Revelando, imortalizando histórias e talentos
18.9.17

Apresentador morreu nesta tarde de sábado,16, aos 65 anos. Rezende lutava contra um câncer no pâncreas e no fígado. 

 

Rezende criador do bordão "Corta pra Mim" era a presentador do ‘Cidade Alerta’, da Record, revelou em maio ter sido diagnosticado com agressivo câncer no pâncreas e abriu mão do tratamento convencional. 

 

Nascido em novembro de 1951 no Rio de Janeiro, Marcelo Rezende tinha mais de quarenta anos de carreira. Trabalhou na Globo, onde realizou reportagens investigativas e apresentou, entre outros programas, o Linha Direta, que exibia a reconstituição de grandes casos criminais, como o do maníaco Chico Picadinho. Na Record, comandava o policialesco Cidade Alerta desde 2012. Antes, esteve à frente do quadro A Grande Reportagem, do Domingo Espetacular.

 

--------------------------------------------

 

Harry Dean Stanton, que apareceu em dezenas de filmes entre os quais  “Repo Man - A Onda Punk”, “Rebeldia Indomável” e “Paris, Texas”, além da sequência da série de televisão “Twin Peaks”, faleceu  nesta sexta-feira,15, aos 91 anos, disse seu agente. O ator morreu pacificamente no hospital Cedars Sinai em Los Angeles, afirmou o agente John Kelly em um comunicado.

 

Em uma carreira de 60 anos, Stanton trabalhou com alguns dos diretores mais notáveis de Hollywood, incluindo Frances Ford Coppola (“O Poderoso Chefão 2” e “O Fundo do Coração”); Sam Peckinpah (“Pat Garrett & Billy the Kid”); Martin Scorsese (“A Última Tentação de Cristo”); David Lynch (“Coração Selvagem”, “História Real” e “Império dos Sonhos”) e Ridley Scott (“Alien”).

 

“Ele é um desses atores que sabe que seu rosto é a história”, comenbtou o amigo ator, diretor de cinema e dramaturgo Sam Shepard, dramaturgo com quem Dean atuou no documentário  2012 “Harry Dean Stanton: Part Fiction”. O dramaturdo Sam Shepard faleceu em julho deste ano aos 73 anos.

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:24  comentar

As temperaturas mais altas e a falta de chuva fizeram baixar a umidade relativa do ar. As consequência do chamado tempo seco para a saúde vai desde ardência e irritação nos olhos e garganta, tosse seca ou “cheia” e boca seca, podendo ser evoluir para casos mais graves em pessoas que já tenham alguma doença crônica, como asma, causando crises de tosse e o agravamento da doença. 

 

Durante este período também é comum o aumento da circulação de vírus respiratórios que podem causar coriza, tosse e febre por tempo variável, tendo, em alguns casos, complicações como crises de chiado, pneumonias e, em situações extremas, insuficiência respiratória com necessidade de internação hospitalar.

 

“Para aliviar os sintomas é necessário beber bastante líquido, lavar o nariz e os olhos com soro fisiológico, evitar exercícios físicos ao ar livre, principalmente entre 10h e 17h nos dias com baixa umidade do ar e evitar lugares fechados e de grande aglomeração”, recomenda o pneumologista Fábio Muchão, do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) “Dr. Luiz Roberto Barradas Barata”l.

 

Para evitar ou minimizar a ocorrência de problemas de saúde, a Secretaria da Saúde indica alguns cuidados importantes:

 

– Ingerir bastante líquido (a não ser em caso de alguma restrição);

– Não faça exercícios físicos ao ar livre entre as 10h e 17h quando a umidade do ar estiver baixa;

– Deixe um recipiente com água ou um pano molhado no quarto antes de dormir;

– Não use o umidificador elétrico por muitas horas seguidas. O ambiente pode ficar muito úmido e causar mofo e bolor;

– Lave as narinas com soro fisiológico e/ou faça inalações com o mesmo produto;

– Mantenha os ambientes arejados e livres de tabaco e poeira;

– Evite frequentar lugares fechados em que haja grande concentração de pessoas ou procure ventilar ao máximo os ambientes fechados. (Direto Sala Imprensa gov SP). 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:22  comentar

Setembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
16

17
19
20
22
23

24
25
27
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds