Revelando, imortalizando histórias e talentos
11.4.09

Intrigas, bebedeiras, guerras e muita cultura impregnadas em cada pedra do calçamento da cidade. É de bom tom saborear o ‘haggis’ prato antes degustado pela classe pobre, à base de bucho de carneiro recheado com as vísceras do próprio, e preparado na farinha de aveia.
 

Edimburgo não é somente a terra do Kilt e do Castle Rock ou do palácio Holyroodhouse. A cidade é pequena apenas em dimensão demográfica, aproximadamente 500 mil habitantes. Seu nome diz tudo: Georgian New Town - cidade nova - em homenagem ao rei George 3* [1738-1820] tem mais de 200 anos. Enquanto que a cidade velha data de 1.130. O que separam as duas parte da cidade é a Princess Street. É nesse cenário de histórias que Edimburgo, Reino Unido, dá início em sua agenda cultural de 2009, repleta de eventos para todos os gostos.
O festival celebra cultura escocesa que vai desde o uísque aos grandes escritores: Sir Walter Scott, James Joyce, Robert Burns e Edwin Morgan, o maior poeta escocês vivo, passando pelo festival de verão que superlota a cidade. O País deu vários legados ao mundo entre eles o invento do telefone [Graham Bell] é o berço de Gordon Brow [Glasgow -1951] o atual primeiro ministro britânico; locação para o filme ‘Trainspotting’, de 1996; e até um bar com mais de 500 anos, o The White Hart Inn entre outros pontos. Devido ao vento e o frio, em Edimburgo quase tudo fecha as 17h00, incluindo museus. Restam os pubs.

Abril: Festival de Beltane
A celebração inicia-se com o verão com uma procissão fogos de artifícios e de tambores, uma alusão ao antigo festival celta da fertilidade.
Dia 30, em Carlton Hill.
Ingresso: 5,50 Euros {
http://www.beltane.org/

Maio: Magic Weekend
O festival acontecerá nos dias 2 e3 no Murrayfield Stadium, onde há competições de rugby. Preços: 10 a 35 Euros

Bupa Great Edimburgo Run:
Corrida com 10 km com participação em massa dos moradores da cidade. Dia 3, entrada livre.
http://www.greatrun.org/

Junho: Edinburg Film Festival
O festival acontecerá de 17 ao dia 28 em vários locais da cidade.
http://www.edfilmfest.org.uk/

Julho: The Gathering 2009
É o ponto de destaque da história e da cultura da Escócia. Nos dias 25 e 26 acontecerão runiões de clás, famílias, tocadores de gaita e artesanato, arremesso de tora, dança.
Preços: 88 à 110 Euros {
http://www.thegathering2009.com/

Agosto: Military Tatoo
Entre os dias 7 à 29 acontece as festividades em homenagem aos desfiles militares incluindo música e teatro. Na ocasião trabalhso do escritor Robert Burns serão mostrados. A comemoração acontecerá no Castelo de Edimburgo e outros pontos fora da cidade.
Preços: de 14 à 46 Euros {
http://www.edintatoo.co.uk/ }

International Book Festival:
O festival acontece entre os dias 15 à 31 em vários lacais de Edimburgo. São mais de 700 os eventos planejados sobre a herança literária do País. Como destaque o escritor Robert Burns. Preço: 5 à 12 Euros. {
http://www.edbookfest.co.uk/

Festival, Fringe
De 7 à 31 vários palcos espalhados pelas cidade abrigarão o maior festival de artes do planeta terra. Preço não divulgado. {
http://www.edfringe.com/

Art Festival
Entre 5/8 a 5/9 mais de 130 eventos incluindo exposições, com entrada franca, sobre história da região estarão por quase toda cidade.
http://www.edinburghartfestival.com/

Outubro: Samhuinn
O ano novo celta é comemorado dia 31, e na ocasião um shows pirotécnicos, desfile e performance preparada por Beltane Fire Society. O evento ocorrerá na Royal Mile, com entrada franca.
http://www.beltane.com/

Novembro: St. Andrews Day
Encerrando as comemorações de 2009, com o dia de Santo André, o dia nacional da Escócia. Os eventos serão na biblioteca Playfair, Universidade de Edimburgo, abrigarão shows gratuitos de música instrumental. No dia 30. Mais:
http://www.ed.ac.uk/ [Foto: Fetsival do fogo] 
 
LAPA, RIO DE JANEIRO

 
O bairro não é mais reduto do samba, mas o berço da boemia carioca ainda é muito frequentado por diferentes tribos.
 

O bairro carioca localizado entre zona sul e centro da cidade nem de longe parece aquele da década de 60 o berço da boemia. Mas, ainda é para lá que a turma esperta juventude carioca todas às noites no fim de semana. O aqueduto, os Arcos da Lapa, é o símbolo do bairro e foi erguido com mão de obra escrava e sua inauguração data de 1744, e tinha como função suprir o centro da cidade com as águas do rio Carioca.

Não é mais o samba o ritmo predominante no bairro da boemia. Os tempos mudaram e com ele o gosto dos frequentadores: da gafieira ao forró e o samba do Clube dos Democráticos. Outros espaços de entretenimento como Circo Voador e Fundição Progresso, e o TribOz,[Centro Cultural Brasil - Austrália] inaugurado em 2008, apresenta programação musical entre jazz e MPB. Bares mais novos como o Arco-Iris, divide espaço com os seculares Nova Capela e Bar Brasil, com cabrito assado e chope premiado respectivamente. [Foto: pt.wikipedia.org ]


Consulte:

Cine Lapa:
Av. Mem de Sá, 23
[21]2539-0216
Fundição Progresso:
Rua dos Arcos, 24
[21] 2220-5070
http://www.fundicao.org/

Circo Voador:
Rua dos Arcos, s/n
[21] 2533-0354
http://www.circovoador.com.br/

Nova Capela:
Av. Mem de Sá, 96
2252-6228

Arco-Iris
Rua do Lavradio, 203
[21] 2222-7278

TribOz
Rua Conde de Lages, 19
[21] 2210-0366
http://www.tribozrio.com/

Clube dos Democráticos
Rua do Riachuelo, 93
[21] 2252-4611
http://www.clubedosdemocraticos.com.br/
 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:07  comentar

 

Pelo segundo ano consecutivo, Osesp faz turnê pelo interior


Orquestra Sinfônica se apresentará com de qualidade em cidades do interior paulista. Entre os dias 16 e 28 de julho, mais de 120 profissionais da Osesp levam música à outras regiões do Estado de São Paulo, um total de oito cidades a companhia dará início ao programa Osesp Itinerante pelas cidades: Presidente Prudente, Assis, Ourinhos, Avaré, Campinas, Jundiaí, Santo André e São Caetano do Sul.
Os participantes da primeira edição do Osesp Itinerante garantem que a experiência é excelente. "A oficina de apreciação musical aumentou meu conhecimento", diz Luiz Antônio Leite Junior, regente da Orquestra Experimental Agnus Dei, de Catanduva, cidade que recebeu a orquestra no ano passado.Estão programados 68 eventos como concertos ao ar livre, apresentações de música de câmara e coral e oficinas e cursos de história da arte, com média de oito por cidade. Calcula-se que o público dessas apresentações será quase 30% do que é atendido anualmente, nas apresentações na Sala São Paulo.

A expectativa de público para cada atividade chega a 40 mil pessoas nos quatro concertos ao ar livre; 16 mil pessoas nos 32 concertos de música de câmara e coro e 1.200 alunos inscritos nas 24 oficinas de cordas, madeiras e metais.{Foto: Ana Fuccia}
 

 Fruta legitimamente paulistana é motivo de festival no ABC


Um festival em Paranapiacaba, região do ABC paulista, apresenta guloseimas e bebidas todos à base da fruta tipicamente paulistana, o Cambuci.
 
Ao todo são vinte os estabelecimentos da Vila de Paranapiacaba que estão credenciados e oferecem: licores, trufas, cachaça, sucos e até panqueca feitos com à fruta. Pouco conhecida, sempre que se ouve o nome Cambuci, vem à mente o largo do bairro homônimo que recebeu o nome devido a existência de uma árvore frutífera no local. Segundo estudiosos a palavra Camb ici [seio da mãe terra, exemplo de um dos significados], só pode ser produzida em clima frio como o da serra do mar.

O festival acontece somente sábados e domingos, e segue até dia 26/04.
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:01  comentar

Alguns tem o dom de fazer história e outros optam por ficarem fora dela. Tanto os envolvidos no MB quanto o público são parte de uma história que apenas começa a ser escrita.


SÃO PAULO, 18/04/2010 - O segundo show do movimento musical fundado pelos músicos e compositores baianos Carlinhos Freire e Joab Morais, Metrópole Brasil, realiza seu segundo show e supera todas as expectativas. O evento acontece todos os meses no Espaço Metrópole Café, propriedade de Mércio Mateus, bem no centro da capital paulista.

Nenhum dos envolvidos no movimento musical tinha dúvida quanto a colaboração do MB à Música Popular Brasileira. Porém, as expectativas foram superadas logo na segunda apresentação. Não era para menos: o som autoral feito por Carlinhos Freire e Joab Morais prenunciara em 6 de março o que viria pela frente. Resultado, casa cheia; cheia de gente que curte boa música.

Nani Barbosa subiu ao palco e com uma interpretação muito pessoal aliada ao som autoral, aos poucos foi ganhando a confiança dos presentes e, no término de sua quinta canção foi aplaudidíssima.

Tem de se prestar atenção para esta figura simplória chamada Carlinhos Freire, que conseguiu dois convidados de peso como o maestro e produtor musical Roberto Lazzarini cujo nome fala por si só. Lazzarini tocou em duas músicas: acompanhou Carlinhos Freire em "Metrópole" e Joab Moaris em "Sobradinho", de Sá & Guarabira. O músico elogiou a iniciativa de seu colega Carlinhos Freire.

Helena Elis faz parte do imaginário musical de muito produtores. A cantora chegou acompanhada por sua produtora Juliana Silva e do empresário José Galvão. Da mesma forma que Lazzarini, Helena Elis e equipe engajaram-se com a equipe de bastidores do Metrópole Brasil: a produtora executiva Bel Antunes e o assessor de comunicação Francisco Martins. A cantora mostrou porque é uma das mais respeitadas de sua geração. Subiu ao palco com a mesma simplicidade apresentada nos bastidores, e deu seu recado com belas canções. O público que já conhecia sua voz angelical em "Lugares Proibidos", música bem executada na Brasil FM, cantaram com Helena Elis.

No final de sua apresentação, a cantora ressaltou a importância do movimento musical fundado por Carlinhos Freire e Joab Morais. Essa história para ser bem contada precisa de colaboradores como Antônio Bandecchi, que gentilmente faz as imagens para o MB, o artista plástico Chagas Ferreira, Edinaldo e Edivaldo, empresários do setor gráfico por exemplo.
SAIBA tudo sobre o show e sua cobertura on line em www.metropolebrasil.blogspot.com



Cardim: ano com chave de ouro
 
A mostra em comemoração aos 142 anos do município de Sete Lagoas, MG, do fotógrafo foi uma das maiores visitações do ano no gênero fotográfico.
 
Personalidades locais e transeuntes fizeram dessa exposição de Maurício Cardim, uma das mais vistas não só na localidade, mas, em todo o Estado. O fotógrafo com jorge Concórdia, fotografados por Sônia Concórdia.


Sete Lagoas {Minas Gerais} – 21 Dezembro 2009 "O sucesso de minha mostra graças a Deus, amigos patrocinadores, imprensa falada, escrita, televisada, internet...enfim, muitos contribuíram e claro, o público em geral de Sete Lagoas e de muitas cidades do país e da América do Sul. Valeu muito!Obrigado a todos e sucessos sempre para NÓS!. Abaixo, os veículos que deram apoio cultural à exposição "Sete Lagoas sob olhar de Maurício Cardim"


Jornais de Sete Lagoas:
{Saxofonista Júlio França]
 
 

Jornal Boca do Povo
Jornal Canal Livre
Jornal Centro de Minas
Jornal Gerais
Jornal Hoje Cidade
Jornal Noticia
Jornal Primeira Linha
Jornal Sete Dias
Jornal Tribuna
E o Jornal Correio de Três Lagoas-MS.
 

Sites:

Artista plástico Leandro Lupiano [foto}

Formas e Meios
Descubramainas
Twitter/agenciafm
Portal Sete
PQNBanco Cultural
Minha Noticia/IG
Metropolionline
Poeiras e cantos
Imprensa FM -SP


 
 
Rede ETV (Televisão de Sete Lagoas)



                                     Rádios:

Musirama FM
Cultura FM
Cultura AM
Eldorado [Nezito, em destaque]
Santana  {Todas as fotos por Maurício Cardim, exceto indicada}

 KISS: PARA NÃO SER ESQUECIDO, JAMAIS
 
Sangue, suor e explosões de alegria pontuaram espetáculo da banda. Inesquecível terça-feira, 8/04/2009.
 


Um dos shows mais aguardados em São Paulo, o Kiss se superou e promoveu um dos melhores espetáculos de toda sua carreira. Se comparados aos já realizados no Brasil, 1983 e 1999, aquele Kiss está muito aquém desse furacão atual; os roqueiros maquiados e 'linguarudos' estão melhores em tudo. Mais de 37 mil pessoas compareceram ao show na Arena Anhembi, e cantaram com Paul Stanley, 55 anos. O grupo é especialista em entretenimento e alcançaram o grau máximo. Entre frases feitas " We love you' "I feel good" - me sinto bem, de Stanley, e São Paulo "is number one" Simmons, até aí lágrimas já rolavam entre os fãs do grupo. A banda brincou com a plateia pedindo que gritassem o mais alto possível ' yeah', simulando uma competição entre o lado esquerdo e o lado direito.

Fãs de várias idades, crianças e cabeludos, muitos deles caracterizados com máscaras ou maquiados e de camisetas pretas deliravam com os sucessos de 'Alive', disco que a banda tocou quase inteiro, das 16 músicas 14 eram de Alive, 1975. Com os hits ‘Rock and Roll All Night’, ‘Detroit Rock City’, "C' Mon and Love Me", Gene Simmons [baixo], Paul Stanley [guitarra], Tommy Thayer [guitarra] e Erick Singer [bateria] botaram a plateia na Arena Anhembi a soltar a voz.
 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:59  comentar

Brasileiros são atraídos para repovoar parte da Espanha

Madrid/Espanha,9/05 - Vilarejos da área rural espanhola está atraindo famílias brasileiras que tenhan crianças com a finalidade de repovoar.
 
O local sofre com falta de crianças, e várias famílias do Brasil aceitaram a oferta de benefícios feita por vilarejos que correm o risco de desaparecer por causa da falta de habitantes jovens. No mínimo 15 municípios espanhóis estão oferecendo emprego, casa e até dinheiro para as famílias de imigrantes. O governo espanhol afirma que pelo menos 2.648 municípios passam pelo mesmo problema de falta de população, e já foram apelidadas de "cidades-fantasmas".

O vilarejo de Lorcha, com 735 habitantes encravado na montanha do à leste da Espanha, já atraiu famílias paranaenses equatorianos, cujas crianças ajudaram a manter aberta a única escola local. Sem os alunos imigrantes, as 24 crianças nascidas na em Lorca teriam de percorrer 18 km até a escola mais próxima. Segundo o prefeito de Lorca, Guillermo Moratal, a aprefeitura já deu à mãe das duas meninas brasileiras uma casa grátis e um emprego de faxineira a 7 euros por hora - cerca de R$ 21 - para amãe.

No município de Ayódar, litoral mediterrâneo, mais duas crianças brasileiras, um menino de 11 anos e uma menina de 6, colaboraram a para o não fechamento da escola.Estão agrupados com mais quatrofamílias selecionadas entre 182 candidatas, que ao aceitarem a proposta ficam sabendo que teem de repovoar a aldeia com 238 habitantes em troca de casa, trabalho e um cheque de mil euros - aproximadamente R$ 3 mil.


Desde 2000 que os municípios espanhóis iniciaram o movimento para repovoar as 'cidades-fantasmas', e foi Aguavira, centro leste do país, a primeira a lançar a proposta. Atualmente, cerca de 81% dos municípios espanhóis que passam pelo problemas de envelhecimento da população estão recebendo famílias estrangeiras. [foto: www.bbcbrasil.com.br

 

 

BIENAL DE CUBA

 

Bienal
atraiu mais de 300 artistas que parecem preocupados com a diversão. Enquanto cubanos relatam dificuldades em obter visto para expor nos Estados Unidos "é muito mais difícil obter visto para fazer algum trabalho em Cuba do que nos EUA " diz o artista irlandês Duke Riley sobre burocracia cubana.

A 10ª Bienal de Cuba atraiu muitos artistas estrangeiros mais pela solidariedade do que pelo conteúdo dos participantes. Talvez uma dezena de críticos, artistas norte-americanos e compradores comparecem a mostra para se divertir e oferecer solidariedade aos artistas cubanos que não conseguiram visto para expor nos EUA durante os 8 anos de governo de George W. Bush. Os pintores torcem para que seja este um momento para a sonhada normalização das relações entre os EUA e Cuba.
Temática
O tema da bienal é "Integração e Resistência na era Global" e, mesmo de forma discreta todos abordam as questões sobre globalização, economia e imigração. Obras como " Just Beyond my Imagination" [Apenas Além da minha imaginação] do artista de Barbados Annalee Davis [foto no alto], que reproduz um falso campo de golfe com buracos de areia em forma de ilhas do Caribe. É uma alusão como a região é usada como área de diversão pelos paises ricos.

 
A artista mais famosa da ilha dos irmãos Castro é KCHO [ Alexis Levya Machado - à esquerda] que apresenta a instalação em forma de carrossel com esculturas em madeira de representações cubanas como navio negreiro americano Maine e o Granma, barco utilizado para o transporte de Fidel Castro e seus camaradas terroristas para Cuba em 1956.
O cubano Roberto Fabelo mostra 'Sobreviventes' ao ar livre que consiste em dez grandes esculturas de baratas, ratos com faces de humanos todos subindo pelas paredes do Palácio de Belas Artes. A norte-americana, pintora e galerista Chelsea, comparece na bienal representando 12 galerias onde inclui mais de 30 artistas, patrocinados pela organização norte-americana Amistad sem fins lucrativos.

A Bienal de Cuba segue até dia 30 de abril
 

Cidade de L’ Aquila tem história sísmica que data de 1.315

Cenário de filmes como "O Nome da Rosa" estrelado por Sean Connery e Feitiço de Áquila por Mathews Broderick, sofre mais um abalo sísmico e por pouco não some do mapa italiano.
 

ROMA - 8/04 - Localizada na região de Abruzzo, sua origem remonta ao século XIII.Fundada pelo neto de Frederico Barbarossa, Frederico 2*, imperador do Sacro-Império Romano e Alemão em meados de 1.240, a cidade é uma interligação de 99 vilas. L’ Aquila tem arquitetura romântica, barroca, renascentista e gótica passou a integrar o Reino da Itália em 1.860, chegando a ocupar o posto de segunda maior do Reino de Nápoles. Encrustada no vale Apeninos a pequena cidade atraiu a atenção de cineastas que rodaram longas-metragens na fortaleza medieval Rocca Colascio o maior forte do País com 1.460 metros.

A vida pregressa de L’Aquila quanto aos terremotos datam de antanhos. Registros dão conta que os abalos acontecem desde 1.315 e seguem-se nos séculos: 1.349, 1.452, 1.501, 1.646, porém, o mais danoso foi o de 1.703 que destruiu mais da metade da cidade. Prédios que sobreviveram ao ataque de 1.703 como igreja Duomo foram duramente atingidos no abalo de 5,3 graus na madrugada de segunda-feira, 6 de abril na Itália, e domingo [5/04] à noite no Brasil. Mais de dez mil casas foram afetadas ou destruídas. Outros patrimônios: Pagânica, igreja de Santa Maria Assunta; Loretto Apruntino, onde ficam as torres da igreja de São Francisco; Goriano Sicoli: igreja Santa Gemma e o vilarejo de Onna com 300 habitantes e 40 mortos. No total 25 mil pessoas ficaram desabrigadas e 296 morreram. A vítima mais nova tinha menos de um ano e a mais idosa 98 anos. A estimativa e de que os prejuízos materiais são da ordem de 1,3 bilhão de Euros, segundo Ministério do Interior. O Vaticano dará uma concessão especial para que uma missa seja celebrada durante o enterro coletivo das vítimas em 10/04/09. A concessão se faz necessária pois no ano litúrgico, Sexta-Feira Santa é o único dia onde não se celebra missa.

Pontos

O Gran Sasso [ pedra grande em italiano] é um importante destino de esquiadores. O enorme maciço localizado no parque nacional de Gran Sasso Monti Della Laga, em funcionamento desde 1991, cujo ponto mais alto mede 2912 metros de altura. O Campo Imperatore, que conecta as estações de esqui Prati di Tivo e Fonte Cerreto tanto por estradas quanto teleféricos. Uma curiosidade, foi nesse campo onde a sorte de Benito Mussolini mudou, pois o ditador fora aprisionado em 1943 e depois resgatados por patrulhas alemãs. [David Sanchez - Especial para Agência FM - http://www.agenciafm.jor.br/ ] [Foto: Laura Milani ]
 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:58  comentar

“Eram duas caveiras que se amavam”

Projeto do anatomista alemão ‘Body Worlds’ está sendo exibido em Berlim e prometido para países e gera mais polêmica. Dessa vez ele simula cena de sexo entre dois cadáveres.
 

O alemão é um renomado anatomista mas se tornou mais conhecido pelo uso de cadáveres como concepção de obras de arte. Von Hagen volta a polemizar ao inaugurar em Berlim mais uma mostra sobre os estágios da vida humana, na qual inclui uma cena de sexo entre os cadáveres. A exposição é composta por mais de 200 cadáveres, que foram controvertido ao processo de conservação desenvolvido pelo próprio anatomista que define o método como "plastinação" inventado por ele nos anos 70. "O Ciclo da Vida" mostra os estágios da vida humana, desde o nascimento à velhice. Para isso ele usa cadáveres de recém-nascidos, pessoas idosas e adultos.


Posições


Na exposição, os corpos são colocados em posições de modo a reproduzirem cenas de das atividades humanas: alguns tocam instrumentos e outros praticam esportes como salto em altura. O ponto polêmico da exposição é a cena em que corpos masculino e feminino simulam uma cena de sexo que despertou críticas ferozes da chanceler ao professor de Teologia Rainer-Kamplig. “E uma falta de gosto repulsiva" e disse que "torce" para que o público boicote a exposição, declarou Ângela Merkel. "A Igreja Católica tem sido uma das maiores críticas das exposições realizadas pelo médico, que já passaram por diversos países. Mas, Von Hagen rebate as críticas "Morte e sexo são temas tabus. Eu coloco os dois juntos. A morte faz parte da vida, e sem sexo a vida não existe. Quanto ao casal de caveiras, Von Hagen diz que o homem tinha 51 anos e a mulher 58. “Não se conheciam em vida”, afirma o anatomista. Oito anos depois, a mostra volta à Alemanha, e fica em cartaz em Berlim até 30 de agosto. (Foto: Gunther von Hagens, Institut für Plastination, Heidelberg).Mais>
http://www.bodyworlds.com/en.html

Londres/ Inglaterra: até 24/ 09
Tampa /Flórida [EUA] até 14/06
San Diego/ Califórnia [EUA] até 4/10
Haifa/ Israel até 13/09
 
 
 
A artista Suíça Mira Schendel e o argentino León Ferrari ocupam cinco salas de um dos mais conceituados museus do mundo, o MoMA, em Nova Iorque.


NOVA IORQUE, 7/4 - A mostra é formada por peças pertencentes a colecionadores e pela primeira vez são vistas pelo público norte-americano. "Tangled Alphabets" {alfabetos cruzados} , é uma boa retrospectiva apresentada no MoMA com obras dos artistas Mira Schendle [1919-1988], nascida na Suíça que adotou o Brasil para viver, e o argentino León Ferrari, 89, e expõe paralelos e foco na linguagem entre as obras de ambos. A exposição com 200 peças atraiu colecionadores de peso como Estrelita Brodsky e Patty Cisneros além de mais de 1.400 visitantes somente na estreia. Para a financiadora de arte latina do museu Estrellita Cisneros, o MoMA recebe em dias normais mais de 10 mil visitas, portanto, foi uma boa repercussão o contingente de abertura da mostra. [Acima, "Aermão da Montanha" de Ferrari]

Paralelos

Entre as obras da Suíça que adotou o Brasil para viver, encontram-se o cordel de papéis japoneses realizado em 1965, e fica logo na entrada à direita, na primeira sala da exposição. Logo à esquerda, está uma escultura do astronauta Russo Yuri Gágarin, feita com fios de metal criada pelo argentino Ferrari. Os trabalhos seguem em ordem cronológica, o que sugere um diálogo e os pontos de similaridades entre os dois artistas. Isso fica mais evidente na sala central que reúne obras onde a escrita é explorada, seja nas incursões em busca de criação de um alfabeto novo ou no manuseio da palavra.

A série " Letras circunscritas" de Mira Schendle e a série "Códigos" de León Ferrari todas feitas em 1970 reforçam as similaridades. Várias outras peças dos artistas evidenciam tal paralelos entre seus trabalhos que causa uma certa dificuldade em se saber qual dos dois era o autor. A referência e o protesto religioso é outro elo entre as temáticas recorrente aos dois artistas plásticos como " Ondas Paradas de Probabilidades", de Mira Schendle, de 1969. "Juízo Final, " uma colagem feita pelo artista argentino em 1994, que foi colocada ao fundo de uma gaiola de pombos toda coberta com excrementos. Segundo Ferrari se trata de uma releitura para a obra homônima de Michelangelo na Capela Sistina. Na sala do sexto andar estão expostos cerâmica, instalações, esculturas, pinturas e desenhos trazidos de coleções públicas e privadas de Bueno Aires, São Paulo, Londres e EUA. Algumas pertencem ao próprio museu.

A exposição permanecerá em cartaz até 15/06
 

Exposição: "Epopeia Londrina"

 
Longe do glamour e regalias que São Paulo [Brasil ] oferece, Maria Bonomi mostra um recorte de sua vida artística em Londres.

Exposição da Artista plástica italiana radicada no Brasil Maria Bonomi está programada para estrear dia 5/5 será a sua primeira individual em Londres. Apesar dela não ser uma primadona das artes plásticas, merecia mais do que um cubículo que chamam de Galeria 32, um anexo na Embaixada Brasileira em Londres. A passagem leva ao coração da capital inglesa, West Side, porém nada se for comparado aos espaços suntuosos cedidos para a artista como Pinacoteca do Estado de São Paulo, museus e galerias finas dos Jardins paulistanos e esculturas públicas nos melhores bairros da cidade de São Paulo.

A mostra é um bom recorte com 32 peças da escultora italiana com sua produção mais significativa. Obras que colaboraram para definir sua trajetória como 'Tropicália' ' Love Layers' , 'Tetraz' ao lado da xilogravura inédita 'Transformed' com dois metros de altura, são destaques da exposição. Quatro vídeos assinados por Walter Silveira tentam mostrar aos europeus quem é Maria Bonomi. [Obra: gravura peregrina]
 
 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:56  comentar

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
16
17
18

19
21
22
24

26
27
28
29
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds