Revelando, imortalizando histórias e talentos
22.3.13

The Great Ziegfeld uma das mais caprichadas produções da MGM, foi realizada em 1936, vencedora de três Oscar traz Luise Rainer e William Powell e Virgínia Bruce em atuações memoráveis.

 

Virgínia Bruce e Luise Rainer

 

A cinebiografia do criador do entretenimento norte-americano, Florenz Ziegfeld, Jr, foi levada à telona quatro anos após sua morte, em 1932. O interteiner que fazia e perdia fortunas da noite para o dia, perdeu o melhor espetáculo que jamais produziria, era sobre sua vida. O maior empresário do showbusiness colecionava mulheres belíssimas para inveja de seus concorrentes. O calcanhar de Aquíles de Flo (para os íntimos) era Jack Billings, interpretado por Frank Morgan, que constantemente perdia suas estrelas para Ziegfeld.

 

 

Seus notórios shows, fizeram dele o showmen de todos os tempos, uma lenda da Broadway. O DVD "Ziegfeld - o criador de estrelas", narra sem meias palavras sua vida amorosa e profissional com imagens verdadeiras dos espetáculos do produtor. Com um elenco estelar exemplo William Powell no papel título, Luise Rainer como sua primeira esposa - Anna Held ( vivendo uma de sua melhores performances), e magnifíca Virgínia Bruce como Audrey Dane, e Myrna Loy, interpreta a mulher que prende o coração bandoleiro de Ziegfeld, Billie Burke.

 

William Powell e Harriet Hoctor/cena do DVD

 

Das sete indicações, a interpretação de Luise Rainer levou a estatueta de Oscar de Melhor Atriz, Melhor Direção de Dança e Melhor Filme. Venceu os prêmios do Círculo de Críticos de Nova Iorque com Melhor Atriz (Luiser Rainer) e foi selecionado para a competição de Festival de Veneza, onde ganhou como Melhor Filme. Destaque para as atuações de Fannie Brice, Frank Morgan e Ernest Cossart.

 

 

Ziegfeld foi um produtor e sedutor cuja não existencia culminaria na ausência de estrelas e astros da Broadway. Portanto, só podia ele mesmo ser um dos grandes espetáculos cinematográficos de todos os tempos.

 

Características DVD

 

Ziegfeld no Cinema

Nova Iorque saúda Ziegfeld

Menus interativos

Escolha de cenas

Legendas: português,

espanhol e japonês

Versão original preto&branco

Entrevistas com: Patrícia Ziegfeld,

Luise Rainer

--------------------------------------------------------------------------------------------

"Pelle" o Conquistador

Baseado no romance de Martin Nexo, Pelle Erobreren, apresenta personagens fortes pontuados por paixão, humilhação e crimes
Filme dirigido por Bylle August traz Max Von Sidow em interpretação indicada ao Oscar de 1989. O drama se passa em uma bucólica fazenda na Dinamarca do século XIX. O viúvo idoso e seu filho temporão deixam sua terra natal, a Suécia, em busca de uma vida dígna mas ao chegarem à Dinamarca vão para em uma fazenda onde vivem nas piores condições humanas. Morando em um estábulo entre as vacas, tentam a todo custo sobreviver a crueldade com que são tratados. Uma história cheia de paixão e revola, o velho Lasse (Max Von Sydow) não encontra forças para fugir com o filho juvenil (Pelle Hvnegaard) que sonha ficar livre da mão de ferro do capataz para conquistar o mundo.
Vencedor do Oscar de Melhor filme estrangeiro de 1989, a película apresenta interpretações memoráveis não somente dos protagonistas como de boa parte do elenco formado por tores locais. Destaque para Astrid Villaume, esposa insatisfeita que castra o marido, o fazendeiro garanhão vivido por Axel Strobye, e o estranho Troels Asmussen. Pelle, é esplêndido, foi aclamado como um dos melhores filmes estrangeiros de todos os tempos tendo vencido também o prêmio de melhor filme no Festival de Cannes, França, Globo de Ouro, Melhor Ator para Max Von Sydow, Melhor ator coadjuvante para Bjorn Grannath e Melhor Atriz coadjuvante para Karen Wegener além de vencer o prêmio Bodil, o Oscar dinamarquês e Melhor Diretor para Bylle August, 1988. (Francisco Martins - em memória de Fausto Visconde).
Características do DVD
Menu interativo
Seleção de cenas
Legandas em português
Biografia
Sinópse
Dolby stereo 2.0
Gênero - drama
Região: todas
Duração: 150 min.
----------------------------------------------------------------------

 

 

 

Nem mesmo as fabulosas pernas de Marlene Dietrich tirou ofuscou a atuação de Ronald Colman em Kismet, de 1944.

 

James Craig, Joy Ann Page e Ronald Colman -  cena

 

Aventura e românce levada à telona pela MGM, estrelada por Marlene Dietrich e Ronald Colman em sua melhor atuação no gênero. Colman é Hafiz o mais pobre dos mendigo com habilidades mágicas acrescidas ao hábito de furtar. Pai da linda Marsinah (Joy Ann Page), que a casará com um príncipe.

 

 

Levando a vida entre truques e furtos, Hafiz é pego em uma de suas peripécias, desesperado, faz um acordo com o corrupto coletor de imposto, o grã-vizir (Edward Arnold), que em troca de sua liberdade assassinará o Califa de Bagdá (James Craig), e dará a mão de sua filha ao grã-vizir. Porém, mal sabe ele que o coração de sua filha bate acelerado pelo amor de um simples filho de jardineiro do palácio, pois foi assim que o Califa apresentou-se para ela.

 

 

O plano de Hafiz vai por água a baixo, e mexe com a raiva do grã-vizir, a partir dai uma luta entre as paredes do suntuoso castelo é travada. Marlene Dietrich, casada com o grã-vizir, mantém um romance secreto com o mendigo (Colman) que se identifica sempre como o príncipe de Hassia. Ela aproveita para ficar livre do corrupto coletor de impostos ajudando Hafiz a fugir de seus guardas. Poderá a filha do príncipe dos mendigos casar-se com o governador de Bagdá ! A resposta está nas mãos de Kismet: o destino.

 

 

Ronald Colman e marlene Dietrich - cena do DVD

 

Um verdadeiro conto de fada com estravagância monumental, atraentes bailarinas, sem comentar as pernas elogiadíssimas de Marlene Dietrich (Jamilla), cuja figura imponente e sarcástica, dão o tom deste espetáculo da MGM. Um elenco de primeira grandesa como Florence Bates (Kasha), Harry Davenport ( Agha), ninguém faz frente a atuação de Ronald Colman, que encontra-se em estado de graça como Hafiz. Com seus cabelos grisalhos e um sorriso fascinante.

 

 

Dirigido por William Dieterle, que soube tirar o melhor de cada Ator e atriz, para a história escrita por Edward Knoblok, este românce\ aventura está entre uma das mais belas produções da sétima arte, impossível não gostar. (Francisco Martins - em memória de Fausto Visconde).

 

 

Especificações

 

Gênero: romance

Duração: 100 minutos

Legendas em português

Classificação etária: 12 anos

Menus interativos

Região: todas

Colorido

Ano de lançamento: 1944

Origem: EUA

 

-----------------------------------------

 

As Aventuras de Robin Hood, 1938

DVD “As Aventuras de Robin Hood”, filme lançado nos cinemas em 14 de maio de 1938, Com Basil Rathboone, Olivia de Havilland, Claude Rains e Errol Flynn (destaque) são protagonistas da aventura.
 
 
No século XII, quando o rei da Inglaterra Ricardo Coração-de-Leão (Ian Hunter) é sequestrado na Áustria ao retornar das Cruzadas, o príncipe John (Claude Rains) tenta usurpar o trono, favorecendo os normandos invasores em detrimento dos saxões. Contra esta situação o nobre Robin Hood (Errol Flynn) organiza nas florestas de Sherwood um bando de salteadores e rebeldes. Enquanto ataca os normandos e rouba dos ricos para dar aos pobres, Robin se apaixona por Marian (Olivia de Havilland), protegida do rei Ricardo, que o príncipe quer casar com o arrogante Sir Guy (Basil Rathbone).
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:51  comentar

“SEM TÍTULO” com Angela Nolf, Lavinia Bizzotto e Roberto Alencar faz única apresentação na Galeria Olido Uma coreografia, três artistas, três interpretações

 

 

 

 

 

SÃO PAULO (BRASIL) - Dia 02 de abril de 2013, às 20h, o espetáculo “Sem Título”, de Vanessa Macedo, diretora da Cia. Fragmento de Dança, faz única apresentação na Galeria Olido, em São Paulo, com entrada franca. A apresentação faz parte do lançamento do livro “Pontes Móveis – Modos de pensar a arte em suas relações com a contemporaneidade”, que é parte do projeto Cia Fragmento - 10 anos. O livro, composto por 10 reflexões escritas por 10 artistas e pensadores de diferentes correntes, discorrem sobre temas como artificação, desartificação, dor e criação, performatividade do feminino, universo ficcional, autobiografia nas artes, rebeldia antiestética e contemporaneidade nas artes.

 

O espetáculo “Sem Título”O espetáculo é uma coreografia de 15 minutos criada por Vanessa onde cada um dos artistas convidados compôs uma encenação própria. A escolha dos elementos que fazem parte do espetáculo - trilha sonora, figurino, luz e a própria dinâmica ou repetição de movimento - ficou a critério e escolha dos intérpretes. A ideia é trazer à tona a discussão do quanto as escolhas individuais, e o próprio fato de terem trajetórias tão diferentes entre si, afetam a dramaturgia de uma criação em dança com uma partitura já composta, ou seja, reflete sobre a dramaturgia do espetáculo tendo a coreografia como elemento comum.

 

FICHA TÉCNICA “SEM TÍTULO”

 

Artistas convidados: Angela Nolf, Lavinia Bizzotto e Roberto AlencarCoreografia: Vanessa Macedo Pesquisa: Cia Fragmento de Dança e artistas convidadosApoio: Kasulo Espaço de Cultura e Arte e Cooperativa Paulista de Dança

 

SERVIÇO

 

Quando: 02 de abril de 2013, terça-feira às 20hLocal: Galeria Olido

Av. São João, 473 – República, São Paulo, 01035-000Tel (11) 3331-8399

Lotação: 137 lugares – Entrada Franca

Recomendação etária: 14 anos Duração total: 45 minutos

(15 minutos cada artista, cada coreografia) Canal Aberto

Assessoria de Imprensa - Márcia Marques

Fones: 11 2914 0770/ 3798 9510/ 9 9126 0425

Email: canal.aberto@uol.com.br

SKYPE: canal.abertohttp://twitter.com/canalaberto

 

www.canalaberto.com.br

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:50  comentar

Março 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15

17
19
21
23

25
26
27
28

31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds