Revelando, imortalizando histórias e talentos
21.11.17

 

Alerta da Secretaria de Estado da Saúde, SP, afirma que consumir uma rodada no cachimbo é equivalente a fumar 100 cigarros

 

O narguilé, também conhecido como cachimbo d’água, uma tradição árabe, virou moda entre os jovens e adultos brasileiros. Mas assim como o cigarro, também oferece riscos para a saúde. A Secretaria da Saúde alerta que, além da dependência, o narguilé pode causar câncer, doenças cardiovasculares e doenças precoces.

 

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), os tabacos usados no cachimbo, que têm diversas essências, apresentam quatro vezes mais nicotina, 11 vezes mais monóxido de carbono e 100 vezes mais alcatrão do que o cigarro comum. Além disso, consumir uma rodada no cachimbo equivale a fumar 100 cigarros.

 

O carvão usado para acender o narguilé também é inalado e é prejudicial à saúde. Outro fator de risco é a transmissão de doenças contagiosas já que as piteiras por onde se fuma são compartilhadas por várias pessoas ao mesmo tempo, o que leva a um alto risco de herpes labial e até doenças mais graves, como tuberculose e hepatite C.

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:24  comentar

 


O Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) apresenta na segunda-feira (20), às 19h, a exposição Todas as pontas do Lápis, em homenagem ao cantor e compositor paranaense Palminor Rodrigues Ferreira (1943-1978), o Lápis. 

 

Na data da abertura e em 30 de novembro haverá pocket show com artistas locais apresentando as canções do repertório do sambista. A mostra integra o Mês da Consciência Negra da Secretaria de Estado da Cultura e permanece até 18 de fevereiro de 2018. A entrada é gratuita. 

 

A exposição ocupará todas as salas do museu e contará a trajetória de vida e obra do compositor paranaense. Estarão expostos o violão do artista, objetos de uso pessoal, discos, partituras e manuscritos de suas canções. Haverá também uma projeção em vídeo com depoimentos de amigos, parentes e parceiros, além de um ambiente interativo com o cenário de um bar, local preferido e que serviu de grande inspiração para o sambista.

 

O ARTISTA - Palminor Rodrigues Ferreira nasceu em Curitiba em 5 de outubro de 1943, caçula de 21 irmãos. Sempre gostou de cantar e aos 11 anos já tocava pandeiro na Rádio Marumbi. Aos 18 anos compôs seu primeiro sucesso: “Vestido Branco”.

 

Morou alguns anos no Rio de Janeiro onde desenvolveu trabalhos em parceria com grandes nomes, como Eliana Pittman. Também se tornou conhecido por suas apresentações em festivais de música e programas de TV. Retornou a Curitiba em 1974, dando continuidade a sua carreira. Morreu quatro anos depois devido a um problema cardíaco congênito.

 

Serviço

 

Abertura da exposição Todas as Pontas do Lápis

20 de novembro de 2017, às 19h

Período expositivo: até 18 de fevereiro de 2018

Entrada gratuita

Museu da Imagem e do Som do Paraná

Rua Barão do Rio Branco, 395 – Centro - Curitiba

Visitação: terça a sexta-feira, das 9h às 17h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:22  comentar

Novembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
17
18

19
20
23
24

26


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds