Revelando, imortalizando histórias e talentos
9.9.09

DJALMA DE CASTRO

 

Tipicamente brasileiro, Djalma parecia ter vergonha de sua cor e estava sempre em busca de mudanças físicas, principalmente, no nariz. Sua orientação sexual era um entrave, não na profissão, mas para igreja era sim. Foi um pré-Michael Jackson


 


Djalma de Castro nasceu na Bahia {data e local não fornecidos}, e ainda muito jovem veio para São Paulo. Estudou na EAD {Escola de Arte Dramática}, mas não terminou o curso. Sua primeira aparição no cinema acorreu em “Fugitivas Insaciáveis”,1978. Nessa época, passa em concurso público e ingressa na Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo. Durante este período, ele retomou aos estudos com ênfase à teologia. Antes de ser ordenado padre, recebeu convite para estrelar “Volúpia ao Prazer” ao lado de Nicole Puzzi. Abandonou os estudos e licenciou-se temporariamente do serviço público durante as filmagens.
 
A repercussão do filme foi grande mas não o suficiente para deslanchar sua carreira na telona, na TV ou no teatro. Seguiu sua carreira no serviço público enquanto buscava outras chances nas artes cênicas. Recebeu dois convites para fazer pequenos papéis em “Curral de Mulheres” ,1982, e “O Baiano Fantasma”,1984. Apesar de ter realizado boa atuação ao lado de Jofre Soares em “O Caçador de Esmeraldas”, em 1979, sua carreira continuava sem grandes perspectivas. Entretanto, seu apartamento na rua Major Diogo era freqüentado por atores e atrizes da chamada “boca do lixo”, rua do Triunfo, onde tudo acontecia em matéria de cinema. Quando chegava lá, ele era saudado com entusiasmo por Zilda Mayo, Matilde Mastrangi, Helena Ramos, Castor Guerra, Marthus Matias, Ruy Leal, Felipe Levy, Wilson Sampson, Fábio Villalonga e outros.

O retorno à Igreja

No final de 1999, Djalma de Castro teria de tomar uma dura decisão: continuar sem trabalho no cinema ou retornar a vocação inicial, ser padre. Optou pela última. Então, viajou para Curitiba para finalizar os estudos em teologia. Durante 3 anos ficou interno em uma das ordens religiosas daquele estado. Retorna à São Paulo, capital, em 2002, já como padre, e fora ordenado para uma capela de Pinheiros, zona oeste. O padre Djalma continuava a levar a vida como se nada tivesse mudado: cinema pornográfico para público gay; sauna etc.


O nariz

O sonho do ator e padre seria um dia realizar uma cirurgia no nariz pois o achava achatado demais e atribuía a ele a falta de trabalho no cinema. Foi no período da ordenação em que se sentiu à vontade para fazer a sonhada plástica. Segundo amigos íntimos do padre, a cirurgia não foi bem sucedida e teria adquirido algumas mazelas, entre as quais, a ‘corrosão’ do nariz. Certa vez, na rua Xavier de Toledo, centro de São Paulo, fora avistado com o nariz todo coberto por esparadrapos em uma tentativa de disfarçar a ferida nasal. Seu nariz estava tomado por uma ferida , desaparecendo por inteiro. Muitos afirmam que sua morte, em 2007, com aproximadamente 56 anos, foi decorrência da cirurgia.

“Sua obra-prima”

Volúpia ao Prazer, drama erótico estrelado por Djalma de Castro e Nicole Puzzi, uma produção de 1981. O filme gira em torno da história de um velho comendador que leva a jovem amante, Milena, filha de um empregado, para sua mansão de praia, deixando-a sob os cuidados da governanta, Letícia, que mantém relações sexuais com a moça. Em passeios pela ilha, Milena conhece um pescador, Dimas {Djalma de Castro}, por quem se apaixona. Ao final de semana, Letícia, enciumada, adverte Milena da chegada do comendador e diz-lhe que escolha bem seu caminho. O Comendador chega com amigos e promove uma bacanal. Milena, com a lembrança de Dimas, foge da festa e afirma para Letícia que já sabe o que fazer. Segue para a praia, onde Dimas se aproxima. Além dos protagonistas, o elenco é recheado de outras estrelas e astros da pornochanchada: Matilde Mastrangi, Zilda Mayo, Paulão,Ruy Leal, Flávio Portho,Tânia Gomide, Virgínia Gil, Felipe Levy entre outros.

FILMOGRAFIA

“Fugitivas Insaciáveis”,1978
“O Caçador de Esmeraldas”,1979
“Volúpia ao Prazer”,1981
Curral de Mulheres,1982
“O Baiano Fantasma”,1984
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 01:44  comentar

Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
16
18
19

20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds