Revelando, imortalizando histórias e talentos
9.6.09

Orquestra Grupo Pão de Açúcar no MCB

Orquestra Grupo Pão de Açúcar faz concerto no Museu da Casa Brasileira

Com um repertório com Dvorak, Carlos Gomes, Kreisler e músicas da MPB, a Orquestra Grupo Pão de Açúcar faz uma apresentação no domingo, 14 de junho, às 11h, no Museu da Casa Brasileira, instituição vinculada à Secretaria de Estado da Cultura.Sob a regência do maestro Daniel Misiuk e direção artística de Renata Jaffé, a orquestra formada por 40 jovens com idades entre 10 e 21 anos vai mostrar como a música aparece como o elo maior entre professores, alunos e colegas, e que transforma a comunidade em que estão inseridos e onde são os protagonistas em igual importância.


Programa: Pout pourri de músicas francesas, arranjo Hugo Ksenhuk; Scherzo da Serenata para Cordas, Dvorak; Burrico de Pau, Carlos Gomes; Preludium e Allegro, Kreisler, solo de Gabriel Nunes; Rodeio, Copland; Scherzo e Tarantella, Wieniawski, solo Wesley Prates Lima; Terremoto, Haydn; Brasileirinho, Azevedo; Tributo a Queen, Padilha; As Mulheres do Brasil, arranjo Thiago Faria.

O projeto Música no Museu está consolidado na agenda de São Paulo como uma alternativa de lazer que reúne música de qualidade em um cenário agradável: o terraço do Museu da Casa Brasileira, em frente ao seu jardim de 6.600 metros quadrados.

Os jovens participantes tiveram o início do aprendizado musical no Programa de Música do Grupo Pão de Açúcar, que há 10 anos mantém o Método Jaffé de Ensino Coletivo de Cordas como base de seu Programa Social de Desenvolvimento Humano. O princípio é dar ao jovem das comunidades carentes de São Paulo a oportunidade de exercer a cidadania plena, trabalhando em equipe, valorizando semelhanças e aceitando as diferenças. Eles ganham uma ferramenta importante para seu futuro, que é o conhecimento, precursor da liberdade e da ascensão social.

Mais de 8.000 jovens já passaram pelo Programa de Música do Grupo Pão de Açúcar, sob a orientação da professora Renata Jaffé e sua equipe. Em dez anos de atuação, alguns de seus ex-alunos já alcançaram a maioridade e tornaram-se profissionais na música, ou em outras atividades para as quais as lições aprendidas nos anos de vivência do curso foram fundamentais.

A Orquestra já realizou mais de 420 concertos, incluindo apresentações por todo o estado de São Paulo, concertos no Paraná, Santa Catarina e também fora do Brasil, na Argentina e nos EUA, sempre sob a batuta do maestro Daniel Misiuk. Em 2008, a Orquestra ganhou a Salva de Prata da Cidade de São Paulo, e, em 2009, o Prêmio Ana Paula de Oliveira Guimarães do Rotaract, pelos trabalhos realizados com jovens da comunidade.

Maestro Daniel Misiuk - Iniciou sua carreira musical como trompista, atuando solo com grupos de câmara, e como professor de orquestra. Há 15 anos desenvolve excelente trabalho como regente, iniciado nos Estados Unidos e depois na Itália. De volta ao Brasil, o maestro Misiuk desenvolveu um intenso trabalho de concertos didáticos e de formação de público na prefeitura de São Paulo, quando criou e desenvolveu o Projeto Teatro Municipal Visita, que levava a cada mês 45 grupos sinfônicos e de câmara do Teatro Municipal às casas de cultura, bibliotecas, teatros de bairro de São Paulo, além de atuar como maestro na Orquestra Sinfônica Municipal nos Concertos Didáticos do Teatro Municipal de São Paulo. Com o Método Jaffé, o maestro já preparou e apresentou mais de 100 turmas de ensino, e desenvolve o trabalho com as orquestras formadas a partir do método em Santos e São Paulo.

Renata Jaffé - Iniciou seus estudos de violino com seu pai, Alberto Jaffé, tendo sido também aluna do violinista Claudio Cruz. Em1982 mudou-se para Champaign – Urbana, em Illinois, Estados Unidos, continuando seus estudos na National Academy of Arts. Foi também violinista das Orquestras Sinfônica Municipal de São Paulo e Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo. É professora de violino desde 1986, e foi professora de violino do Pensacola Christian College – Florida, em 1994/95, época em que também começou a desenvolver o trabalho coletivo com o Método Jaffé, ainda nos Estados Unidos.

Serviço

 

Música no Museu – “Orquestra Grupo Pão de Açúcar”
Domingo, 14 de junho, às 11h Entrada francaDuração: 60 min - Capacidade: 230 lugares

 

Local: Museu da Casa Brasileira – Terraço -
Av. Brig. Faria Lima, 2705 Tel. 3032-3727

Jardim Paulistano - Site: http://www.mcb.org.br/

Estacionamento: R$ 10,00
Visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h
Ingresso: R$ 4,00 Estudantes R$ 2,00 Gratuito domingos e feriados


Acesso para pessoas com deficiência.
Visitas monitoradas: 3032-2564

Informações para a imprensa:


Menezes Comunicação Tel. 11 3815-1243 3815-0381 9983-5946: Contato:Letânia Menezes/Silvana Santana

menezescom@uol.com.br
Menezes Comunicação

Av. Pedroso de Moraes, 631 cj 9305419-000 -

São Paulo - SPtels. 11 3815-1243 / 0381

menezescom@uol.com.br

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:16  comentar

Vicente Celestino nasceu em 12 de setembro de 1894, no Rio de Janeiro, em Santa Teresa, na Rua Paraíso. Aos oito anos de idade iniciou sua carreira artística.
 
 
 
Possuidor de voz extraordinária, era chamado diariamente para cantar em festas de Igrejas, em reuniões sociais e em clubes. Nada recebia em troca, além de elogios, aplausos e lanche. Assim, pouco a pouco o jovem Celestino se tornava famoso no bairro e arredores. No seu repertório já constavam trechos de óperas, valsas, canções, música sacra etc. Com sua voz possante e bela, as canções ganhavam nova roupagem devido a sua interpretação. Era ovacionado por todos os que o ouviam. Assistia a todas as companhias líricas que visitavam o Brasil, tendo como ídolo Enrico Caruso.
 

 

 


Aos dezoito anos começou a cantar nos chamados "Chopes" da época e, aos vinte anos, estreava profissionalmente no Teatro São José, onde levou a platéia ao delírio cantando a famosa cancão "Flor do Mal", que foi também a sua primeira gravação, em 1916, quando ganhou, por milhares de discos vendidos, a importância de dez mil réis. O povo adorava aquele moço simpático e simples que se dava por inteiro quando cantava. Vicente Celestino cantava com a alma e o coração, sem economizar o que Deus lhe deu: sua voz preciosa. Os jovens que aplaudiam o cantor ensinaram a seus filhos e, depois, aos seus netos a gostar daquele que, orgulhosamente, cantou para quatro gerações. Vicente estrelou dois filmes: "O Ébrio" e "Coração Materno".

WALTER MOCHI

Um grande empresário da época, Walter Mochi, ao ouvi-lo, quis levá-lo para a Europa, a fim de projetar Vicente como um dos maiores tenores dramáticos do mundo. Mas Vicente não concordou e disse que jamais deixaria o Brasil, sua Pátria, declinando, assim, do honroso convite. Queria cantar para o seu povo. Poucos teriam resistido à tentação. Vicente Celestino era um homem feliz. Cantou durante 65 anos sem parar. Era uma autêntica glória nacional. Foi cognominado "A voz orgulho do Brasil': e bem mereceu o título. Compôs várias cancões de grande sucesso: "O Ébrio", "Coração Materno", "Patativa", "Serenata", "Ouvindo-te" e inúmeras outras.
 
Ele deu ao Brasil a sua voz, a sua alma e todo o seu amor de brasileiro. Recebeu muitas homenagens em vida e durante 33 anos foi contratado pela RCA-Victor, onde gravou centenas de discos. Antonio Vicente Felippe Celestino (Vicente Celestino) estava cantando para a quarta geração e a última vez que se apresentou foi para uma pequena platéia de 200 pessoas, durante um ensaio em São Paulo, na triste tarde de 23 de agosto de 1968, onde artistas, músicos, cantores ensaiavam para um "show" que seria gravado às 23 horas. Cantou naquele ensaio), talvez como nunca tenha cantado antes, a cancão "Mande uma Flor de Saudade" com letra de M. Ghiaroni e música de sua autoria. Mas aquele havia sido o Canto do Cisne da mais aplaudida e incompreendida voz do cancioneiro brasileiro. E, assim, às 22:30 horas daquela noite calou-se para sempre "A voz orgulho do Brasil". [Fonte:Francisco Martins ]
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:15  comentar

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

15
18
20

22
27

28
29


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds