Revelando, imortalizando histórias e talentos
31.7.17

 

Quem tem curiosidade e quer saber mais sobre o corpo humano não pode deixar de visitar o Museu de Anatomia Humana da USP, na cidade de São Paulo, Brasil. O acervo, composto de peças anatômicas e livros de anatomia, começou a ser formado em 1914, pelo professor Alfonso Bovero. 

 

O local começou a receber visitantes a partir de 1960 na Faculdade de Medicina da USP e, em 1997, foi transferido para o Instituto de Ciências Biomédicas, quando alcançou o expressivo número de 1.800 peças expostas e uma biblioteca com aproximadamente 2.000 volumes. Em 2014 foi fechado para reforma e, desde então, passou por uma reformulação.

 

Atualmente, o museu conta com cerca de mil unidades expostas, entre peças anatômicas preparadas e conservadas por diversos métodos, separadas de acordo com os sistemas e aparelhos que compõem o corpo humano.

 

Também encontra-se no local 83 fetos com diversas anomalias. Sua reserva técnica conta com aproximadamente 300 peças. Uma sala com peças anatômicas artificiais foi criada para que os professores possam trabalhar os conceitos com os estudantes que visitarem a exposição.

 

A exposição também abriga o espaço Cápsula Bovero, que reproduz parte do escritório do anatomista e onde está instalada uma das mesas de mármore que Bovero utilizava em suas aulas e dissecções. 

 

SERVIÇO

 

Museu de Anatomia Humana Professor Alfonso Bovero

De terça a sexta, das 13h às 16h

Instituto de Ciências Biomédicas III – Cidade Universitária (Avenida Professor Lineu Prestes, 2415 – Butantã – São Paulo)

Entrada gratuita

(11) 3091-7360

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 16:10  comentar

 

Atriz francesa Jeanne Moreau, cuja mãe era uma dançarina inglesa de clubes de cabaré, morreu aos 89 anos.

 

A atriz Jeanne Moreau trabalhou com os principais diretores das primeiras décadas após a Segunda Guerra Mundial, exemplo  Jean-Luc Godard , Orson Welles e Wim Wenders.

 

Um dos destaques de uma carreira que floresceu com a Nova Onda do cinema dos anos 60 foi "Jules e Jim - Uma Mulher para Dois" de François Truffaut, no qual Moreau estrela como a amante de dois homens que lutam em lados opostos da Segunda Guerra Mundial.

 

Outro sucesso entre dezenas foi "Ascensor para o Cadafalso", dirigido por Louis Malle, com uma trilha sonora de mesmo nome do artista de jazz Miles Davis. Jeanne Moreau atuou no filme Joanna Francesa, escrito e dirigido pelo diretor brasileiro Cacá Diegues, em 1973.

 

Atriz nasceu no dia 23 de janeiro de 1928, com um pai dono de um café em Paris e uma mãe inglesa que dançava no clube Folies Bergère da cidade.

 

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 16:07  comentar

Julho 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16
19

23
25
27
29

30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds