Revelando, imortalizando histórias e talentos
20.8.08

Cássio M’Boy – mestre da art déco

Na verdade, Cássio, Solano e Sakai são os nomes mais representativos de Embu, que deveria abandonar o codinome 'Embu das Artes, haja vista que confundem qualidade com quantidade. Não tem representantes, pelo nas artes plásticas à altura.

 
A tradição artística de Embu institucionaliza-se e ganha projeção dentro e fora do Brasil em 1964, com o 1º Salão das Artes. Cássio M’Boy é o autor da façanha que colocou a cidade em projeção artística.

Cássio M’Boy iniciou sua formação artística com Georg Elpons, e por alguns meses freqüentou a Academia Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro. Em 1920, passa a morar em Embu, então adota o nome M’Boy. Durante duas décadas,1920 e 1940, utilizou-se de diferentes técnicas, como vitral e a escultura. A partir de 1940, passou a trabalhar exclusivamente com pintura, desenvolvendo sua temática rural. No ano de 1950, fez sua primeira exposição individual no Museu de Arte de São Paulo. Na seqüência outras exposições como por exemplo Galeria das Folhas [1958], Galeria São Luís [1960], no MAM, Rio de Janeiro [1961], e no Paço das Artes ,1970. Um ano antes de morrer realizou exposição na Galeria Encontro das Artes,1985.

Cássio M’Boy foi um dos mais importantes nomes da art déco no Brasil. Este santeiro e tapeceiro recebia em sua casa importantes personagens expoentes da Semana de 1922, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Menotti Del Picchia, Alfredo Volpi e Yoshio Takaoka, todos tiveram sua técnica aperfeiçoada com M’Boy. No ano de 1937, o artista ganhou o Primeiro Grande Prêmio na Exposição Internacional de Artes Técnicas em Paris, dando notabilidade para Embu das Artes. Lecionou para o amigo ceramista e escultor, Sakai, que se destacou internacionalmente em sua arte. Embu parecia fadado às artes, em 1962 Solano Trindade aportaria também por lá, e traz consigo a cultura negra, congregando um grupo de artistas em seu redor, e introduzindo a tradição dos orixás. Ao conhecer o escultor Sakai, que o apresentaria a M’Boy, fundaram mais uma representação artística e pictórica, que norteariam a cultura de forma ampliada na cidade.

Como legítimos representantes da arte daquele local, começaria em 1964 a projeção artística do Embu tanto dentro quanto fora do País com o 1º Salão das Artes. No final dos anos 1960, a cidade seria elevada a pólo dos hippies, que vendiam seus artesanatos nas praças da cidade, dando assim início na feira de artesanato nos finais de semana, desde 1969. O nome do artista é uma homenagem ao município paulistano, que teve início já em 1554, quando um grupo de jesuítas fundaram o aldeamento de Bohi, depois M'Boy. Cássio da Silva Mato [ M’Boy] nasceu em 1896 e morreu no ano de 1986, no Embu das Artes. [Reprodução somente com autorização]

Exposição
Uma mostra sobre Art Déco apresentada na Pinacoteca de São Paulo [Praça da Luz, 2 - Até 5 /10 de 2008 ] apresenta tapetes e duas cadeiras do mobiliário Cássio M’Boy, que está rodeado por outros dois nomes importantes como John e Regina Graz, os maiores representantes do gênero no país.
 
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 15:38  comentar

Agosto 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

17
18
19
21
23

24
25
26
28

31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds