Revelando, imortalizando histórias e talentos
12.6.11

CONFIRMADO: mostra "Cartões-Postais de Mauricio Cardim" em Três Lagoas - MS

Foto da mostra na Galeria de Arte -BH - 2011
Exposição "Cartões-Postais de Mauricio Cardim" recebe apoio da Prefeitura Municipal de Três Lagoas, MS, cuja cidade é destaque na exposição de Mauricio Cardim.  A mostra é um incentivo ao turismo pelo Brasil através das imagens desse poeta das lentes.
Para continuar comemorando o dia nacional do cartão-postal 28 de abril, e o aniversário de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, 13 de junho, o fotógrafo de Ipiaú, BA, Mauricio Cardim cuja carreira começou no início dos anos 80 em São Paulo, lança terceira edição de sua aclamada exposição "Cartões-Postais de Mauricio Cardim".
A mostra é composta por mais de 120 cartões-postais de cidades, dentre elas: Três Lagoas, São Paulo, Santos, São Vicente, Araraquara, Porto Seguro, Arraial D'Ajuda, Itacaré, Sete Lagoas, Ouro Preto, Tiradentes, Caxambu, Blumenau, Porto Belo, Colatina, Vila Velha, e diversas capitais, sendo todos de autoria do fotógrafo, que ultrapassa a casa das mil imagens transformadas em cartões-postais, que foram editados através de uma editora paulistana nesses últimos 13 anos, e podem ser encontrados em várias bancas de jornais e livrarias do País.
A exposição ficou em cartaz quase dois anos no espaço cultural Maria Magdalena Alves Padrão (Rádio Cultura AM de Sete Lagoas-MG), e recentemente na Galeria de Arte do Terminal Rodoviário de Belo Horizonte-MG. e teve o apoio da Rede Padrão de Comunicação e divulgação da Formas e Meios Comunicação.
Não por coincidência, Maurício Cardim é um colecionador de cartões-postais, e agora mostra parte de suas obras fotográficas. "Não vou deixar o cartão-postal morrer, se depender de mim ele terá vida longa, além do mais colecionar e receber cartões-postais é muito gratificante", diz o fotógrafo.
Mauricio Cardim já fotografou Três Lagoas nos anos 2000, 2009 e 2010 e teve uma série especial de 10 cartões-postais lançados em 2009. A mostra fica em cartaz até 21 de junho.

Serviço:

"Cartões-Postais de Mauricio Cardim"
Lançamento da Exposição: Saguão da Prefeitura
Avenida Antonio Trajano, 30 Centro.
Dia 13 de junho às 9 horas.
Até 21 de junho,
Horário: Dàs 7 as 17 horas.
Entrada franca.

Mais fotos:

www.flickr.com/photos/mauriciocardim
www.amantesdaferrovia.com.br/profile/mauriciocardim
http://www.formasemeios.blogs.sapo.pt/
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:15  comentar

PINTA: Arte latino-americana se destaca em Londres

A arte brasileira e latino-americana ganha nova visibilidade em Londres com a segunda edição da feira de arte moderna e contemporânea Latino-Americana PINTA, uma vitrine para mais de 100 artistas consagrados e emergentes de um continente que se destaca e pisa cada vez mais forte na Europa.
"Espelho com Luz", de Waltercio Caldas
LONDRES - Cerca de 60 galerias dos dois lados do Atlântico participam até quinta-feira do evento no centro de convenções Earl's Court, que a cada dois anos acontece entre a Bienal de Veneza e a Art Basel na Suíça.
"PINTA serve para muitos artistas como plataforma para poder entrar nessas feiras mais globais", explica o presidente da feira, Alejandro Zaia.
A PINTA Londres, que por enquanto atrai mais instituições e colecionadores privados do que o público geral, abrange seis décadas de arte latino-americana com pinturas, esculturas, instalações, fotografias e vídeos, mas com uma forte influência do movimento conceitual dos anos 70 e 80.
Quatro exposições individuais prestam homenagens a alguns importantes artistas como os brasileiros Regina Silveira e Waltercio Caldas, além do mexicano radicado no Brasil Felipe Ehrenberg e do argentino Eduardo Costa.
Para o autodidata Ehrenberg, que este mês completa 68 anos, a PINTA é a primeira feira depois de ter iniciado uma nova fase em sua vida com "Manchúria, visão periférica", una retrospectiva de 50 anos de trabalho apresentada com êxito no México, Estados Unidos e Brasil a partir de 2007.
"Desde então tenho uma galeria brasileira e agora está me levando de um lugar para outro", explica à AFP, visivelmente satisfeito de voltar à cidade onde viveu durante seis anos a partir de 1968, antes de descobrir sua "vocação latino-americanista" que o levou de volta às raízes.
Sua galeria Baró, em São Paulo, guarda obras desde os anos 70 até hoje e explora alguns dos seus temas prediletos como a manipulação da informação, a ocupação do espaço, entre outros.
A responsável do stand, Marta Ramos, destaca que para sua galeria o principal da PINTA é que "tem um programa institucional muito bom".
A feira criou, desde que foi criada em 2007 em Nova York, o programa de aquisições para museus, no qual este ano participam a Tate Modern de Londres, o Centro Pompidou de Paris, a Coleção de Arte Latino-Americana da Universidade de Essex e o Museu de Arte Contemporânea de Castilla e León.
O programa consiste em disponibilizar fundos destas institucições para que sejam multiplicados e totalmente investidos na ampliação das coleções na feira, que segundo os organizadores "encoraja as galerias a levarem o que temos de melhor".
Luciana Brito, de uma galeria de São Paulo, que apresenta a obra "Quimera", um jogo de luzes e sombras da veterana Regina Silveira, 73 anos, decidiu ir à capital britânica porque os colecionadores europeus "estão cada vez mais interessados na arte brasileira e latino-americana".
Para Luis Guillermo Moreno, diretor da LGM Arte Internacional de Bogotá, Londres "é o lugar onde estão os maiores colecionadores do mundo", que devem aproveitar que "a arte latino-americana está ganhando força em leilões e feiras" atualmente.
A LGM levou à PINTA dois retratos do consagrado Santiago Botero, que acaba de quebrar recordes num leilão em Nova York, e obras de artistas mais novos como Alfonso Álvarez e Gustavo Vélez.
Outras poderosas propostas são 11 projetos de artistas emergentes especialmente selecionados, entre os quais se destacam "paisagens urbanas" do guatemalteco Darío Escobar, feita com bastões de beisebol, e "Prosopopeia" da brasileira Rivane Neuenschwandertschander, uma peça de arte conceitual interativa que recria jogos de palavras a partir de materiais orgânicos como laranjas desidratadas e ovos.
Os preços das obras variam entre 5 mil e 50 mil dólares para os emergentes, e chegam a "centenas de milhares" de dólares para os artistas consagrados internacionalmente, um preço no entanto acessível para colecionadores.
"Desde que começamos a Pinta fica cada vez mais difícil para nós mesmos comprarmos a arte de latino-americanos, porque cada vez é mais cara", afirma Diego Costa Peuser, diretor da PINTA, antes de acrescentar: "É um reconoconhecimento aos nossos artistas".
AgênciaFM/ com redação de http://www.click21.com.br/
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:13  comentar

 

Mostra Cinema e Direitos Humanos da América Latina

Cineasta Felipe Peres Calheiros
Pela primeira vez, todas as capitais brasileiras vão ter a oportunidade de conferir a 6ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos da América Latina.
O evento, que segue até 1º de dezembro, tem entrada franca além de acontecer em locais com acessibilidade para deficientes físicos. Sessões com sistema de audiodescrição e de closed caption (voltadas a deficientes visuais e auditivos, respectivamente) também ocorrem em todas as cidades da mostra.
No total, 46 filmes serão exibidos no festival, incluindo títulos inéditos no país. Na edição desse ano, há um destaque para filmes que abordam as temáticas de defesa das crianças e adolescentes, idosos, cidadania LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) e saúde mental. Além dos brasileiros, também serão exibidos filmes da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.
Confira a programação aqui: http://www.cinedireitoshumanos.org.br/2011/html/filmes.html
Locais: http://www.cinedireitoshumanos.org.br/2011/html/localizacao.html
 
 
 
Boa estreia desta quinta-feira,13,  "A Criança da Meia-Noite" lida com rara doença genética e traz o ator estreante Quentin Challal em boa atuação
Quentin Challal

SANTO ANDRÉ - SP , BRASIL  (Agência FM) - "A Criança da Meia-Noite" -  Filme da diretora francesa Delphine Gleize confirma um estilo e personalidade cinematográfica em seu segundo longa. Sem correr riscos ou sem se aventurar na mesma estranheza do clima do primeiro filme - cujo tema era  o destino dos restos de um touro, Delphine encontra neste segundo filme um equilíbrio entre intimismo e incerteza. Abordando temas como os sentimentos e os efeitos de uma rara doença genética - o xeroderma pigmentoso, conhecido como XP.
Trata-se de uma doença  de extrema sensibilidade causada pela falta de resistência aos raios ultravioleta, o que geralmente induz a uma série de cânceres e a uma curta expectativa de vida, onde  Romain ( Quentin Challal), um adolescente de 14 anos transformado em criatura noturna por conta de sua doença.
Para ir à escola ou mesmo sair de casa durante o dia, necessita de uma roupa especial, feita de um tecido produzido pela NASA. Então, Romain reage com agressividade ao mundo em redor.
Filme traz também em boas interpretações Caroline Proust, vivendo a mãe de Romain e David Lindon.
 
"ÁRVORE DA VIDA"

 
Estreia: "A Árvore da Vida" discute as relações familiares. Brad Pitt interepreta um pai durão na educação dos filhos. Será isso que falta para se ter filhos educados?
RIO DE JANEIRO - SEXTA-FEIRA, 12/8 = Problemas familiares, este é o mote de "A Árvore da Vida" que conta os primeiros anos de uma família que vive em Waco, Texas, nos anos 1950. Sean Penn é Jack, na maturidade e Hunter McCracken (com Pitt) na adolescência, é assombrado pela morte do irmão, que morreu adolescente e se pergunta sobre a existência de Deus e o sentido da vida.
Pitt, que interpreta O´Malley, o pai de Jack, é um músico frustrado que trabalha em uma fábrica para manter a família. Quando garoto, Jack se sentia preterido pelo pai em relação ao irmão mais novo. A rigidez do homem e as cobranças são a maior tristeza do menino, que não consegue se entender com o pai. Já a relação com a mãe (Jessica Chastain) mostra o carinho e compreensão com os três filhos.
O filme intercala relações familiares com imagens da natureza, como o Big Ben, a origem da vida, os dinossauros, animais, oceanos e erupções, que se misturam com as alegrias e tristezas da vida familiar, seja nos momentos de ternura ou brigas. Tenha cuidado para não cnfundir "A Árvore da Vida" com um filme religioso devido às questões levantadas por Jack sobre a vida e a ação de Deus em nossas trajetórias, mas como um longa filosófico e intenso, que faz o espectador pensar sobre as relações e decisões.
Com direção de Terrence Malick, película está mais para autobiográfica, pois passagens da vida do diretor são retratadas no longa, como o suicídio de seu irmão mais novo.

 

 Batalha final de Harry Potter chega aos cinemas

Potter em apuros com Valdemort/divulgação
Batalha final de Harry Potter chega aos cinemas onde todos os mistérios da série serão desvendados.
SANTO ANDRÉ - (BRAZIL) - Foram dez anos desde a estreia "Pedra Filosofal", agora, chega aos cinemas nesta sexta-feira, 15, o capítulo mais esperado, o final da saga que emociona fãs ao rtedor do mundo. A 'grife' gerou  US$ 6,4 milhões de bilheteria com sete filmes. Agora, "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2" marca o último duelo entre os bruxos Harry Potter, vivido por Daniel Radcliff e Lord Voldemort interpretado por Ralph Fiennes.
Com ajuda de amigo, Harry Potter, conta nesta batalha para acabar de vez com o mal, e seus fiéis seguidores Hermione - Emma Watson - e Ron, Rupert Grint, e os defensores de Hogwarts e Dumbledore para exorcisar de uama vez por todas as maldades de Lord Voldemort. A temática quase não muda, os três amigos continuam a procura das horcruxes - objetos que guardam partes da alma de Voldemort -,  sendo essa a única forma de derrotar o Lorde das trevas.
O filme também esclarece os mistérios da saga, além de colocar em xeque a profecia feita antes de o bruxo adolescente nascer: apenas um dos dois poderá viver. O longa repete à direação, de é dirigido David Yates, responsável pela produção dos títulos baseados nos contos de J.K. Rowling.  Essa batalha final foi dividida em duas partes, o ideal é assistir a primeira parte - o  primeiro filme -,  para entender a dinâmica dos dois: de Dumbledore, Severo Snape, o ex-professor de poções e suposto vilão na saga, comanda Hogwarts com mãos de ferro, mas será responsável pela revelação de muitos mistérios, como o tratamento que dá para Harry Potter, o que poderá levar os fãs às lágrimas.
Daniel Radcliff mantém sua interpretação ímpar e é seguido de perto pelo excelente coadjuvante Ralph Fiennes. Emma Watson, essa chega tirar o fôlego. Já Rupert Grint, este rouba à cena do protagonista desde sua primeira aparição como Ron.
"Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2" é composto cenas de ação que, com certeza ficarão gravadas na mente dos fãs, especialmente,se foi visto em 3D. (Francisco Martins).

 NAMORADOS PARA SEMPRE

Tudo no começo é bom demais, assim também é na relação que, anos depois pode todo e qualquer gesto pode se  transformar em um  defeito intolerável.

Em "Namorados para Sempre", Dean, inetrpretado por  Ryan Gosling, e Cindy vivido por Michelle Williams, eles se conhecem, se apaixonam, casam, têm uma filha e após o nascimento dela o tempo consome toda aquela doçura.
Filme dirigido por Derek Cianfrance, tem como proposta  investigar os mecanismos que aproximam os sexos opostos as primeiras fraturas de um relacionamento.  A narrativa mescla presente e passado, tempos de descobertas e de perdas.
Ao centro desta película´, o casal de protagonistas com  interpretações muito boas. Michelle -  atriz indicada ao Oscar -,  estão em sintonia com a distinção que existe entre o presente e o passado do casal Dean e Cindy, expondo o geralmente  une e o que separam os casais pode ser sempre a mesma coisa.
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:12  comentar

Junho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
17

21
22
23
25

27
28
29


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds