Revelando, imortalizando histórias e talentos
20.5.11

Saquê, whisky, wodcka, vinho, tequila e cheganda até a cachaça brasileira,  bebidas que conquistaram apreciadores ao redor do  mundo merecndo museus em seus países. Incluir um destes museus na sua viagem  é roteiro obrigatório,  aliás,  foi à toa, mereceram  museus temáticos,onde estão expostas as mais famosas marcas de bebidas.

 

Museu da Tequila e Mezcal

Suas salas  interativas com vídeos contando  a história das bebidas que eram consumidas pelos astecas, vários séculos antes da chegada dos espanhóis, o  visitante conhecerá  passo a passo desde a fabricação, colheita do agave chegando ao envasamento. Seu acervo tem cerca de 400 garrafas das bebidas, de quase todas as regiões do país. Casa José Cuervo de 1820, é o exemplar mais raro no museu, que abriga  a escola de mariachis, tradicionais músicos mexicanos, aqueles dos  chapelões.

 

Instalado em amplo terraço no 3º andar do prédio onde se avista a Praça Garibaldi,  centro histórico da Cidade do México. Uma sugestão, é fazer como os anfitriões, prove a tequila sem limão e sal.

 

Museu da Tequila e Mezcal

Endereço: Plaza Garibaldi, Centro Histórico, Cidade do México

Entrada: 50 mil pesos (cerca de R$ 7). Inclui uma dose de tequila ou mezcal

Horário: Quinta-feira a domingo, das 11 às 19h

 

 

Cachaça – Brasil

 

 

Museu da Cachaça - Brasil

Peça símbolo do museu, um tonel, tem 5 metros de altura, este é o maior tonel de madeira do mundo

 

Vindo dos enormes tonéis feitos em  bálsamo um agradável aroma paira no ar. Instalado em um casarão de 1846, de  amplos cômodos abriga um acervo de filmes, documentos, e garrafas, incluindo as tradicionais, em  cipó. Na cozinha, os utensílios originais foram preservados , exemplo o antigo fogão à lenha.

 

Desde o processo de fabricação, da moagem da cana de açúcar à fermentação, destilação e envasamento é possível conhecerneste museu da cachaça. Sua máquinas antigas e bonecos de resina em no tamanho natural, alusão aos  escravos, mostram como a aguardente era feita artesanalmente em tempo passado. O ápice do passeio é o  tonel de madeira, que  mede cinco metros e tem capacidade para 374 mil litros da bebida. Depois da visita, dê uma paradinha no bar com móveis da década de 30.

 

A cachaça surgiu por volta do século XVI, e era consumida apenas por escravos. Com o passar do tempo, caiu no gosto povo. Preocupada com a diminuição no consumo do vinho português, a ,então, proibiu o comércio da aguardente. Entreatnto, Portugal, decidiu taxa-la de altos impostos, tendo motivado a Revolta da Cachaça, 1660, no Rio de Janeiro.

 

 

Museu da Cachaça

 

Endereço: Sítio Ypióca – Maranguape, a 30 quilômetros de Fortaleza

Telefone: (85) 3341-0407

Entrada: R$ 16 - inlcui uma dose de cachaça, um copo de cana e passeio de jardineira

Horário: de terça-feira a domingo das 8h30 às 17h

 

 

Vodca - Rússia

 

Museu da Vodka - Russia

Conforme esta foto, assim eram os bares russos no século XIX.

 

A vodcka e bebida conhecida na Rússia há mais de cinco séculos, e é orgulho do país. O czar Pedro, o Grande, ordenava que fosse distribuida a bebida gratuitamente aos operários que construiam São Petersburgo, a nova capital do Império, isso em meados do século XVII.

 

O museu apresenta uma coleção de mais de 600 garrafas, de diferentes tamanhos e marcas e além de receitas para a fabricação que remontam ao  século XVIII. Uma das raridades é a garrafa de 1861, ainda intacta, cheinha. A garrafa sobreviveu à lei seca imposta pelo czar Nicolau II, em 1914, e a  Lenin que mandou destruir todo regime antigo.

 

Os visitantes podem conhecer o Tractir, uma réplica de um bar do século XIX, onde podem provar doses da bebida.

 

 

Museu da Vodca

Endereço: 73G, Izmailovskoye Shosse, Moscou

Telefone: +7 (499) 166-50-97

Entrada: 100 rubros (cerca de R$ 5,50). A visita guiada em inglês custa 150 rubros (R$ 8,40). As entradas já incluem degustação

Horário: Diariamente, das 10 às 20h

 

 

 

Gekkeikan Okura Sake Museum/Divulgação

Saquê - Japão

 

 

Ferramentas e objetos antigos, o museu do saquê

nos faz sentir como se estivesse em uma antiga fábrica de saquê. Um prédio muito bem conservado que data de 1909, o visitante escuta gravações cantadas por antigos trabalhadores japonêses. O museu ainda exibe mais de seis mil ferramentas usadas nas  fases diversas de fabricação da bebida, além de enormes barris.

 

O saquê, à base da fermentação do arroz,  representa abundância e riqueza. A bebida, que teria sido inventada há mais de 1.500 anos, é oferecida aos deuses xintoístas nos rituais religiosos.  e também pode ser consumida em comemorações e festivais. Os nativos tem como hábito  beber várias doses debaixo de um pé de cerejeira para comemorar a chegada da primavera.

Museu Gekkeikan Okura Sake

Endereço: 247 Minamihama-cho, Fushimi-ku, Kyoto

Telefone: +81-(0)75-623-2056

 

Entrada: 300 ienes (em torno de R$ 6)

Horário: 9h30 às 16h30

 

 

Whisky - Escócia

 

Museu Scotch Whisky Experience

Um museu multimídia pois o passeio inicia dentro de um barril do mais autêntico scotch

 

Não tem nada  mais escocês que o whisky, nem mesmo Sean Connery. A bebida é fabricado desde o século XV. Localizado ao lado do Castelo de Edimburgo, Escócia - Reino Unido, abriga a maior coleção da bebida, símbolo daquele país, orgulhosamente chamada de  aqua vitae. No princípio a bebida era utilizada para fins medicinais, dai sempre  um brinde feito sempre acompanhado da palavra “saúde”.

 

É possível  acompanhar de forma interativa como é feita a fabricação do scotch. Depois disto, visite a ala onde fica exposta a maior coleção do mundo, são 3.384 garrafas, com registro no Guinness Book of Records. Curiosidade: vendida ao museu em 2009, ela pertencia ao brasileiro Claive Vidiz.

Scotch Whisky Experience

 

Endereço: 354 Castlehill, The Royal Mile, Edimburgo

Telefone: 0131-220-0441

Entrada: a partir de 12 euros, com direito à degustação

Horário: Diariamente, das 10 às 18h30

 

França - Museu do Vinho

 

 

Musée du Vin Paris France/Divulgação

Nos subterrâneos de um antigo convento em Paris, nas galerias subterrâneas estão mais de duas mil ferramentas e objetos utilizados na fabricação e degustação do vinho.

 

São taças  antigas objetos medievais feitas de metal em tipos de saca-rolhas. Pode-se também acompanhar a história do vinho em várias regiões do país exemplo Champagne e Bordeaux.

 

O Museu do Vinho fica  nos porões da antiga abadia de Passy, Paris. No remoto século XIII, os frades colhiam  cachos de uva nas encostas do Rio Sena e depois armazenava o líquido nos barris. Lá, permanecia por meses. Então, o Rei Luís XII, um   consumidor de vinho tinto suave produzido ali, tendo o local  ficado fechado durante a Revolução Francesa. 

 

Musée du Vin - Paris

 

Endereço: Rue des Eaux - 5, square Charles Dickens, Paris

Telefone: 00 (33) 1-45-25-6326

Entrada: a partir de 11,90 euros, com direito a uma taça de vinho

Horário: de terça a domingo, das 10 às 18h

 

SE DIRIGIR NÃO BEBA.

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 01:11  comentar

Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13

15
16
17
19

22
24
26
27

29


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds