Revelando, imortalizando histórias e talentos
23.4.09

Vencida pelo cansaço  

Atriz Mia Farrow é vencida pelo cansaço mas bilionário britânico assume greve.

Nova Iorque,11/05 [AgênciaFM] Muito enfraquecida devido uma greve de fome que durou quase duas semanas, ela informou na sexta-feira,8, que o britânico Richard Branson dará sequencia ao protesto iniciado por ele em solidariedade o povo de Darfur, no Sudão. "a atriz ficou muito fragilizada nos últimos dias" disse um porta-voz de Mia Farrow. O médico particular da atriz pediu que ela ponha fim ao jejum de alimentos sólidos, que que teve início há 12 dias.

O bilionário Branson seguirá o pedido da atriz que é assumir o jejum, segundo comunicado da Assessoria da atriz. O protesto de Bronson deve durar por três dias. Tanto a atriz quanto o milionário protestam pela volta da assistência internacional ao povo de Darfur além de proteção para que vivam em paz.

Mia Farrow,foi nomeada embaixadora da boa-vontade da Unicef, em 2002 , desde então vem fazendo campanha para a conscientização e levantamento de fundos para crianças que vivem em zonas de conflito como Darfur, a República Democrática do Congo, Haiti, Chade e Nigéria.

 

Perfil

 

Mia Farrow, nome artístico de Maria de Lourdes Villiers Farrow (Los Angeles, 9 de fevereiro de 1945) é uma atriz norte-americana.Foi casada com Woody Allen e atuou em vários de seus filmes. Antes foi casada com Frank Sinatra. Ficou conhecida por sua interpretação em O  Bebê de Rosemary, em 1968.Depois participou em:

2007 - The Ex (br: O ex-namorado da minha mulher)


2006 - Fast Track (pt: Fast Track)
2006 - Arthur et les minimoys [br: Arthur e os minimoys / pt: Artur e os minimeus.

 

Indicações

 

Quatro indicações ao Globo de Ouro na categoria de melhor atriz - comédia / musical, por John and Mary (1969), Broadway Danny Rose (1984), A Rosa Púrpura do Cairo (1985) e Simplesmente Alice (1990).
2006 - The Omen [br: A profecia /pt O génio do mal]

 

Menezes Comunicação informa: Virada Cultural no Museu da Casa Brasileira

 
Virada Cultural no Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição vinculada à Secretaria de Estado da Cultura
 
2 de maio – Sábado 18h às 19h – Monitoria especial sem necessidade de agendar, monitores fazem o acompanhamento da exposição “Santos=Dumont designer” 18h às 23h – Monitoria especial. Sem necessidade de agendar, monitores fazem o acompanhamento para visitação das exposições “Coleção Museu da Casa Brasileira” e “Você Está Aqui” 20h às 23h – Baile com a Banda Glória Composições primorosas da música popular brasileira são recuperadas e apresentadas de forma refinada e vibrante pela Banda Glória.
 

Os ritmos incluem chorinhos, xotes, foxes, marchinhas, baiões e maxixes. 20h às 23h - Jantar no MCB Nesta noite, o restaurante Quinta do Museu, que prepara pratos como moqueca capixaba e barreado paranaense, estará excepcionalmente aberto para o jantar.

Reservas tel. 3031-0005 http://www.quintadomuseu.com.br/

 

3 de maio – Domingo 11h – Orquestra Teatro Lírico de Equipe faz concerto no MCB Com o maestro Marcus Carvalho na regência, a Orquestra Teatro Lírico de Equipe fará um concerto com repertório sinfônico e lírico de compositores como Mozart, Telemann, Mussorgsky, Verdi e Von Suppè. Com 35 integrantes, a orquestra já se apresentou no Theatro São Pedro, no Memorial da América Latina e na Casa das Rosas.


O maestro Marcus Carvalho fará breves comentários sobre as peças e Fabiana Lemos Conforto (flauta) será solista na peça de Telemann. 12h às 15h - Almoço no MuseuAlmoçar divisando no horizonte um amplo e bem cuidado jardim é um dos pontos agradáveis do restaurante Quinta do Museu. A cozinha prepara pratos brasileiros como moqueca capixaba, barreado paranaense e lombinho mineiro, além de variações de carnes e peixes cozidos em papel alumínio.

 

Reservas tel. 11 3031-0005 http://www.quintadomuseu.com.br/

 

8h às 18h - Monitoria especial Sem necessidade de agendar, monitores fazem o acompanhamento das seguintes exposições “Santos=Dumont designer”, em seu último dia de exibição no MCB; “Coleção Museu da Casa Brasileira” e “Você Está Aqui” [Foto: site do MCB ]

 

Serviço


Museu da Casa Brasileira

Av. Faria Lima, 2705 Tel. 11 3032-3727 Jardim Paulistano SP Tel: 3032-3727 http://www.mcb.sp.gov.br/

Obs.: Toda a programação do MCB na Virada Cultural é gratuita, com exceção do restaurante.Estacionamento: R$ 12,00

 

Informações para a imprensa:

 

Contato: Letânia Menezes/Silvana Santana/Luisa Riekes menezescom@uol.com.br Luisa Riekes Menezes ComunicaçãoAv. Pedroso de Moraes, 631 cj 9305419-000 - São Paulo - SPtels. 11 3815-0381 / 1243- luisa.menezescom@uol.com.br

 
Morre o fotógrafo Stupakoff
 
O paulistano teve seu trabalho notado em São Paulo em 1958, por realizar fotografia profissional de moda.


Morre pioneiro da fotografia de moda no País, Otto Stupakoff, aos 73 anos. Ele foi encontrado morto pelos funcionários de um flat onde morava, no Itaim Bibi, zona sul de São Paulo, na manhã do dia 22 de abril. A família acredita que o fotógrafo morreu vitimado por ataque cardíaco.Stupakoff acabara de receber uma retrospectiva no Rio de Janeiro, com 65 fotos de personalidades como as atrizes Sophia Loren, Sharon Tate,Tom Jobim e Jenniffer Connelly entre outras.
Em 1965 foi contratado por uma das melhores revistas de moda, a Harpper's Bazaar, EUA. Também nos Estados Unidos, especificamente em Nova Iorque, o Museu de Arte Moderna [MoMA], mantém em seu acervo 40 fotos permanentes do fotógrafo, que morou nos EUA até 2002, e retornou ao Brasil em 2004, indo morar no Rio de Janeiro, e em 2005 retornou para capital paulista, onde nascera.

Sua retomada à fotografia deu-se divido aos fotógrafos Bob Wolfenson e Fernando Laszlo que o ajudaram a organizar exposições com o vasto acervo e até um livro retrospectiva de 2006. Sua vida foi dedicada a fotografia de moda, mas em 1994 Stupakoff viajou ao Camboja, e lá realizou um trabalho mais voltado para área social. Rebelde e gênio forte, deixou o Brasil entre 1950 e 60, ao retornar encontrou um País muito diferente do que havia deixado entre 50 e 60. É uma grande perda, de qualquer forma está imortalizado por seu estilo fotográfico de moda. [MEDUSA por Otto Stupakoff]
 

TIM WEB é golpe no consumidor: Não funciona 

Entre alguns dos golpes das Teles, o da operadora TIM é bem elaborado, e tudo isso com a conivência da Anatel, Poderes Públicos estadual e federal e do Ministério das Comunicações. Vender aquilo que não se pode entregar é crime tipificado no CP; 171, deveria ser o slogan da TIM.
 

A empresa de telecomunicação está vendendo um serviço que não tem para entregar, a internet pré-paga. A propaganda não sai do papel e da ficção montada pelo marketing daTIM. Segundo a empresa a internet pré-paga funciona em quase todo o País. Não foi o que constatou a reportagem de Formas&Meios que, recebeu muitos encaminhamentos de e-mail com queixas sobre o não funcionamento do pacote Tim Web Banda Larga. Em 20 de abril a direção de F&M dirigiu-se à três lojas comprou, à vista, três Minimodem USB HSDPA E 160 da empresa parceira da TIM, a Huawei. Contratou-se três Pacotes Dia com 250 MB's [R$ 10,00 cada pacote] para serem utilizados na Avenida Penha de França, zona leste [que abrangeria outros bairros], Alameda Joaquim Eugênio de Lima, Jardim Paulista [ segundo informação com cobertura em mais 16 bairros da zona sul] e em Santo André, grande ABC [com cobertura no centro e nos bairros Assunção, Estado, Jardim e Bela Vista]. A instalação de cada modem foi feita de acordo com a característica auto-instalável do fabricante. Todos os procedimentos exigidos pela operadora TIM como cadastrar o chip, informar sobre contratação do pacote fazer uma ligação tarifada de pelo menos 00,4 centavos para ativar o chip foram cumpridas, os créditos foram colocados nas franquias da TIM, MCS [mobile cellular service], Avenida Paulista, Shopping Penha, Av. Dr. João Ribeiro e na Rua Quintino Bocaiúva, Sé, região central de São Paulo.

Acessar ?

Antes de efetuar a compra um repórter da F&M pesquisou no site e no 0800 da TIM para ter certeza de que o serviço vendido pela empresa funcionaria. O mesmo foi feito nas lojas durante à compra. Uma vez instalados e cumpridas as exigências para funcionamento do Tim Web pré-pago. Não surpreendeu aos três jornalistas envolvidos na matéria, com função de saber se a empresa disponibilizaria o serviço vendido; se teria setor capacitado para dar suporte técnico ao cliente; quantas ligações seriam necessárias para que o cliente chegasse ao atendente do referido setor; e qual tempo de espera. Na região da Penha, a partir das 15h30 foram realizadas 128 ligações para os telefones: 0800.741.4141 e 0800.741.0041 . Ambos os teem o mesmo menu e os atendentes teem funções específicas: enrolar e compactuar com os supostos crimes cometidos pela TIM. "Senhor eu me chamo tal e com quem estou falando"; "para sua segurança confirme seu CPF e nome completo". Essas interrogações desconexas foram respondidas em 367 ligações que gerou 325 protocolos, a partir do dia 21, segunda-feira, até as 17h26 da quarta-feira, 22/04. As respostas para o não funcionamento foram muitas: 'a TIM pede desculpas pelo transtorno mas está ocorrendo dificuldades nesse região mas logo será resolvido", diziam. Na ligação seguinte outra falácia orientada, premeditada: senhor, não detectamos nenhuma dificuldade na rede. Está perfeita. Na outra linha, o atendente respondia: 'aqui para nós consta que na sua região tem cobertura, mas não saberia lhe dizer porque que o senhor não faz conexão", informava o atendente do setor de TIM web. Respostas evasivas, grosseiras e muitas ligações derrubadas de forma propositada foram muitas, e um relato na íntegra tomaria muito tempo.

O GOLPE DA TIM

O golpe da TIM é o sonho de qualquer golpista: ganhar muito dinheiro sem investir quase nada. São sete os tipos de planos oferecidos pela TIM, que eles os chamam de Pacote Dia que vão de: R10,00 - 15, 20, 25, 35, 50 até R$ 100,00 . Independente do pacote contratado, deverá ser consumido em até 24 horas. Ou seja, se optar por um plano de R$ 10 o cliente terá de consumir durante as 24 horas. Isso não significa que terá internet por 24 horas. Caso tecle por 2h50 seguidas o crédito termina e para fazer o suposto acesso à web pré-paga, é preciso contratar novamente o plano. Tenha ou não acesso à web Tim os créditos [dinheiro] colocados serão surrupiados pela empresa. Ou seja, como ninguém acessa a web TIM, a empresa embolsa a grana sem ter tido nenhuma despesa, pois o serviço vendido, o acesso à internet pré-paga, é cumprido em uma parcela pequena. Apenas 8% da malha informada com cobertura funciona a passos de tartaruga. Ficou muito claro que a TIM não tem rede suficiente; não tem tecnologia e muito menos material humano para por em funcionamento o que alardeia em propagandas de TV, jornais e panfletos. Por fim, é um estelionato sob os bigodes do Poder Judiciário de São Paulo e Federal, do Ministério das Comunicações e da Anatel, que mais parecem parceiros.

TIM: casa de ferreiro espeto é de pau

Em resumo, para se assinar um plano pós-pago a TIM faz as mesmas exigências feitas na hora de se comprar um automóvel da Lamborghini. Exige que lhe seja apresentado comprovante de residência no nome do contratante do serviço; não pode ter o nome negativado nos órgãos de consumidor e a documentação CPF e carteira de identidade originais. Isto é, aquele ditado: quem usa cuida, a TIM leva ao pé da letra. A empresa certifica-se de que o comprador não seja um caloteiro. Mas o que a TIM faz, comete calote aos usuários tanto que é a empresa com maior número de reclamações nos Procon de todos os estados. [ agenciafm@agenciafm.jor.br
 
 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 15:15  comentar

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
16
17
18

19
21
22
24

26
27
28
29
30


NOTÍCIAS RECENTES
EDITORIAS
ARQUIVO
MAIS ACESSADAS
SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds