Revelando, imortalizando histórias e talentos
23.5.06
 

Um dos mais conceituados infectologista do País, Drauzio Varella fala sobre um problema que afeta muitas pessoas, o enfisema, "causado por alguns fatores raros à hereditariedade e que pode atingir mesmo quem não é fumante". Se for casado e contrair a doença não tente fazer sexo, aconselha o médico.


 

 

 

 

 

FM - O que é enfisema?

Drauzio Varella- O enfisema é uma irritação respiratória crônica, de lenta evolução, quase sempre causada pelo fumo, embora outros agentes (poeira, poluentes, vapores químicos) também possam provocá-lo. No enfisema, os alvéolos transformam-se em grandes sacos cheios de ar que dificultam o contato do ar com o sangue, uma vez que foi destruído o tecido por onde passavam os vasos.

FM - Enfisema é hereditário ou dá só em fumante?

Drauzio Varella
- Alguns fatores hereditários também podem contribuir para o aparecimento do enfisema.
Relativamente rara, a deficiência congênita de uma enzima protetora dos pulmões pode indicar maior predisposição para desenvolver a doença mesmo em não-fumantes. Nesse caso, ela se manifesta em pessoas mais jovens e sua evolução é mais rápida.

FM - Quais são os sinais do enfisema
 

 


Drauzio Varella

- Respiração ofegante com chiado, tosse, sensação de sufoco são sintomas do enfisema, mas o pior deles é a falta de ar que se agrava à medida que a doença se agrava. Os pulmões se tornam menos eficientes e o peito adquire uma forma cilíndrica característica da doença.

FM - O enfisema é fatal?

Drauzio Varella- No enfisema, os alvéolos ficam comprometidos e perdem a capacidade de fornecer oxigênio ao sangue e dele retirar o dióxido de carbono. Alvéolos saudáveis são minúsculos, numerosos, esponjosos e elásticos. No enfisema, são maiores, menos numerosos e comparativamente mais rígidos. Nos estágios avançados da doença, a pessoa fica impossibilitada de executar até mesmo atividades físicas insignificantes e pode necessitar de oxigênio suplementar. Nesses casos, o enfisema pode ser fatal.

FM- Então, o que fazer?

Drauzio Varella- Se você fuma, abandone o vício. A suspensão do fumo impede a progressão da doença, porém não reverte o processo. Os danos aos alvéolos são permanentes e os sintomas do enfisema permanecem. Novos tratamentos que buscam minimizar seus efeitos vêm sendo testados com sucesso.

FM - Existem outras recomendações?

Drauzio Varella


Sim. Execute as tarefas enquanto estiver expirando, adote o critério de respirar com os lábios contraídos (posição de assobio), deixando apenas uma passagem pequena para o ar. Inale pelo nariz. Expire vagarosamente e com firmeza; pare e descanse assim que sentir falta de ar. Planeje seus afazeres. Defina o meio mais eficiente e sempre que possível, use roupas folgadas, fáceis de vestir e de despir. Se você estiver acima de seu peso, emagreça. O esforço para suportar o peso excedente é grande e desnecessário. Coma alimentos com pouca gordura e muita fibra. Nas relações sexuais aprenda a valorizar as atitudes preliminares: conversar, tocar, beijar e afagar. Planeje sua atividade sexual para os dias que estiver com mais energia. Não tente fazer sexo quando estiver cansado.

 

 

 

[Francisco Martins =  Reportagem publicada na revista Sinal Verde, São Paulo] [Não pode ser reproduzida sem prévia autorização ]

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 17:59 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Maio 2006
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
20

21

28
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds