?”. Em 1991, aos 84 anos, sofreu um acidente de carro e quebrou a bacia. Ainda se recuperando, foi para a Marquês de Sapucaí com os seios à mostra, homenageada no enredo da Unidos da Viradouro, de 2004, voltou a ser destaque, dessa vez no carro da Salgueiro. Em 1992, participou da novela "Deus nos acuda", fazendo o papel de anjo da guarda nada convencional da personagem de Cláudia Raia. Em sua cidade natal fundou o museu Dercy Gonçalves, com diversas peças utilizadas por ela em cena ou não como por exemplo chapéus, bolsas, perucas, sapatilhas, bijuterias, troféus, cartazes, programas, entrevistas, fitas de vídeo, textos, jornais, revistas e fotos. [Equipe Formas&Meios]

 

 Filmografia:

  • 1943 - Samba em Berlim
  • 1944 - Abacaxi Azul
  • 1944 - Romance Proibido

     

  • 1946 - Caídos do Céu
  •  

     

  • 1948 - Folias Cariocas
  • 1956 - Depois Eu Conto
  • 1957 - A Baronesa Transviada
  • 1957 - Absolutamente Certo  

     

  • 1957 - Feitiço do Amazonas
  • 1958 - Uma certa Lucrécia 
  • 1958 - A Grande Vedete
  • 1959 - Cala a Boca, Etelvina
  • 1959 - Entrei de gaiato
  • 1959 - Minervina Vem Aí
  • 1960 - A Viúva Valentina
  •  

     

  • 1960 - Dona Violante Miranda

     

  • 1960 - Com Minha Sogra em Paquetá
  • 1960 - Só Naquela Base
  • 1963 - Sonhando com Milhões
  • 1970 - Se Meu Dólar Falasse
  • 1980 - Bububu no Bobobó
  • 1983 - O Menino Arco-Íris
  • 1993 - Oceano Atlantis
  • 2000 - Célia & Rosita
  •  

Morre ator André Valli

RIO DE JANEIRO, 20 de junho 2008 - O ator André Valli, que se consagrou ao interpretar o Visconde de Sabugosa da série "Sítio do Picapau Amarelo", de escritor Monteiro Lobato.
 
André Valli morreu vitimado por câncer, por volta das 5 horas na manhã dessa sexta-feira,20, aos 62 anos. Segundo informações ele morreu no apartamento onde morava, em Copacabana, zona sul do Rio. Também atuou em mais de 20 novelas e programas da Rede Globo, entre as quais a "Escalada", "O Cafona", "O Bem Amado", "Selva de Pedra", o humorístico "Zorra Total" e as minisséries "Hoje é Dia de Maria" e "Hoje é Dia de Maria 2". Em 2006 esteve na Rede Record com "Cidadão Brasileiro" e "Vidas Opostas".
 
O corpo de Valli será velado a partir das 13h no Teatro Vila Lobos, em Copacabana. É esperada a presença de muitos amigos, colegas de profissão e fãs. O enterro ocorrerá amanhã, no cemitério de Santo Amaro, área central do Recife, cidade onde o ator nasceu.
Visite o site do Sítio do Pica-Pau Amarelo
 
 
 
Cyd Charisse
 
 
Morre a atriz e dançarina Cyd Charisse, estrela de musicais de Hollywood

Cyd Charisse e Gene Kelly fizeram uma parceria famosa. A atriz e dançarina Cyd Charisse, parceira de Gene Kelly e Fred Astaire nos anos de ouro dos musicais de Hollywood, morreu em Los Angeles aos 87 anos. Charisse havia sido internada no Centro Médico Cedars-Sinai, depois de ter sofrido um ataque cardíaco na segunda-feira, disse o seu assistente, Gene Schwam.
Assista à reportagem
Nascida no Estado americano do Texas com o nome de Tula Ellice Finklea, ela começou a sua carreira ainda adolescente dançando no Ballet Russe. Entre seus filmes mais conhecidos estão Cantando na Chuva (1952), com Gene Kelly, e Meias de Seda (1957), com Fred Astaire.
"Quando estávamos dançando, nós nem sabíamos que horas eram", disse Astaire, em uma entrevista sobre como era contracenar com Charisse. No auge da fama, nas décadas de 40 e 50, o estúdio que a contratou, MGM, isse que teve as pernas da dançarina seguradas por US$ 1 milhão. [Imagens: www.bbc.co.uk
 

 

Homenagem para Cyd Charisse morta dia 17 de junho de 2008

 

Morre Sydney Pollack o realizador do Actor Studios faleceu segunda-feira,26, aos 73 anos, na sua residência de Los Angeles, vitimado por câncer.

Pollack ficou conhecido por ter dirigido África Minha, que rendeu-lhe sete Oscares, também juntamente com Dustin Hoffman e Charles Durning, onde atuou como ator. Filho de uma família de imigrantes judeus russos, Pollack rodou vários generos de filmes, do filme romântico ao suspense, como a comédia Tootsie e mais recentemente A Intérprete, com Nicole Kidman e Sean Penn. Pollack teve oportunidade de trabalhar com muitos artistas de primeiro escalão de Hollywood como Barbra Streisand, Paul Newman, Tom Cruise e Sydney Poitier. No mês de abril de 2007, já doente foi obrigado a abandonar a produção de Recount, que abordava o famoso episódio da recontagem de votos na Florida aquando das presidenciais norte-americanas de 2007, que deram a vitória a George W. Bush.

 

                   
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 20:14  comentar

Maio 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
28
29
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds