Revelando, imortalizando histórias e talentos
18.3.17

 

 

Vivo ele está apresenta a história de Jesus em diversos momentos de sua peregrinação: a tentação do deserto, a escolha dos doze apóstolos, os milagres relatados por seus seguidores, a conversão de Maria Madalena, além das angústias que sofreu até o momento de sua crucificação. 

 

Mas não se trata de uma obra religiosa. O espetáculo ressalta os aspectos revolucionários do personagem histórico a partir da estrutura dramática das paixões de Cristo, eventos tradicionais em diversas cidades do Brasil.

 

O autoritarismo político da época é personificado em Caifás, o Sumo Sacerdote do Templo, em Pilatos, o Governador da Judéia, e em Herodes Antipas, Rei de Israel, e pode ser comparado ao dos dias atuais. Com isso, a história do mártir adquire uma dramaticidade humana de caráter ecumênico. No elenco Cristhian Fernandes, Milene Haddad, Gustavo Rosa, Leonardo José, Jefferson Mascarenhas  entre outros. 

 

Sala Carlos Miranda – Complexo Cultural Funarte SP

 

(Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos)

Espetáculo: Vivo ele está – a história de um mártir

 

De 23 de março a 23 de abril

Sextas e sábados, às 20h30, domingos, às 19h30.

Ingressos: R$40 (meia-entrada: R$20)

 

Cartões não são aceitos.

A Bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

Será fornecido um ingresso por pessoa.

Duração: 150 min. Classificação etária: livre.

Mais informações:

(11) 3662-5177

 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:55  comentar

 

Derek Walcott, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1992,  e que ajudou a projetar as letras caribenhas em todo o mundo, morreu em sua casa de Santa Lúcia, Caribe, nesta sexta-feira aos 87 anos.

 

Jeff Seroy, porta-voz da editora Farrar, Strauss and Giroux, disse que Walcott faleceu após as 5h locais. A causa da morte não foi revelada de imediato, mas Seroy disse que Walcott estava doente há algum tempo e que esteve internado recentemente. Sua companheira de longa data, Sigrid Nama, encontrava-se com ele no momento de sua morte, afirmou Seroy.

 

Derek Walcott, que nasceu na ilha vulcânica em 1930, chamou a atenção do público em 1962 com uma coletânea de poemas chamada "In a Green Night" que celebra o Caribe.

 

Depois, em "Omeros" (1990), um poema épico que é considerado sua obra mais ambiciosa , ele invocou vozes caribenhas por meio da mitologia grega, inspirando-se na "Ilíada" e na "Odisseia" de Homero.

 

Dois anos depois ele recebeu o Nobel de Literatura, e em comunicado a Academia Sueca disse: "Ele tem tanto sangue africano quanto europeu nas veias. Nele, a cultura das Índias Ocidentais encontrou seu grande poeta".

 

EDITORIAS: ,
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:54  comentar

Março 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12

19
20
23
24

26
27
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds