Revelando, imortalizando histórias e talentos
28.5.09
Acadêmico nato, além de empatia em suas obras ele é dono de soberba técnica. Entre suas influências o renascentismo alemão.  Integrou o grupo Atmã ao lado de Ivani Valenta e Graciela Wakizaka e outros.
 

Entre 1968 e 1970 cursou desenho em técnica grafite e carvão, na Associação Paulista de Belas Artes. De 1973 a 1975 estudou publicidade na Escola Panamericana de Artes: lápis, nankin, gauche e ecoline. Em 2003 participou de exposição coletiva óleo sobre tela no Shopping Jabaquara. 2003 e 2004, ele integrou duas mostras no Shopping Light - centro de São Paulo, tendo boa repercussão no meio das artes plásticas.
 

Em 2004, fez exposição individual óleo sobre tela no Hospital das Clínicas - São Paulo. Humberto já viajou por várias partes da Europa, onde teve a oportunidade de conhecer os principais museus do mundo como o do Vaticano, adqüirindo subsídio cultural para melhor expressar e apurar sua refinada técnica. Visando aproximar sua arte ao povo, o artista pode ser encontrado todos os domingos na feira da liberdade, região central de São Paulo. A visita ao seu stand é a chance de visualizar belas obras como estas: Jesus Cristo e Pietá VIII.
 
Atualmente o artista plástico desenvolve outras funções: de Diretor-geral da Revista Contemporânea http://www.revistacontemporanea.com.br/ , e Vice-presidente da ABAC: http://www.abacdobrasil.org/ {11/3337-2952}. Mantém um site com o perfil dos principais pintores do mundo: http://mestresdapintura.blogspot.com/ .

 

Morre o mestre colorista, Ianelli

Ele era um pintor contemporâneo e sútil; dialogava com novos experimentos e superou os limites do ambiente paulistano.

O artista plástico paulistano morreu aos 86 anos na terça-feira,26/05/09, na capital paulista, por falência múltiplas dos órgãos no Hospital Albert Einstein, zona sul da cidade. O corpo velado na Pinacoteca do Estado e o enterro no será cemitério Gethsêmani, Morumbi.


Arcângelo Ianelli nasceu em 18/07 de 1922, na capital paulistana, e foi um dos mais importantes pintores do Brasil, era filho de italianos. O oriundi teve uma brilhante trajetória, como figura central no início dos anos 1950 com suas abstrações e figuração chegando ao geometrismo nos anos 90. Soube como poucos usar a côr, a luminosidade chegando ao requinte maravilhoso, apesar de ter sido um pintor exclusivamente de ateliê.

Ianelli deu início sua formação pictórica tendo como professores Lathar Charoux, Maria Leontina e Hermelindo Fiaminghi entre outros. Foi um dos fundadores do grupo Guanabaras,1952, ao lado de Wega Nery e Tikashi Fukushima e outros. No grupo, ele retratou paisagens paulistanas com destaque às cores.

No ano de 1964 ganhou passagem para Paris como prêmio do Salão de Arte Moderna do Rio de Janeiro, 12* Salão. No Museu de Arte Moderna de São Paulo, venceu o prêmio denominado "Panorama de Arte Atual Brasileira, além de ter participado de seis edições da Bienal de São Paulo, sendo que na 12* , de 1973, ganhou Sala Especial. Realizou sua primeira exposição individual no exterior somente em 1962, em Lima, Peru. No ano de 1967 montou ateliê em Paris para depois se instalar definitivamente em São Paulo, capital.
 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:47 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
16

18
20
23

25
27



SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds