Revelando, imortalizando histórias e talentos
11.4.15

O Museu Afro Brasil fechou uma parceria inédita com o evento São Paulo Fashion Week. O SPFW receberá a mostra "Africa Africans Moda" em forma de desfile. São trabalhos de cinco estilistas africanos: Palesa Mokubung (África do Sul), Amaka "Maki" Osakwe (Nigéria), Jamil Walji' (Quênia), Xuly Bët (Mali) e Imane Ayissi (Camarões). SPFW receberá a mostra "Africa Africans Moda" em forma de desfile; cinco estilistas africanos participam do projeto.

Emanoel Araújo e Oskar metsavaht

O desfile acontece no espaço central do Museu Afro Brasil no dia 17 de abril às 11h30. O projeto "Africa Africans" traça um panorama sobre a criação visual contemporânea do continente por meio da vinda de obras de artistas de diversos países africanos, incluindo aqueles que participam da mostra de moda.

 

Curador

 

A mostra de moda que acontece no dia 17 de abril tem curadoria de Andy Okoroafor. Nascido na Nigéria, ele é um aclamado diretor de arte, de publicidade, de clipes musicais e de moda em Paris. Okoroafor fundou e dirige o estúdio criativo CLAM, além de editar a CLAM MAGAZINE, revista internacional de moda.

Estilistas 

 

A sul-africana Palesa Mokubung é a estilista da marca Mantsho e foi uma das designers da marca Stoned Cherie, a primeira marca a ser lançada em seu país, após o fim do regime Apartheid. O Museu Afro Brasil recebe, como parte da programação oficial do SPFW, o desfile do estilista Lino Villaventura, que apresenta sua coleção para o verão 2016 no dia 16 de abril às 11h30.

Desfiles da 39ª edição SP Fashion Week no Museu Afro Brasil 

 

 

Dia 16/04

Lino Villaventura - 11h30

 

Dia 17/04

Africa Africans Moda - 11h30

 

Museu Afro Brasil

Av. Pedro Álvares Cabral, s/n

Parque Ibirapuera - Portão 10

São Paulo / SP - 04094 050

Tel: (11) 3320-8900

 

www.museuafrobrasil.org.br

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:20  comentar

Cais do Sertão está localizado poucos metros do Marco Zero do Recife. Suas instalações fazem parte do projeto Porto Novo Recife, que busca transformar os antigos armazéns.

Ministro Juca recebe secretários 

estaduais de Pernambuco para falar 

das instalações que 

homenageiam a cultura 

sertaneja e o seu maior intérprete, 

Luiz Gonzaga. (Foto: Janine Moraes).

 

 RECIFE (PE) BRASIL A concepção e o desenvolvimento do Museu ficaram a cargo de um grupo de especialistas, incluindo a pernambucana Isa Grinspum Ferraz, responsável pela curadoria e direção de criação. 


A ideia original é do antropólogo e poeta Antonio Risério. Isa, que também trabalhou na concepção do Museu da Língua Portuguesa, trouxe para o Cais do Sertão o conceito de um espaço dinâmico de convivência, diversão e conhecimento, polo gerador de ideias e vivências. 

 

Já a equipe de criação envolve nomes como Tom Zé, José Miguel Wisnik, Antônio Risério, Frederico Pernambucano de Mello, entre outros. Cineastas pernambucanos como Kleber Mendonça Filho, Lírio Ferreira, Paulo Caldas, Marcelo Gomes e Camilo Cavalcanti, além do xilogravurista e cordelista J. Borges estão entre os que produziram conteúdo para compor o acervo.

 

No térreo, um "Rio São Francisco" corta todo o Museu e o divide em sete territórios temáticos: Viver, Trabalhar, Ocupar, Cantar, Criar, Crer e Migrar. Cada ambiente remete aos  principais aspectos do dia a dia do sertanejo, oferecendo ao visitante a oportunidade de se locomover pelo espaço e interagir com os artefatos expositivos.

 

 

Serviço:

Endereço: Av. Alfredo Lisboa, s/n, Bairro do Recife - Pernambuco

(antigo Armazém 10 do Porto do Recife)

 

Telefone: (81) 3089.2974

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:18  comentar

Abril 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
16
17

19
21
22
23
25

26
28
29


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds