Revelando, imortalizando histórias e talentos
11.1.10

 

 

 

 Mostra com obras de Picasso e coleção Buehrle


Mostra com obras de Picasso e coleção Buehrle festeja centenário de galeria de Zurique

Para comemorar seu centenário, a galeria Kunsthaus Zurich, onde Picasso fez sua primeira exposição em um museu, no ano de 1932, na programação de centenário vai comemorar com um programa especial em que inclui uma exposição mostrando como os contemporâneos do artista espanhol receberam a obra dele. O programa terá início em 12 de fevereiro onde o público poderá conhecer a mundialmente famosa coleção do industrial Emil Buehrle, e termina com uma exposição comemorativa aos 150o aniversário do nascimento de Carl Moser, arquiteto responsável pelo prédio do museu, em Art Nouveau. No ano de 2009 o museu recebeu 228 mil visitantes, agora quer exibir seus pontos fortes, expondo a arte de vários séculos, desde pinturas dos grandes mestres até filmes à instalações de contemporâneos.
A exposição com a coleção de Buehrle permitirá que o público observe muito rapidamente uma das mais importantes coleções de arte privadas de toda Europa. Em 2015, será transferida para uma ala nova da Kunsthaus projetada pelo célebre arquiteto britânico David Chipperfield. A coleção inclui 180 quadros e esculturas, entre elas belas exemplares de impressionistas do mundo. Vale lembrar que, a coleção fez manchetes em fevereiro de 2008, quando assaltantes mascarados roubaram obras de Degas, Cezanne, Monet e Van Gogh no valor de 160 milhões de dólares, considerado o maior roubo de obras de arte da história da Suíça. Apenas duas das quatro telas foram encontradas.
A origem da coleção Buehrler, que fez sua fortuna com a fábrica Oerlikon de munições e ferramentas, que atuou vendendo armas aos dois lados na 2a. Guerra Mundial, e no final dos anos 1940 devolveu ou recomprou várias obras que tinham sido roubadas de famílias judaicas pelos nazistas. {er gelbe Gürtel: Marie-Thérèse, 1932 Courtesy Nahmad Collection, Switzerland © 2009 ProLitteris, Zürich}
 

MAIS http://www.kunsthaus.ch/de/ausstellungen/vorschau/picasso/?redirect_url=title%3DFinance

 PICASSO> de 15 Oktober 2010 – to 30. Januar 2011

 

 

'We Want Miles'

Paris apresenta a maior exposição sobre Miles Davis. 'Queremos Miles'



A mostra encontra-se na Cidade da Música do Parque de la Villette, em Paris, está sendo considerada como a maior exposição sobre o trompetista americano Miles Davis já realizada.
A exposição reúne partituras originais, instrumentos musicais, fotos, áudios, filmes inéditos, vídeos de shows, documentos e até roupas de um dos maiores nomes do jazz mundial.
We Want Miles "Queremos Miles", {tradução literal}, uma referência sobre o disco homônimo lançado ao vivo em 1981. A exposição também coincide com o aniversário de 60 anos quando da primeira apresentação de do músico na França, na sala de concertos Pleyel.
 

A mostra We Want Miles apresenta a vida, a carreira do músico, a partir da sua infância, East Sant Louis, nos Estados Unidos da América, até ao show em La Villette, em Paris, pouco antes de morrer, no dia 28 de setembro de 1991, aos 65 anos.
A exposição está apresentada de forma cronológica, a primeira parte, a fase mais acústica, com cenografia em preto e branco, onde mostra o início da carreira, sua integração com a vanguarda do jazz, nos anos 40; depois o bebop e os novos os arranjos de sua primeira orquestra chegando até a criação do cool jazz. Já a segunda parte, tem um visual mais alegre, colorido, e mostra a grande sacada e virada do músco a partir de 1968, quando tornou-se uma das grandes estrelas do jazz mundial.
We Want Miles fica em cartaz até o dia 17 de janeiro do ano que vem.
 

 

 

MAIS>  http://www.ngv.vic.gov.au/ronmueck/

Exposição do hiperrealista Ron Mueck

 
Ron Mueck expõe seu trabalho hiperrealista e entre suas quatro obras inéditas da mostra 'Woman with sticks' {Mulher com varas} exibida ao público pela primeira vez {Fotos: Mike Bruce}

MELBOURNE - AUSTRÁLIA - Radicado em Londres, Inglaterra, o australiano Mueck apresenta exposição em sua terra natal, Austrália, e traz quatro obras inéditas do artista considerado o maior expoente do hiperrealismo da atualidade. O impressionismo preciso de suas esculturas de pessoas deram fama a Ron Mueck, que retrata em suas obras pessoas conhecidas do artista. Em cartaz na Galeria Nacional de Victoria, em Melbourne, o público pode apreciar as imagens solitárias, emoção intensa e retratos psicológicos.

A mostra apresenta 12 obras, sendo que, quatro são trabalhos que nunca tinha sido mostrada ao público. Porém, existem outros destaques da mostra como “Dead dad “ {Pai morto}. A escultura do corpo do pai do artista reduzida a dois terços do tamanho original. Nessa obra, Mueck, utilizou-se do próprio cabelo para finalizar a obra.

Nascido em Melbourne, Austrália, antes de iniciar na escultura, costumava criar fantoches. Em 1997, foi descoberto pelo marketeiro britânico, Charles Saatchi, então, passou a se dedicar à escultura. Ron Mueck participou da Bienal de Veneza de 2001, e atraiu a atenção mundial com uma escultura de 4,9 metros “Boy”, criada em 1999. A partir daí, seu nome é um dos mais lembrados quando o assunto é arte contemporânea. Esta é a maior exposição já realizada sobre Mueck.

A exposição fica em cartaz até 18 de abril de 2010, na Galeria Nacional de Victoria, em Melbourne, Austrália.
 
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 13:50  comentar

Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
21
22

24
25
26
27
30

31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO