Revelando, imortalizando histórias e talentos
27.12.12

Faltando dois meses da cerimônia do Oscar de 2013, traça um perfil dos filmes que têm maiores chances de conquistar o prêmio máximo e avalia suas chances de faturar estatuetas em outras categorias.

 

ARGO

 

Arkin (ao centro) é uma aposta para o prêmio de melhor ator

Ben Affleck ganhou um Oscar em 1998 pelo roteiro que co-assinou com o colega ator Matt Damon, por Gênio Indomável.  Mas recentemente, Affleck se reinventou como um cineasta promissor e respeitado.

 

 

Argo é o seu terceiro filme, após Medo da Verdade e Atração Perigosa. O longa é também seu filme mais ambicioso até o momento. A produção conta a históra de uma tentativa da CIA de retirar diplomatas de Teerã durante a crise dos reféns de 1979.

 

Esse fator e a história de Affleck dando a volta por cima fazem de Argo um sério candidato ao prêmio de melhor filme.  No quesito de atuação, as maiores esperanças de Argo residem em Alan Arkin, com sua divertida interpretação de um produtor mau-humorado. Já tendo conquistado o prêmio de melhor ator coadjuvante em 2007 por Pequena Miss Sunshine, o ator de 78 anos já tem experiência de escrever um discurso de agradecimento.

-------------------------------------------------------------------------

 

LINCOLN

 

Sally Field intepreta a mulher de Lincoln

O filme Argo parece ser o bicho papão da próxima edição do Oscar. Mas, parece ser o tributo respeitoso de Steven Spielberg a um dos mais reverenciados presidentes americanos seu maior rival.

 

O filme se concentra nos últimos meses de vida do líder dos Estados Unidos e em sua luta para aprovar a abolição da escravidão. É um grande filme sobre um grande tema e foi feito por um dos maiores diretores de Hollywood. Daniel Day-Lewis , o protagonista, já venceu dois Oscars, por Meu Pé Esquerdo, de 1989, e por Sangue Negro, de 2007. Parece haver pouca resistência à ideia em dar a ele outra estatueta por seu retrato de um Lincoln cheio de dignidade, que está sendo carregado de elogios superlativos.

 

Sally Field, como a dedicada esposa de Lincoln, e Tommy Lee Jones, no papel de um político astuto, são prováveis indicações nas categorias de atriz e ator coadjuvantes.

 

------------------------------------------------------------------

Outro forte concorente

-----------------------------------------------------------------

 

LES MISERABLES

 

Hugh Jackman é uma possível aposta para melhor ator

Musicais costumavam ser os azarões da noite do Oscar e já faz uma década desde que um deles - Chicago, de 2002 - é indicado ao prêmio de melhor filme.

 

Os produtores de Les Miserables, a aguardada adaptação cinematográfica da sensação dos palcos, esperam que o filme rompa com essa tradição.  O longa de Tom Hooper foi bem recebido pela crítica e foi indicado para quatro Globos de Ouro, inclusive ao de melhor filme.

 

Hugh Jackman, que apresentou o Oscar de 2009, deve conquistar uma indicação na categoria de melhor ator por sua interpretação como o heróico Jean Valjean. Anne Hathaway, outra ex-apresentadora do Oscar, é tida como uma barbada na categoria de melhor atriz coadjuvante pela trágica personagem Fantine.

------------------------------------------------------------

Django Livre

------------------------------------------------------------

DJANGO LIVRE

 

Leonardo Di Caprio interpreta um senhor de escravos

Sob circunstâncias normais, o western de Quentin Tarantino sobre a era da escravidão nos Estados Unidos seria uma aposta certa para o Oscar. Porém, após os trágicos tiroteios em Newtown, Connecticut, a carnificina de Django Livre já mereceu repreensões em meio ao debate que ressurgiu sobre a violência no cinema.  Os integrantes mais idosos e conservadores da Academia talvez se recusem a premiar um filme tão sangrento nesse clima político carregado.

 

Apesar de o filme ter boas chances de receber um número razoável de indicações, pelo menos pelo roteiro rebuscado de Tarantino, os atores do longa metragem provavelmente têm mais chances de saírem premiados do que o filme em que atuam. Há três anos, Christoph Waltz venceu o prêmio de melhor ator coadjuvante por seu papel de um nazista no filme anterior de Tarantino, Bastardos Inglórios, sobre a Segunda Guerra Mundial.  O ator austríaco tem boas chances de repetir o feito por seu papel como um eloquente caçador de recompensas.

 

Mas a aposta mais certeira é o outro astro do elenco, Leonardo DiCaprio, cujo desempenho atípico como um proprietário de escravos sádico poderá, finalmente, dar ao astro, já indicado três vezes à estatueta, um motivo para se levantar de sua cadeira na noite de premiação.

-------------------------------------------------------------

Jessica Chastain está cotada para o prêmio de melhor atriz

A HORA MAIS ESCURA

 

O longa que Kathryn Bigelow realizou após Guerra ao Terror é um acréscimo tardio à corrida do Oscar e precisa avançar na disputa para pleitear uma vaga.

 

A dramatização da caçada por Osama Bin Laden já ganhou fama pela maneira com que retrata suspeitos de terrorismo sendo interrogados e torturados.

 

Se a ideia da Academia é parecer ser relevante e atual, dificilmente poderia haver uma escolha mais apropriada do que a de um filme que evoca eventos tão vívidos e recentes. Bigelow deveria receber uma indicação ao prêmio de melhor diretora por sua ousadia e sua protagonista Jessica Chastain é provavelmente a maior rival de Jennifer Lawrence à estatueta de melhor atriz.

 

O título original do filme, Zero Dark Thirty, é um termo militar para o horário de 0h30, que foi a hora em que a residência em que Bin Laden estava refugiado foi invadida por soldados americanos.  A 85ª edição do Oscar será realizada no Teatro Dolby, em Hollywood, Los Angeles, no dia 24 de fevereiro de 2013.

----------------------------------

 

Correndo por fora:  AS AVENTURAS DE PIS e houvesse um Oscar de melhor desempenho para um tigre 3D gerado por computador, a adaptação de Ang Lee para o livro de Yann Martel premiado com o Booker Prize seria o grande vencedor.

 

Mas diante da inexistência de tal categoria, As Aventuras de Pi provavelmente terá de se contentar com a indicação para melhor filme e algumas citações nas categorias técnicas.  A produção usa efeitos de computação gráfica para trazer à tela a fantástica história de dois jovens indianos compartilhando um bote salva-vidas com vários animais de zoológico, o que faz dela um candidato óbvio ao prêmio de melhor efeitos visuais.

 

---------------------------------------------

O MESTREO: drama de Paul Thomas Anderson sobre o líder de um culto e seu atormentado assistente tem o peso do produtor Harvey Weinstein por trás. Mesmo essa potência de Hollywood não é uma garantia de indicação ao prêmio de melhor filme.

 

O desprezo expresso por Joaquin Phoenix ao Oscar no começo deste ano sem dúvida prejudicou suas chances na categoria de melhor ator e também as chances do filme. Mas a Academia já prestigiou os talentos de Philip Seymour Hoffman e Amy Adams em anos anteriores e provavelmente o fará novamente por suas atuações em papéis coadjuvantes.

 

-------------------------------------------

O LADO BOM DA VIDA: Comédias românticas costumam ser ofuscadas na época do Oscar por produções dramáticas de maior envergadura. Mas o filme que David O. Russel realizou após O Vencedor, de 2010 espera quebrar esse tabu.

 

É um filme que poderá contar com a afeição dos eleitores da Academia, especialmente em um ano em que houve poucas ofertas de filmes mais leves. Um dos trunfos do longa é Jennifer Lawrence, uma estrela em ascensão que vem conciliando papéis em sucessos de crítica com performances em franquias cinematográficas lucrativas, como Jogos Vorazes, lançado neste ano. (Francisco Martins \ www.bbc.co.uk ).

 

----------------------------------------------------------------

Hillary Clinton internada

Hillary Clinton secretária de Estado dos EUA é hospitalizada com coágulo sanguíneo
Hillary Clinton foi internada neste domingo,30, no hospital Presbiteriano de Nova Iorque, com um coágulo sanguíneo ligado a uma concussão que ela sofreu neste mês, informou o Departamento de Estado. Aos 65 anos, ela está fora dos holofotes públicos desde meados de dezembro, quando segundo autoridades ela sofreu uma concussão após desmaiar devido a um vírus estomacal contraído durante uma viagem à Europa. "Com o exame hoje, os médicos da secretária descobriram que um coágulo sanguíneo havia se formado, derivado de uma concussão que ela sofreu há várias semanas", disse no comunicado o porta-voz do Departamento de Estado Philippe Reines. Hillary será monitorada  nas próximas 48 horas", informou Reines. "Eles vão determinar se será necessária mais alguma ação."
 
 
 
Doença de Hillary

No dia 15 de dezembro Hillary Clinton cancelou uma viagem ao exterior por causa do vírus estomacal, sofreu uma concussão depois de desmaiar em virtude da desidratação. Desde então, eles disseram que seu estado de saúde tem melhorado e rejeitaram boatos de que o caso era grave.
Esperava-se que ela retornasse ao trabalho nesta semana. A doença de Hillary Clinton, que já foi alvo de muita especulação política, forçou a secretária de Estado a cancelar seu depoimento ao Congresso no dia 20 de dezembro, sobre um relatório feito após o ataque ao posto diplomático dos EUA em Benghazi, na Líbia.
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:10  comentar

A economia cafeeira é o fator que desencadeou o desenvolvimento que levou a capital paulista da nona cidade do Brasil em 1872 até a metrópole global de hoje. A cultura do café, introduzida no Brasil no século XVIII, se disseminou pelo sudeste e sul do país, gerando enorme riqueza e recriando hábitos e costumes.

 

 

Cultivado inicialmente na região de Belém, o café chegou ao Rio de Janeiro. De lá se expandiu atingindo a província de São Paulo, onde se consolidou como base da economia do país nos meados do século XIX e primeiras décadas do XX.

 

Plantado em vales e montanhas proporcionou o surgimento de novas cidades e a dinamização e crescimento de muitas outras. Foi o café responsável pela introdução da ferrovia no estado de São Paulo, construída para escoar o principal produto de exportação brasileiro.

 

 

Trouxe também aproximadamente 4 milhões de imigrantes entre o final do século XIX e início do XX, vindos especialmente da Europa. A riqueza que fluía pelos cafezais acelerou o desenvolvimento do país e se evidenciava nas elegantes mansões dos barões fazendeiros, nas grandes construções urbanas, na difusão das artes e na importação da cultura européia, nos teatros erguidos na capital e nas novas cidades do interior paulista.

 

 

O grande impacto na produção e comércio do café se deu com a crise de 29. Entretanto, o país se recuperou e atualmente ainda é o maior produtor mundial do grão. O café transformou a economia e os hábitos brasileiros, das riquezas geradas ao cafezinho servido às visitas para dar sabor às conversas, das transformações na vida urbana ao cotidiano no campo. A Prefeitura de São Paulo, através da São Paulo Turismo, desenvolveu este roteiro que permite compreender as transformações sócio-econômicas e culturais que o dinheiro trazido por esta especiaria provocou em São Paulo, vivenciando o patrimônio material e imaterial deixado pelo “ouro negro”.

 

 

 

 

Fazem parte do roteiro O Café e a História da Cidade:

 

Palácio da Justiça Ÿ

Edifício Guinle

Ÿ Centro Cultural Banco do Brasil Ÿ

Largo do Café

Ÿ Edifício Martinelli

Ÿ Estação da Luz Ÿ

Painel Epopéia Paulista Ÿ

Parque da Luz

Ÿ Pinacoteca do Estado

Ÿ Estação Pinacoteca

Ÿ Estação Júlio Prestes

Ÿ Vila dos Ingleses

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:10  comentar

Dezembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13

16
17
18
21

24
28



SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds