Revelando, imortalizando histórias e talentos
18.11.12

Não é preciso muito tempo de conversa com o padre Giorgio para se perceber sua alegria de servir à Deus além de um ser dotado de grande espirituisdade.

Pe. Giorgio na Igreja Santo Antônio\Foto:F. Martins

 

 

Padre Giorgio Cunial nasceu em Passagno de Canova, província de Treviso, na Itália, em 16 de março de 1937. Ainda criança sentiu o chamado de Deus para vida religiosa. No ano de 1948 entrou para o Colégio dos Missionários de São Carlo. Lá, realizou seus estudos preparatórios para vida sacerdotal, sendo ordenado sacerdote em 17 de março de 1962.

 

Pouco tempo depois, foi chamado à sede da Congregação Scalabriniana, onde fora mandado ao Brasil. " Não poderia ter tido uma destinação melhor de Deus em mandar-me a este país", diz pe. Giorgio. Padre Giorgio Chegou ao Brasil em agosto de 1962, tendo seguido direto para Paróquia de Nossa Senhora da Boa Viagem, em São Bernardo do Campo, onde permaneceu por dois anos.

 

 

Mais uma vez padre Giorgio seria mensageiro de mais uma dígna missão. Foi enviado ao Rio de Janeiro, com a função de construir a partir do zero, a Igreja de Santo Antônio de Brás de Pina. No ano de 1969, foi novamente chamado a São Paulo para colaborar com a comunidade italiana, coreana, espano-americana.

 

 

 

Sendo Ordenado Sacerdote

Durante muito tempo foi pároco da Igreja de Nossa Senhora da Paz (baixada do Glicério - SP), onde até os dias atuais celebra a missa aos italianos. Também foi responsável pela Casa do Marinaio, no porto de Santos (litoral paulista). Desta época padre Giorgio Cunial traz muitas recordações " Me recordo que durante a ditadura militar os Scalabrini não podiam entrar no Porto de Santos, consecutivamente, na Casa do Marinaio. O atendimento ao Marinaio tinha de ser feito fora do porto. Era como se os Scalabrini oferecessem algum perigo a segurança nacional ", lembra pe. Giorgio.

 

Durante o ano de 1987 o padre viaja para fora do Brasil, fica uma temporada no Canadá e no México, substituindo um colega. A partir deste período foram 25 anos de sacerdócio começando por São Paulo ao Efeso e Turquia. Por essas e outras virtudes, padre Giorgio foi de encontro a Roma, convidado do governo italiano como representante da comunidade italiana de São Paulo, provavelmente a maior do mundo. Atualmente, exercita sua vocação sacerdotal na Capela de Santo Antônio, na Praça do Patriarca - centro de São Paulo, uma das mais antigas e bela da cidade.

 

 

O padre foi recebido por autoridades católicas e políticas exemplo o Papa Paulo VI, João Paulo II, Azeglio Ciampi, ex-presidente da República Italiana, que em sua visita a São Paulo foi conhecer a Igreja dos Italianos (Igreja Nossa Senhora da Paz) sendo recepcionado pelo padre Giorgio Cunial.

 

Pe. Giorgio, Igreja Santo Antônio, sáb 17\11\AFM

50 anos de sacerdócio

 

 

 

São muitas as honrarias recebidas pelo padre Giorgio. Entre elas, em 2011 recebeu o título de Cidadão Paulistano, um reconhecimento aos serviços prestados à comunidade. Na comemoração de seus 50 anos de sacerdócio, em junho de 2012, padre Giorgio recebeu honrarias, homenagens e visitas importantes. Foi homenageado no Círcolo Italiano onde uma agremiação de amigos cantaram parabéns ao padre.

 

 

Também recebeu título de Comendador da República Italiana, das mãos do Cônsul Geral, Bertineto. Ainda como parte das comemorações dos seus 50 anos de sacerdócio, uma missa foi rezada em sua homenagem na Igreja de Nossa Senhora da Paz, no primeiro domingo de março de 2012. (Francisco Martins).

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 02:01  comentar

Novembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
14

19
20
22
24

25
27
29


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds