Revelando, imortalizando histórias e talentos
29.7.09

Autor de inúmeros sambas, mais de 500 composições como “Lá vem ela com uma trouxa de roupa na cabeça”, gravado por Raul Marques em 1942; “Apoteose ao samba”, na voz de Jamelão,em 1950; “Olelê, olalá” gravado por Adilson Ribeiro em 1973. Durante 19 anos escola Império Serrano desfilou cantando só composições suas, ainda tocava violão e bandolim e gravaria o primeiro disco aos 66 anos.

 



Décio Antônio Carlos, o Mano Décio da Viola , nasceu em 14 de julho de 1909, em Santo Amaro da Purificação, Bahia, mas na certidão de nascimento constava como nascido em Juiz de Fora, MG. Seus pais mudaram-se para o Rio de Janeiro quando ele tinha apenas um ano, tendo morado dos seis aos 14 anos no morro da Mangueira. Lá, saia nos Carnavais no rancho Príncipe das Matas, organizado por sua família. Em 1923, mudou-se para Madureira, subúrbio carioca, e integraria o bloco local “Vai Como Pode”, que mais tarde se transformaria no G.R.E.S. da Portela. Não demorou e ele fugiu de casa, voltando para a Mangueira, e lá começou a trabalhar como vendedor de jornais no Largo da Carioca. Foi nessa época que conheceu Norberto Marçal, o Manga, e passaria a morar em sua casa perto da favela do Buraco Quente, reduto de sambistas da Mangueira. No ano de 1930, já morando no bairro de Ramos, ele integrava o G.R.E.S. Recreio de Ramos, fundado por Manga. Foi em Ramos onde compôs seu primeiro samba, “Vem, meu amor “ parceria com Bide e João de Barro {Braguinha}, e fora gravado por Almirante, em 1935.


Retorna em 1934 para a subúrbio de Madureira, transferindo-se então para a escola de samba “Prazer da Serrinha”, onde era diretor de samba. Foi ai onde um velho sambista, Magro, deu-lhe o apelido de Mano Décio da Viola. Para tal escola ele compôs, em 1945, com Silas Oliveira, o samba-enredo “Conferência de São Francisco. Em 1947, junto com os dissidentes da ‘Prazer da Serrinha’, fundou, em 23 de março o G.R.E.S. Império Serrano, escola essa que sairia durante vários anos cantando sambas de sua autoria, conseguindo, com eles, seria campeã por quatro vezes.
Em 1949, o enredo “Tiradentes” foi vencedor (com Penteado e Estanislau Silva), o samba-enredo é considerado um dos mais clássicos do gênero. No ano de 1951, classificou-se em primeiro lugar com “Batalha naval do Riachuelo” (com Penteado e Molequinho). O Império Serrano voltou a ganhar em 1955, com “Exaltação a Duque de Caxias” (com Silas de Oliveira), e em 1960 “Medalhas e brasões” (com Silas de Oliveira). Além de sambas-enredo, fez, em 1973, o Hino dos portuários do Brasil, com Ernesto M. da Silva, categoria profissional à qual pertenceu.


Disco


Em 1975, aos 66 anos, gravou pela Tapecar seu primeiro LP, que incluiu, entre outras, Rainha do Maracatu, Dona Santa, Obsessão, Hora de chora e Mano Décio Ponteia a Violar. Depois, gravou na Philips, em 1976, o LP O lendário Mano Décio da Viola. Pela CBS, em 1978, lançou seu terceiro e último trabalho, ‘O imperador’. Já afastado da escola de samba, estava preparando o quarto disco, só com músicas de ‘terreiro’, quando morreu. Compôs mais de 500 sambas e, com o parceiro Silas de Oliveira, foi um dos pioneiros na composição de sambas-enredos para os desfiles de Carnaval. Morreu em 18/10/1984, Rio de Janeiro.


Na ABI




A Associação Brasileira de Imprensa {ABI} deu início as programações em homenagem ao compositor Mano Décio da Vila, no auditório Guanabarino; abertura oficial das comemorações do centenário do sambista teve início em 14 de julho, na Escola Municipal Mano Décio da Viola, em Jacarepaguá, com empolgada participação de professores e, especialmente o cantor e compositor Jorginho do Império, um dos filhos de Mano Décio da Viola. Um debate tendo como convidados Haroldo Costa, Ricardo Cravo Albin , Maurício Azêdo {Presidente ABI}, Raquel Valença e Sérgio Cabral


Show


Ao final do debate, foram prestadas homenagens do Comitê Mano Décio é 100 (integrado pela Associação Brasileira de Imprensa, Instituto Cultural Cravo Albin e Grêmio Recreativo Escola de Samba Império Serrano), com a entrega de um troféu a personalidades que deram muitas e importantes contribuições para a memória e a divulgação do samba carioca. Entre os agraciados: Roberto Silva, Hiram Araújo. Paulinho da Viola, Elza Soares, João Bosco, Martinho da Vila e D. Ivone Lara.

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:05  comentar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Curso: Cinema e Literatura - Jean de Florette

 

Um filme de Claude Berri sobre o romance homônimo de Marcel Pagnol (1895-1974) que nos oferece várias possibilidades de apreciação, entre elas o soberbo trabalho de atuação de três grandes atores franceses: Gerard Depardieu, Daniel Auteil e Yves Montand.
 

Nessa história, ao contrário de "A Glória de meu Pai" e "O Castelo de minha Mãe", nas quais predominam o tom lírico e delicado das memórias de infância, o autor apresenta o outro lado da experiência humana, o seu aspecto trágico. O romance mostra o dilema ético do ser humano em luta com a natureza externa e interna. Mostra a dificuldade de lidar na realidade com impulsos, paixões e desejos contraditórios que muitas vezes não incluem o reconhecimento dos direitos do outro quando estes ferem nossos interesses.
Pré-requisitos
Não há pré-requisitos.

Método

O filme será visto em duas etapas para que possamos refletir e comentar a obra com calma e atenção, contemplando os diversos níveis de expressão filosófica, psicológica e estética que ela nos oferece.

Temas:

▪ Ética e estética ▪ Auto-conhecimento e busca da verdade
Certificação
Certificados de cursos são conferidos mediante solicitação pelo email contato@palasathena.org.br, sempre que o aluno apresentar freqüência mínima de 75%.
Localidade
Rua Leôncio de Carvalho, 99 - Paraíso - São Paulo / SP
Calendário

segunda
terça
quarta
quinta
sexta
sábado
domingo




14h a 16h


Aulas - Início
15/1/2010
Aulas - Término
22/1/2010
Vagas
Nº mínimo de participantes: 15 - Limite de vagas 30.
Docente
Vera Lucia Paes de Almeida, psicóloga e psicoterapeuta junguiana.
Mestra em Ciências da Religião, PUC-SP.
Inscrição
INSCRIÇÃO▪ Valor mínimo: R$ 93,00
 
 
 
 

Oficina de Poesia Visual - Renato Gonda

 

Casa das Rosas traz a OficinaPrÁtIcA dE pOeSiA vIsUaL- oficina de produção de texto poético-visual -ministrada pelo poeta e artista plásticoRenato Gonda

 

Sábados, 22 e 29 de agosto e 5, 12, 19 e 26 de setembro. Das 11 às 13 horas Mergulho na poeticidade da palavra e posterior concepção visual do poema.A visualidade como decorrência da poética verbal.Produção "analógica" - papel e tintas, e "digital" - computador.



CURSO BIMESTRAL 30 vagas
As inscrições podem ser feitas na recepção da Casa das Rosas, de terça-feira a domingo, das 10 às 18 horas.Documentação necessária: 1 foto 3x4; xerox do RG; xerox do comprovante de residência.Com entrega de certificado (mínimo de 70% de frequência).Taxa: R$ 10,00.
A seguir, alguns poemas de Renato Gonda(... em anexo, um currículo ilustrado ...... e aguardem, em breve, um blog plástico-poético ...



Casa das Rosas


Espaço Haroldo de Camposde Poesia e Literatura

http://www.casadasrosas-sp.org.br/
Av. Paulista, 37 - Bela Vista

CEP.: 01311-902 - São Paulo - Brasil(11) 3285.6986 / 3288.9447

contato.cr@poiesis.org.br

 

 

 

Curso de mímica

 

 

 

Início 15 de Agosto - Término 05 de Setembro


PERÍODO das 9h30 às 15h30 - Intervalos:11h10 às 11h30

13h10 às 13h50 (almoço) * NO INÍCIO DA 1ª AULA, INTRODUÇÃO COM O DIRETOR DE CURSOS MARCOS DAUD



DURAÇÃO 1 mês – 4 semanas - 24 horas/aula de 50 minutos cada
DIA DA SEMANA Sábados
VAGAS - 20


INTRODUÇÃO

 

Todas as pessoas, mesmo inconscientemente, se comunicam com o corpo e não só com palavras. Observamos o comportamento, o modo de usar as mãos, o movimento dos olhos, as expressões do rosto da pessoa que estamos conversando e influenciadas pelas conclusões de nossa observação, respondemos com palavras acompanhadas por gestos que esclarecem, enfatizam e por vezes desmentem o que dizemos. Quando os gestos assumem um caráter intencional, como na arte do mímico, a expressão se torna comunicação. A mímica é uma linguagem universal de posições corporais tendo o corpo como material plástico em contínua transformação, no qual se traduzem idéias, sensações e emoções.

A proposta do curso é informar conceitos básicos do uso da linguagem corporal, técnicas de expressão, interpretação e criação que possam ser utilizadas em todas as áreas onde o corpo e o gesto são fundamentais: teatro, dança, TV, cinema, música, etc.


Programa:


Aquecimento: Exercícios de aquecimento das articulações, dos músculos, dos reflexos, do equilíbrio para atenção do corpo e da mente.Jogos de integração de grupo: Desenvolvimento da confiança, do ritmo e da disponibilidade dos alunosTécnicas de Decroux: Exercícios de conhecimento e desenvolvimento das possibilidades da expressão facial e corporal, tais como: Segmentação do corpo, ondulação, desenho triplo, espasmo e etc.Técnicas de Marceu: Exercícios de conhecimento e desenvolvimento das possibilidades de representar através de ilusão: Ponto fixo, manipulação, tensões (puxar, empurrar, etc.), pesos, proporções, caminhadas, etc.Estímulos de criação e interpretação: Bonecos, caricatura, níveis de tensão, elementos da natureza, cores e realismoImprovisações individuais e em grupo.


DOCENTE: FERNANDO VIEIRA - Consulte o currículo no link PROFESSORES no MENU a esquerda na página inicial.


CERTIFICAÇÃO


Tendo atingido a média necessária nos quesitos freqüência e aproveitamento, o formando poderá solicitar o

CERTIFICADO GLOBE-SP.


FORMAS DE INVESTIMENTO1 a vista + 2 x sem juros no cheque do titular3 x no cartão de crédito VISA, MASTERCARD, AMERICAN EXPRESS
DESCONTOS


O percentual do desconto no valor a ser investido, dependerá da antecedência da matrícula em relação ao início do Curso.
ATÉ 01/08 50%
ATÉ 08/08 40%
A PARTIR DE 10/08 30%


Alunos agenciados por parceiros do GLOBE-SP têm 10% de desconto adicional, calculados sobre o valor líquido no Curso. Para isso, devem apresentar carta da agência parceira em papel timbrado, assinada pelo Booker responsável.
Ex-alunos e Alunos que fazem mais de um Curso no GLOBE-SP têm mais 10% de desconto, calculados sobre o valor líquido.


COMO SE MATRICULAR

As matrículas podem ser feitas na sede do GLOBE-SP, situada na rua Capitão Prudente, 173, Pinheiros, das 9h às 21h, de segunda a sexta, e das 9h às 17h aos sábados.
IMPORTANTE: NÃO DEIXE PARA A ÚLTIMA HORA - MATRICULE-SE E GARANTA A SUA VAGA COM ANTECEDÊNCIA.
COMO SE INSCREVERAs inscrições podem ser feitas através do telefone 11 3097 9933.



O GLOBE-SP reserva-se o direito de alterar datas, horários, conteúdo ou cancelar a programação do Curso.

 

FONTE: Sônia Kessa Assessoria de Imprensa

www.soniakessar.com.br

 

Mais: http://www.globe-sp.com.br/

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:03  comentar

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
14
15
18

20
21
22
24

26
27
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds