Revelando, imortalizando histórias e talentos
22.5.13

Brasil adere à campanha contra o tráfico de pessoas

Toda a sociedade pode participar da mobilização “Coração Azul”, que já foi implementada em outros dez países
 
O Ministério da Justiça (MJ) e o Escritório da ONU sobre Drogas e Crime (UNODC) lançaram nessa quinta-feira (9) a campanha “Coração Azul”, que visa combater o tráfico de pessoas. Implementada pelo UNODC em outros dez países, a ação tem agora a versão brasileira para mobilizar a sociedade contra esse crime. A campanha tem como símbolo o coração azul, que representa a tristeza das vítimas e lembra a insensibilidade daqueles que compram e vendem seres humanos. O uso da cor azul também demonstra o compromisso da ONU com o combate ao tráfico de pessoas.
 

 
Com o slogan “Liberdade não se compra. Dignidade não se vende. Denuncie o tráfico de pessoas", a campanha insere o Brasil nessa mobilização internacional. Para o secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão, o uso do coração azul como símbolo comum e universal permite ampla mobilização social, mas, principalmente, possibilita identificar onde existem centros de apoio e de denúncia. De acordo com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a campanha põe em prática um dos principais compromissos do II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, recentemente lançado.
 
Tráfico - O tráfico de pessoas é um crime que explora mulheres, crianças e homens. Segundo o MJ, relatórios oficiais mostram que há mais de 2 milhões de pessoas traficadas no mundo. No Brasil, de 2005 a 2011, foram investigadas 514 denúncias desse crime. Dois terços - 344 - dos inquéritos são relacionados com trabalho escravo. Outros 157 são de tráfico internacional e 13 de tráfico interno de pessoas. Ainda de acordo com o ministério, a atuação do Estado brasileiro resultou no indiciamento de 381 suspeitos e, por causa de limites da legislação e de dificuldades em reunir provas, apenas 158 foram presos.
Como denunciar
O governo disponibiliza a rede de núcleos e postos estaduais e municipais de enfrentamento do tráfico de pessoas, a rede consular para apoio no exterior, os serviços Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos, e o Ligue 180, da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Também é possível se comunicar com a Coordenação de enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria Nacional de Justiça pelo e-mail de informação: traficodepessoas@mj.gov.br ou pelo e-mail de denúncia da Polícia Federal: urtp.ddh@dpf.gov.br
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:15  comentar

Maio 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
15
16
18

19
21
24

26
27
28
29
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds