Revelando, imortalizando histórias e talentos
9.2.17

 

SÃO PAULO: Carnaval Metrô tem programação especial

 

Nas estações, usuários poderão conferir três exposições fotográficas e uma apresentação de blocos carnavalescos paulistanos. 

 

A linha da Cultura do Metrô de fevereiro traz aos usuários três exposições fotográficas e uma apresentação de blocos carnavalescos paulistanos nas estações da rede metroviária.

 

A programação tem início na Estação República da Linha 3-Vermelha, com a “II Mostra de Bandas Pioneiras do Carnaval de Rua de São Paulo”, em cartaz até o dia 28. A exposição conta com 16 painéis informativos sobre a trajetória de blocos e bandas pioneiras da folia de rua paulistana. É um registro da força, cultura e alegria do movimento das bandas e blocos carnavalescos desde os anos 1950.

 

A partir de sexta-feira (10) na Estação Sé, os usuários do Metrô acompanham a mostra “InformaSamba”. Serão expostos vinte painéis com fotografias e informações dos bastidores do desfile das escolas de samba de São Paulo, além de resgatar personagens que fizeram história no Sambódromo do Anhembi, como Walkiria Ribeiro – considerada a Rainha de bateria do Milênio –, ou iniciativas que simbolizam a dedicação de comunidades e grupos carnavalescos, como o projeto “Loucos pela X”.

 

Na Estação República, a partir do dia 18, os usuários poderão apreciar, no Museu da Diversidade Sexual, a exposição “Será Que Ele É?”, que foca na relação dos gêneros sexuais com a alegria do Carnaval. Sob curadoria do carnavalesco Sidney França, o projeto conta com oficinas de adereços, exposição de objetos e fantasias de estilistas famosos, além de homenagens a ícones como Elke Maravilha e Clóvis Bornay. (Direto Sala de Imprensa).

 

ROTEIRO COMPLETO

 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:44  comentar

 

Foto: Daniel Isaia

Danças típicas, churrasco e chimarrão, entre outros costumes da cultura gaúcha, podem adquirir projeção internacional com a candidatura dos Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). É o que pretende o presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Nairioli Callegaro, com o apoio do Ministério da Cultura (MinC).

 

O secretário de Articulação e Desenvolvimento Institucional do MinC, Adão Cândido, participa, nesta quinta-feira (9), em Porto Alegre, de reunião com Callegaro para dar início ao processo de candidatura ao Registro de Melhores Práticas de Salvaguarda, no âmbito da Convenção da Unesco para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial.

 

Atualmente, há 1,7 mil Centros de Tradições Gaúcha espalhados pelo Brasil, os quais difundem os costumes do estado. A Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, adotada pela Unesco em 2003 e ratificada pelo Brasil em 2006, define o Patrimônio Cultural Imaterial como práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas que comunidades reconhecem como parte integrante de sua herança cultural.

 

A inscrição de manifestações nas listas da Convenção do Patrimônio Cultural Imaterial deve, necessariamente, ser precedida por um amplo processo de consultas e de mobilização com as comunidades envolvidas, que culmina na elaboração de um detalhado dossiê de candidatura. 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:35  comentar

Fevereiro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

17

19
20



SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds