Revelando, imortalizando histórias e talentos
25.3.09

O músico tinha sua saúde fragilizada e vivia sempre doente. Viveu e compôs freneticamente peças românticas e muitos consideram sua música como um dos pilares além de inovar com baladas, noturno. 2010 comemoram-se os 200 anos de nascimento do introdutor do romântismo.

 

Frédéric Chopin {Fryderyk Franciszek Chopin ou Szopen nome polaco}nasceu na aldeia de Żelazowa Wola, ducado de Varsóvia, em 1 de março de 1810. Chopin foi um pianista polaco e compositor para piano da era romântica. É amplamente conhecido como um dos maiores compositores para piano e um dos pianistas mais importantes da história. Sua técnica refinada e sua elaboração harmônica vêm sendo comparadas historicamente com as de outros gênios da música, como Mozart e Beethoven, assim como sua duradoura influência na música até os dias de hoje.

Filho de mãe polonesa e pai francês-expatriado.Em sua terra natal foi aclamado em sua como uma criança prodígio. Aos vinte anos Chopin deixaria a Polônia para sempre. Fez carreira em Paris como compositor, intérprete e professor. Para melhor sonoridade, ele adotou a versão francesa dada a seus nomes, Frédéric-François. Entre 1837 a 1847 estabeleceu uma relação turbulenta com a escritora francesa George Sand {Amantine Aurore Lucile Dupin}. Chopin incluiu o piano de forma a assumir um papel predominantemente como um instrumento solo. Tanto que suas composições são amplamente consideradas como repertório essencial para este instrumento. Ora ele enfatiza mais a nuança expressiva do virtuosismo, e na maioria das vezes, sua música é tecnicamente exigente.

O músico inovou com novas formas musicais, como baladaHYPERLINK \l "cite_note-scholesballade-5"; introduziu significantes inovações nas formas existentes, como a valsa, o piano sonata; o
noturno, o estudo, o improviso e o prelúdio. Alguns estudiosos citam suas obras como principais pilares do romantismo na música erudita do século XIX. Mostrou-se totalmente nacionalista ao mesclar sua música com elementos eslavos. Até os dias atuais suas polonesas e as mazurcas são fundamentais para a música clássica nacional polonesa.

Em 1835, Chopin organizou um encontro de sua família em
Karlsbad. Lá ele conheceu o Conde Franz von Thun-Hohenstein, cujas filhas Chopin havia ensinado em Paris. O conde convidou Chopin e seus pais para ficarem em seu castelo familiar no Elba, Decin. Depois os pais de Chopin voltaram a Varsóvia; ele nunca os veria novamente. Voltou a Paris passando por Dresden, onde permaneceu algumas semanas, e, depois, por Leipzig, onde se encontrou com Mendelssohn, Schurmann e Clara Wieck. Na viagem de volta, ele teve um ataque brônquico tão grave que alguns jornais poloneses informaram que ele havia morrido. Em 1836 Chopin tornou-se noivo de uma jovem polonesa de dezessete anos, Maria Wodzińska, cuja mãe insistiu para que o compromisso fosse mantido em segredo. No ano seguinte, o noivado foi cancelado por sua família. O músico HYPERLINK \l "cite_note-n faleceu em Paris dia 17 de Outubro de 1849, aos 39 anos.[Formas&Meios / http://www.wikpedia.org/ }

Igreja comemora 200 anos

Os sinos que anunciaram acontecimentos religiosos, sociais, políticos e atas da Câmara Municipal encontram-se quebrados e não repicaram por enquanto.
 

Localizada no centro da capital paulistana a igreja Nossa Senhora da Conceição de Santa Ifigênia foi fundada em 21 de abril de 1809, originária de uma capela que existia desde 1.720, e consta que, a primeira missa rezada na Irmandade de Santa Ifigênia e Santo Elesbão data de 1.795. Toda a nave central da igreja foi feita pelo artista italiano Gino Catani. A basílica tem três afrescos de Benedito Calixto, três pinturas do francês Henri Bernard e dois púlpitos importados da França, vitrais vindo de Veneza, Itália, e um órgão confeccionado na Alemanha, com 3.250 tubos e quatro sinos cuja origem não fora identificada. A construção em estilo neorromântico, uma imitação do gótico, passou a receber essa riqueza em 1.912, e o templo margeava o lado esquerdo do Vale do Anhangabaú antes da verticalização da cidade.

Muitas são as histórias referentes à igreja de Santa Ifigênia. Por exemplo quando ainda 'cheirava' novinha tropas federais invadiram-na e bombardearam os paulistas que estavam entrincheirados em seus altares, isso na Revolução de 1924, até hoje as marcas das balas se encontram nas paredes do lado da Rua da Conceição, atual Avenida Cásper Líbero. De 1.930 à 1.954, foi catedral enquanto a Sé era construída. Ao lado da devoção à padroeira também tem adoração ao Santíssimo Sacramento, exposto no altar. A basílica faz trabalho pastoral voltado ao povo como o espaço movimento de autoajuda, para os sem-teto e moradores de rua.

O restauro

A reforma inclui os altares, demolição de anexos feitos indevidamente nos anos 1950, fruto da invasão de terrenos da igreja por dois hotéis. A reforma do templo que deu origem ao viaduto Santa Ifigênia [construído na mesma época] e a Rua Santa Ifigênia aguarda a boa vontade dos fiéis e dos comerciantes locais para concretizar o restauro. Um processo com solicitação da Lei Rouanet aguarda resposta e o orçamento é de R$ 16 milhões. Enquanto não vem a verba federal a basílica apela para os donativos, principalmente, na festa da santa que acontece em 22 de setembro, quando comemorará os 200 anos com a presença do arcebispo d. Odilo Scherer.
Para as festividades estão programadas atrações como o Coral Santa Marcelina que se apresentará dia 1* de setembro, lavagem da igreja, dia 12; uma celebração com prece à santa com barraquinhas a partir do dia 14/09.

Para ajudar a paróquia:
Banco Real, agência 0088- c/c 201.2825-5
 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 14:17  comentar

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

15
16
18
20

22
23
24
26
27
28

29
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO