Revelando, imortalizando histórias e talentos
16.4.12

O governo italiano lançou um projeto multimilionário para ajudar a preservar as ruínas de Pompeia, um dos maiores tesouros arqueológicos do planeta.

 

 

 

ROMA - ITÁLIA - Mário Monti, o primeiro-ministro italiano, informou que o plano de investimento que fora batizado como "Projeto Grande Pompeia", deve contar com mais de US$ 100 milhões (R$ 182 milhões) recursos vindo da Itália e da União Européia. O anúncio vei em boa hora pois é meio a crescentes preocupações de que o governo italiano esteja negligenciando a conservação das ruínas. Exemplo é uma parte da "Casa dos Gladiadores", que desmoronou um ano e meio atrás. Agora, estaria o governo de Roma determinado a impedir que o processo de decadência continue.

 

 

Pompéia está localizada próximo de localizada a Nápoles. A cidade romana foi enterrada há 2 mil anos por erupções vulcanicas do Vesúvio. A conservação das ruí­nas foi, em diversas ocasiões, alvo de crí­ticas em virtude da adoção de diferentes modelos de preservação arqueológica.

 

Autoridades italianas foram inclusive acusadas por organismos internacionais de serem indiferentes e ineficientes. Agora, região vai receber mais recursos. Entre as primeiras ações financiadas pelo novo fundo de obras, que é conhecido como "Casa Sirico", uma propriedade que teria sido de dois irmãos de uma famí­lia abastada.

 

Para os ativistas europeus o anúncio é um "excelente primeiro passo", embora de acordo com suas estimativas a preservação total do sí­tio arqueológico custaria praticamente o dobro dos valores investidos. (Francisco Martins \ Luiz Mendes).

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:00  comentar

Abril 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

18
19
20

22
23
28

29
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds