Revelando, imortalizando histórias e talentos
13.7.12


Nelson de Sá - FOLHA DE S.PAULO, sobre a companhia: 

"O Taanteatro é caso à parte. Suas peças são bem realizadas, com intenso cuidado na criação e acabamento. O desenvolvimento dos textos e o estudo da ação física apontam para caminhos únicos."

 



Cena do espetáculo - Foto Wolfgang Pannek

 

SÃO PAULO (SP) BRASIL - A TAANTEATRO COMPANHIA comemora duas décadas de criação cênica com DANÇAS [IM]PURAS, obra inédita e de linguagem ousada que integra o projeto TAANTEATRO 20 ANOS, contemplado pelo Programa Municipal de Fomento à Dança para São Paulo. O espetáculo faz curta temporada no Teatro Sergio Cardoso entre os dias 14 e 22 de julho de 2012.

 

DANÇAS [IM]PURAS não conta histórias. Por meio de uma atmosfera surreal e misteriosaconvida o público a um encontro elementar com as dimensões poéticas e conflituosas da existência. Composta por um encadeamento de coreografias coletivas, duos e solos, o espetáculo envolve o espectador em situações e sensações intensas, vivenciadas por dançarinos que emergem do labirinto cenográfico - como em um sonho -, e percorrem a cena em trajetos inusitados e radicais para desaparecem sem explicação.

 

A Taanteatro tem coordenação de Maura Baiocchi, diretora-fundadora, encenadora, coreógrafa, performer e atriz, e acumula em seu currículo mais de 90 espetáculos. Seu trabalho autoral, com técnica e teoria cênicas próprias, alçou-a a uma das mais importantes solistas do país e levou a companhia a diversos países, como França, Alemanha, Japão, Moçambique, Argentina e EUA, além de viajar pelo Brasil, em teatros do Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Goiás, Distrito Federal, Espírito Santo, Pernambuco, Alagoas, Ceará e São Paulo.

 

Os figurinos e objetos de cena Candelária Silvestro, unidos ao cenário de Roque Onofre Fraticelli (ambos renomados pintores argentinos), transformam os bailarinos em seres híbridos e ambíguos, portando cocares indígenas recheados de lixo tecnológico, girassóis, ou uma pomba da paz dilacerada com cabeça gigante. Um par de luvas de boxe, manchadas de sangue, e bailarinos usando imensos fios de cabelo pelo corpo: Um universo onírico que leva o público a sonhar acordado.

 

O compositor brasiliense Cláudio Vinicius Froes Fialho compôs a trilha sonora do espetáculo de uma forma bastante inusitada: gravou os sons corporais e vocais produzidos pelos bailarinos durante suas ações coreográficas para gerar uma sinfonia eletroacústica que permeia a encenação do espetáculo ao longo de 70 minutos.

 

 

Fundada em 1991 e dirigida por Maura Baiocchi e Wolfgang Pannek, a Taanteatro se dedica à pesquisa e criação teatro-coreográfica. Encenações inaugurais: O Livro dos Mortos de Alice (grande elenco) no Sesc Pompeia e Frida Kahlo: Uma Mulher de Pedra dá Luz à Noite (solo) no TUCA - Teatro da Universidade Católica de São Paulo. Desde a sua fundação criou mais de 40 espetáculos sobre a vida e obra de artistas e poetas como Frida Kahlo, Florbela Espanca, Lewis Carrol, Antonin Artaud, Lautréamont, Fernando Pessoa, Robert Walser, George Tabori, Hölderlin, Beckett, Shakespeare e Nietzsche. Também concebe performances a partir de vivências e narrativas dos próprios integrantes da companhia. A maioria de suas encenações é autoral.

 

Ficha Técnica


Concepção, direção e coreografia: Maura Baiocchi Assistente de coreografia: Alda Maria Abreu Elenco:Maura Baiocchi, Valter Felipe, Alda Maria Abreu, Vlamir Sibylla, Roger Valença, Rodolfo Osses Cenário:Roque Onofre Fraticelli Música: Cláudio Vinícius Froes Fialho Iluminação: Rodrigo Garcia Figurino e objetos de cena: Candelária Silvestro, Maura Baiocchi Assistente de figurino: Lilian Soarez Preparação corporal: Wolfgang Pannek, Maura Baiocchi Produção: Wolfgang Pannek

 

Serviço


Duração: 70 minutos Recomendação: 12 anos

14 e 15 de julho e 21 e 22 de julho de 2012, Sábados e domingos, 19h

Teatro Sérgio Cardoso - Sala Pascoal Carlos Magno - Rua Rui Barbosa, 153 - Bela Vista, São Paulo, SP – 144 lugares 

Informação: (11) 3288-0136

Ingresso: PREÇO R$ 15 e R$ 7,50 (meia)

 

 

Informações para imprensa

 

Canal Aberto Assessoria de Imprensa

011 3798 9510 / 2914 0770/ 011 9126 0425 – Márcia Marques

www.canalaberto.com.br 

marcia@canalaberto.com.br

 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 04:52  comentar

Dilma responde perguntas de cidadãos de diversos seguimentos sociais e você pode aceder aqui em Formas&Meios. 


“Criamos o programa Ciência sem Fronteiras para levar 101 mil estudantes brasileiros ao exterior, num investimento de R$ 5 bilhões até 2015”.

Fiquei sabendo sobre as bolsas de estudo no exterior através do rádio. Onde eu posso me inscrever?

Jairo Pereira Passos Júnior, 27 anos, bancário em Goiânia (GO)

 

Presidenta Dilma - Jairo, criamos o programa Ciência sem Fronteiras para levar 101 mil estudantes brasileiros ao exterior, num investimento de R$ 5 bilhões até 2015. A iniciativa privada contribuirá com 26 mil dessas bolsas. Já foram aprovadas 19,7 mil bolsas de estudos e está prevista a abertura de novas inscrições para graduação e pós-graduação ainda neste mês.
Você pode se informar e se inscrever no site do programa ou telefonar para a Capes (0800-616161) ou para o CNPq (0800-619697). O candidato precisa estar regularmente matriculado em curso de instituição de ensino superior no Brasil, em áreas prioritárias do programa, especialmente em ciências exatas, médicas e tecnológicas (veja lista no site). Deve ainda ter obtido nota mínima de 600 pontos no Enem e ter concluído entre 20% e 90% do currículo da graduação. 
Candidatos premiados em olimpíadas científicas, ou com bolsa de iniciação científica ou tecnológica, têm preferência. Já temos parcerias firmadas com vários países, que oferecem vagas em suas escolas, e com empresas, que oferecem estágios a bolsistas. Há, também, instituições que auxiliarão no ensino de línguas. Com o Ciência sem Fronteiras estamos investindo na formação e na qualificação de jovens para o nosso País avançar cada vez mais.

 

Por que não são destinados recursos diretamente às instituições para a recuperação de estradas vicinais?

Henrique Araújo Neri, 47 anos, funcionário público em Itamari (BA)


Presidenta Dilma - Henrique, embora a construção, a manutenção e a recuperação de estradas vicinais sejam atribuições dos municípios, o governo federal tem procurado apoiá-los, pela importância que essas estradas têm para o escoamento da produção e deslocamento de pessoas no interior de nosso País. Por isso, nós incluímos R$ 1,8 bilhão no PAC2 para adquirir retroescavadeiras e motoniveladoras, que serão repassadas aos municípios para a manutenção dessas estradas. 

De dezembro de 2011 a julho de 2012, foram distribuídas 1.275 retroescavadeiras para 1.299 municípios. E neste segundo semestre, o PAC Equipamentos, lançado em junho, prevê mais 3.580 retroescavadeiras e 1.330 motoniveladoras. Em alguns municípios menores, a mesma máquina será usada em consórcio, por mais de uma prefeitura, ampliando ainda mais o efeito dessa ação. Além das estradas vicinais, estamos investindo em toda nossa malha rodoviária. Neste momento, há obras de construção, pavimentação, duplicação e adequação em 7.227 km, e de conservação e restauração em 53.465 km, em todo o Brasil. Somente na Bahia, os investimentos do PAC nas rodovias federais chegarão a R$ 4,9 bilhões até 2014, além de outros R$ 2,1 bilhões de investimentos de caráter regional que também beneficiarão o seu estado.

Como o governo vai reeducar os presidiários e colocá-los para trabalhar?


Laudemir Loureiro, 50 anos, empresário da construção civil de Vitória (ES)


Presidenta Dilma - Laudemir, dos 514 mil presos atuais, 109,4 mil já trabalham, sendo que 89,1 mil presos realizam trabalhos dentro dos presídios e 20,3 mil atuam externamente. A educação dos presos é um grande desafio, pois 216 mil não têm sequer o ensino fundamental completo, e 26 mil são analfabetos. 

 

Mas sabemos que educação e qualificação profissional são essenciais para ressocializar os presos. Por isso, lançamos, neste ano, o Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes (Procap), com abrangência nacional. Haverá oficinas permanentes em penitenciárias, inicialmente com cursos em três áreas: construção civil; panificação e confeitaria; e corte e costura industrial. Cada período de três dias de trabalho, ou 12 horas de estudo, reduz um dia de pena. Para os analfabetos, implementamos o Programa Brasil Alfabetizado no âmbito prisional. 

 

Aos alfabetizados, temos o Projeto de Remição pela Leitura, pelo qual incentivamos, nos presídios federais, a leitura de obras clássicas, científicas ou filosóficas. Além disso, os presos e os jovens sob medida socioeducativa podem participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para acesso ao ensino superior ou certificação do ensino médio. São medidas, Laudemir, que ajudam a ressocializar os presos, para o benefício deles, de suas famílias, e de toda a sociedade. (Fontes: SECOM / www.formasemeios.blogs.sapo.pt

 

A coluna “Conversa com a Presidenta” é o espaço onde a presidenta Dilma Rousseff responde perguntas enviadas por leitores de todo o País

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 04:51  comentar

Uma celebração à cultura japonesa no Brasil. FESTIVAL DO JAPÃO, o maior festival de cultura japonesa da América Latina, acontece nos dias 13, 14 e 15 de julho de 2012, no Centro de Exposições Imigrantes (São Paulo / SP), com shows musicais, atrações culturais, danças típicas, culinária, exposições especiais e atividades para as crianças, reunindo público de 190 mil pessoas.


 

SÃO PAULO (SP) BRASIL - O Festival do Japão é realizado pelo Kenren desde 1998, com o objetivo de divulgar e preservar a cultura e as tradições japonesas e também auxiliar entidades e projetos assistenciais. Em 2012, o tema do evento é SUSTENTABILIDADE E O FUTURO DA HUMANIDADE, com destaque para as atividades ligadas ao meio-ambiente. 

 

 

E-mkt

 


15º Festival do Japão

 


Data: 13, 14 e 15 de julho de 2012
13/07 - 12 às 21 horas
14/07 - 10 às 21 horas
15/07 - 10 às 18 horas

Local:

 Centro de Exposições Imigrantes
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, 

São Paulo
Ônibus gratuito no metrô Jabaquara, das 8 às 22 horas

INGRESSOS – R$ 8 (antecipados) e R$ 10 (no dia). Entrada gratuita para crianças até 8 anos e idosos acima de 65 anos

Informações: 


Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil - KENREN
(11) 3277-6108 / 3277-8569
secretaria@festivaldojapao.com

Assista o nosso vídeo:http://www.youtube.com/watch?v=BYeaCdMJiEg&feature=youtu.be

 Curta o Festival no Facebook e concorra a diversos prêmios: www.facebook.com/festivaldojapao


PARA MAIS INFORMAÇÕES, ACESSE www.festivaldojapao.com.

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 04:50  comentar

Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15




SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds