Revelando, imortalizando histórias e talentos
11.8.09

 

Neste show especial, a cantora fará releituras de grandes nomes do jazz. Clássicos de Frank Sinatra, Cole Porter e Billie Holiday e sucessos autorais compõem seu repertório. A compositora Ângela RoRo é a próxima atração de setembro do projeto Quartas Musicais , que conta com a presença de renomados artistas da música contemporânea brasileira e internacional ao lado de jovens revelações, sempre às quartas-feiras. O espetáculo será realizado na quarta-feira (16/09), às 20 horas, no Teatro do SESI – São Paulo.

Perfil da cantora


Cantora, compositora, poeta, instrumentista, produtora de alguns de seus discos e dona de sua própria direção cênica, a carioca Ângela RoRo iniciou sua carreira em 1979. Dona de obra personalíssima, moldada com referências que vão de Janis Joplin a Maysa, ela lança Compasso em momento de completo bem-estar físico e mental. Além da canção Amor Meu Grande Amor, trilha de novela global, o rockContagem Regressiva é ouvido na novela Poder Paralelo, pela TV Record. Sua discografia conta 15 álbuns e um DVD: Angela Ro Ro (1979), Só nos Resta Viver (1980), Escândalo (1981), Simples Carinho (1982), A Vida É Mesmo Assim (1984) e Eu Desatino (1985), Bárbara (1986), Prova de Amor (1988), Personalidade (1991), Ao Vivo (1993), Minha História (1995), Obras Primas (1997), Millenium (1999), Acertei no Milênio (2000) e Compasso (2006), além do DVD Ângela RoRo ao vivo.

Informações

Local
Teatro do SESI - São Paulo (em frente à estação Trianon-Masp do metrô)
Horário - Quarta-feira às 20 horas
Duração Aproximadamente 80 minutos
Capacidade - 456 lugares
Ingressos - R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia-entrada). Vendas na bilheteria do teatro ou pela Ticketmaster, (11) 2846-6000 ou
http://www.ticketmaster.com.br/.São vendidos apenas 2 ingressos por pessoa.(Confira os horários da bilheteria) . Indicação etária Show não recomendado para menores de 14 anos. Será permitida a entrada do menor somente acompanhado dos pais ou responsável legal após preenchimento de um termo de autorização.



02/09 - Paula Lima

A talentosa cantora Paula Lima apresenta canções do seu CD/DVD Samba Chic. Seu novo trabalho, gravado pela Indie Records-Warner, inclui 14 faixas no CD e 19 no DVD e traz um registro turbinado de suas músicas. Com voz aveludada, sensual e poderosa, ela se apresenta acompanhada por uma banda que prima pela coesão e traz um repertório que divide novidades e canções já gravadas anteriormente.




Histórico da cantora




Paula Lima, formada em Piano Clássico e em Direito pelo Mackenzie, marcou a sua entrada no mundo da música com o grupo Unidade Bop, lançando seu primeiro CD pelo selo Eldorado. Logo em seguida, em 94, fez backing vocal para Jorge Ben Jor no disco 23, cantou no sucesso da dupla de rap Thaíde e DJ Hum Senhor Tempo Bom, integrou o grupo Zomba e por fim caiu no baile do Funk Como Le Gusta, com o qual se destacou com uma bela interpretação de Meu Guarda-Chuva (composição de Ben Jor quando ainda era só Ben).


Informações

Local - Teatro do SESI - São Paulo (em frente à estação Trianon-Masp do metrô)
Horário - Quarta-feira às 20 horas
Duração - Aproximadamente 80 minutos
Capacidade - 456 lugares
Ingressos - R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia-entrada). Vendas na bilheteria do teatro ou pela Ticketmaster, (11) 2846-6000 ou
http://www.ticketmaster.com.br/.São vendidos apenas 2 ingressos por pessoa.(Confira os horários da bilheteria). Indicação etária Show não recomendado para menores de 14 anos. Será permitida a entrada do menor somente acompanhado dos pais ou responsável legal após preenchimento de um termo de autorização.


Itamara Koarax - 23 de setembro

Uma das mais reconhecidas vozes do jazz no cenário internacional, Ithamara Koorax faz apresentação única no SESI-SP, interpretando canções de Baden Powell, Dorival Caymmi, Waldemar Henrique , Stellinha Egg e João Gilberto. Acompanhada dos músicos Rodrigo Lima (violão) e Wilson Chaplin (percussão), seu repertório contará com as canções: Berimbau e Canto de Ossanha (ambas de Baden Powell), O Vento, Noite de Temporal (as duas de Dorival Caymmi), Côco Peneruê (Waldemar Henrique), Prenda Minha (Stellinha Egg) e Aos Pés da Cruz (João Gilberto).

Histórico da cantora




Ithamara Koorax foi eleita uma das três melhores cantoras de jazz do mundo, em 2008, pelos leitores das revistas DownBeat, Swing Journal e Jazz People - ao lado de Diana Krall e Cassandra Wilson. Ainda em 2008, Ithamara fez turnê pelos Estados Unidos e foi incluída entre as melhores cantoras de jazz de todos os tempos pelo jornalista e historiador norte-americano Scott Yanow em seu recém-lançado livro The Jazz Singers: The Ultimate Guide. Ela também é destaque em dois livros lançados recentemente no Brasil (Mulher Brasileira em Primeiro Lugar, de Ludenbergue Góes, e Meus Discos e Nada Mais, do DJ Zé Pedro) e dois outros títulos lançados no exterior: Standard Vocal Book (Japão) e The Penguin Guide to Jazz Recordings (EUA).


Teatro do SESI - São Paulo (em frente à estação Trianon-Masp do metrô)
Quarta-feira às 20 horas - Aproximadamente 80 minutos
456 lugares
R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia-entrada). Vendas na bilheteria do teatro ou pela Ticketmaster, (11) 2846-6000 ou
http://www.ticketmaster.com.br/.São vendidos apenas 2 ingressos por pessoa.(Confira os horários da bilheteria) . Show não recomendado para menores de 14 anos. Será permitida a entrada do menor somente acompanhado dos pais ou responsável legal após preenchimento de um termo de autorização.



Fabiana Cozza

A premiada cantora paulistana Fabiana Cozza sobe ao palco do Teatro do SESI - São Paulo. Incensa, Tendência, Conselho, Malandro e Meu Drama são algumas das canções do repertório. Fabiana Cozza tem se destacado como uma das mais importantes intérpretes do samba no Brasil. Com dois CDs lançados, a artista foi indicada ao Prêmio TIM 2008 - categorias cantora de samba e cantora pelo júri popular.

Histórico da cantora

A paulistana Fabiana Cozza tem 32 anos de idade, dos quais 12 de carreira. Neste tempo, lançou dois CDs: O Samba é o meu dom (2005) e Quando o céu clarear (2008). Por seu primeiro trabalho, ela recebeu as indicações para Revelação e Melhor Cantora de Samba e participou do Prêmio Rival Petrobrás, na categoria Artista Revelação. Foi indicada, ainda, ao Prêmio Tim 2008, na categoria Melhor Cantora de Samba pelo lançamento de seu segundo disco. Nos últimos anos, Fabiana tem sido convidada por ícones da música brasileira e internacional a participar de seus shows, entre eles: João Bosco, Chico César, Zimbo Trio, Jair Rodrigues, Francis Hime, Carlos Lyra, Ivan Lins, Almir Guineto, Leci Brandão, Julio Padrón (trompetista cubano), Orquestra Jazz Sinfônica e Yaniel Matos (pianista cubano).



 



Ela também tem dividido o palco com músicos contemporâneos como as cantoras Maria Rita e Ceumar, o rapper Rappin Hood e os paulistanos do grupo Quinteto em Branco e Preto. Alguns espetáculos marcam a carreira da artista, com destaque para a apresentação no Teatro Municipalde São Paulo na Virada Cultural interpretando os CDs Fino do Fino, ao lado do Zimbo Trio (2007), e Dois na Bossa, com Jair Rodrigues e Zimbo Trio (2008). Outros momentos importantes foram o show no Teatro Castro Alves (BA), ao lado de Francis Hime, pelo Projeto Pixinguinha; e no Tom Brasil, junto de Ivan Lins.

Teatro do SESI - São Paulo (em frente à estação Trianon-Masp do metrô)
Quarta-feira às 20 horas - Aproximadamente 80 minutos
30 de setembro - 456 lugares
Ingressos - R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia-entrada). Vendas na bilheteria do teatro ou pela Ticketmaster, (11) 2846-6000 ou
http://www.ticketmaster.com.br/.São vendidos apenas 2 ingressos por pessoa.(Confira os horários da bilheteria) . Show não recomendado para menores de 14 anos. Será permitida a entrada do menor somente acompanhado dos pais ou responsável legal após preenchimento de um termo de autorização. FONTE: www.sesisp.org.br
 
 
 
 
CINTHIA - PERFIL
 

Cidinha dos Santos {Ilze}. Cínthia nasceu no dia 08 de dezembro {..} em Franco da Rocha, município da Grande São Paulo.

 


Anda criança foi influenciada pelo pai, e cantava em programas infantis. Já na adolescência, participou de vários programas de calouros e ganhou em primeiro lugar alguns deles, um dos quais, dava o direito de fazer sua primeira gravação. A partir daí passou a utilizar nome artístico de CIDINHA SANTOS. Assim, ela entrara para o grupo da Jovem-Guarda. Participou de muitos programas de TV como Bolinha, Chacrinha, Ronnie Von, e passou excursionaria pelo Brasil fazendo shows.

Com o ‘final’ da Jovem-Guarda, 1975, se afastou do mundo artístico, dedicando em tempo integral aos seus dois filhos, Daniele e “Dino Junior”. Ensaiou um retorno em 1980, e trocaria o nome artístico mais uma vez, passando a se chamar “CINTHIA”. Foi contratada pela gravadora RGE, onde um dos seus grandes sucessos, “De Mulher Prá Mulher”, música que explodiu no Norte e Nordeste do País. Consolidou carreira e atingiria primeiramente Rio de Janeiro e depois São Paulo. Nessa época, passou a integrar conhecida “Caravana do Bolinha”. No ano de 1992 emplacaria mais uma música de sucesso, “Melô do Diabinho”, dessa vez fazendo parte dos shows apresentados por “Eli Corrêa”.

 

 

 

Comunicadora

 

 

Em 1994 estreou como comunicadora na Rádio Capital de São Paulo, com um programa de duas horas de duração, e ficou nacionalmente conhecida como “A Rainha da Madrugada”. Em 1998 se transferiu para a Rádio América, São Paulo, dessa vez em horário nobre, das 17h00 às 18h00, firmando-se como uma das mais importantes comunicadoras do Rádio em São Paulo. Início de 1.999, fez uma participação especial no CD de “Roberto Losan”, gravou a canção “Ave Maria dos Namorados”, sendo uma das músicas mais pedidas do ano. Retornou para a Rádio Capital de São Paulo, com toque descontraído e muita animação, notícias de artistas, prêmios e participações de ouvintes.

 

 

Em 2005 e em 2009 exposições do fotógrafo Maurício Cardim referentes à Jovem-Guarda e Dia das Mães, contou com foto da artista.

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 02:26  comentar

 

Artista plástica norte-americana cria bolsas-esculturas como forma de aproximação do povo com sua arte


O parece ser uma flor, é na verdade uma bolsa, criação da artista plástica norte-americana Kathleen Dustin. A artista plástica Kathleen Dustin desenvolve linha de bolsas-esculturas, utilizando técnicas do artesanato, as obras de arte de Kathleen podem ser usadas no dia a dia. Moldadas em argila plástica ou material sintético formado por partículas de PVC, a arte de Kathleen Dustin tem como principal inspiração elementos da natureza, joias e pinturas. A artista diz que o seu objetivo é o de oferecer às pessoas objetos de arte que também podem ser usados.


O material é bastante leve e flexível, o que o faz apropriado para bolsas. As bolsas podem se transformar em objeto decorativo quando não estão sendo usadas. Pode ornar uma mesa ou estante. Segundo a artesã e artista plástica, o motivo mais forte que o levou a fazer bolsas em vez de esculturas é permitir que as pessoas fiquem mais próximas de suas obras. Uma escultura fica lá parada acumulando pó pois não se deve tocá-la enquanto a bolsa pode ser tocada.


Cores


A utilização da argila plástica facilita o trabalho no quesito cores, haja vista que pode ter cerca de 30 cores diferentes. Após moldada, a argila pode sercurada em forno elétrico comum para adquirir resistência. As bolsas são bem funcionais garante a artista. (Fotos: Charley Freiburg /Kathleen Dustin)

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 02:26  comentar

Agosto 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12

16
17
20
21

23
25
29

30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds