Revelando, imortalizando histórias e talentos
23.12.08
 História viva na dramaturgia brasileira ela participou da primeira novela diária do País além de ter sido uma das Certinhas do Lalau.

Sua carreira teve início no teatro de revista atuando como uma das Certinhas do Lalau, na década de 60, revista musical de Stanislaw Ponte Preta. Já na televisão ela estreou na TV Excelsior, atuando em novelas e programas humorísticos. Obteve grande destaque no humorístico “A Cidade se Diverte” de 1963, onde formava uma dupla caipira com Rogério Cardoso. No mesmo ano, atuou na primeira novela diária, 2-5499 Ocupado [1963] de autoria de Dulce Santucci, com direção Geral de Tito di Miglio e tinha no elenco atores e atrizes que se tornariam referencias na teledramaturgia como a própria Célia Coutinho, Dinah Ribeiro, Glória Menezes, Lídia Costa, Lolita Rodrigues, Maria Aparecida Alves, Neuza Amaral e Tarcísio Meira..

Viria a trabalhar na primeira versão de Selva de Pedra [1971], ao lado de Francisco Cuoco e Regina Duarte. Obteria papéis de destaques também nas novelas ‘A Outra Face de Anita’ [1964], Tilim [1970], Editora Mayo, Bom Dia [1971], Pingo de Gente [1971], As Divinas e Maravilhosas [1973], Cara a Cara [1979] e ‘Meus Filhos, Minha Vida’ [1984], "Amor Sem Deus" (1968); "A Pequena Karen" (1966); "A Ilha dos Sonhos Perdidos" (1965); "Vidas Cruzadas" (1965); "Onde Nasce a Ilusão" (1965); "Isabella" (1964); "Um Dia... Talvez" (1963); "Conflito" (1963).

No cinema sua estréia aconteceu em Dona Violante Miranda [1960] onde fez um pequeno papel. Viria a trabalhar em vários filmes com destaques para ‘Cada Um Dá o que Tem’[1975], ‘Pecado Horizontal [1982], ‘Tudo na Cama [1983] e Meu Homem, Meu Amante [1984], Made in Brazil [1985]; Vadias Pelo Prazer [1982]; Brisas do Amor [1982]; [1982]; Motel, Refúgio do Amor [1980].

A atriz que foi casada com o ator Jonas Mello, na década de 80, já sem campo para desempenhar sua profissão, então, criou uma agência de modelos e atores, onde oferecia aos profissionais da área artística a chance de ficarem atualizados na profissão com cursos e workshops etc. O escritório localizava-se na Avenida Rui Barbosa Bela Vista, São Paulo. Em 1992, quando do último contato com Célia Coutinho, após uma viagem para São Vicente, na Praia do Itararé, onde comentou-se muito sobre sua carreira e algumas de suas personagens marcantes.

 

 

 

 

Ela auto-intitulava-se "a melhor mulher do Brasil". Inventou moda e seduziu galãs como Wagner Montes e Deny Cavalcanti.


Zélia Martins nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 30 de junho de 1947. Sua carreira começou como vedete e tornou-se atriz, atuando no cinema e teatro, a também como jurada de televisão, e como radialista, também. Na televisão atuou em programas humorísticos e como jurada de programas de calouros musicais, Chacrinha, por exemplo. Na TV cultura de São Paulo participou de "O Coronel e o Lobisomem" em 1982. Mas foi no cinema onde ela mais trabalhou. Seu primeiro filme foi A Espiã Que Entrou em Fria (1967), e dez anos depois faria dois longa metragem Será Que Ela Agüenta? e Escola Penal de Meninas Violentadas, ambos em 1977. Zélia Martins se mantinha no topo e cada vez mais produtores cinematográficos a chamavam para estrelar suas películas ao lado de galãs [na época] como Wagner Montes.

 

 

Em 1978 ela fez vários filmes: A Força do Sexo, Fugitivas Insaciáveis, Os Galhos do Casamento, Pecado Sem Nome e A Praia do Pecado. Apaixonada pelas atividades radiofônicas, no ano de 1979 ela filmaria somente ‘Eu Compro Essa Virgem’ , e em 1980 faria um clássico do imaginário musical brasileiro, Cabocla Tereza. Uma sua frase ficou famosa ao participar de programas de calouros e suas críticas não agradavam as mulheres presentes no auditório ‘reclamava’ e ela se saia com " Calem a boca suas gralhas". Zélia deixou muitos seguidores órfãos quando resolveu abandonar a carreira artística. Ninguém sabe por onde anda desde que abandonou sua bem sucedida carreira. [fm]

 

 

 

 

LOCALIZADA Zélia Martins na Europa

 

Portugal - 20/01/2010 - Zélia Martins, uma das mais atuantes comunicadora e triz entre s anos 60e 80, que abandonou o cinema, TV e rádio há quase uma década acaba de ter seu paradeiro localizado por Formas&Meios. Um momento, Zélia não cometeu nenhum crime não.
 
 É que a revista eletrônca tem uma editoria denominada "Procurando Tú", onde tenta levar aos leitores o paradeiro de pessoas conhecidas que, de algum modo, seja por descaso ou vontade própria deixou de frequentar a media.
 
  
A atriz brasileira, Zélia Martins, encontra-se muito bem casada e morando na Europa. Respeitando a solicitação, não informaremos em qual país ela mora, mas que ela está muito bem isso pode acreditar. Com a mulher nota 10, nota mil não poderia ser diferente. {Foto: Maurício Cardim}

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 21:17 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
19

21
22
24
25
27

28
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds