Revelando, imortalizando histórias e talentos
24.6.10

Ricardo Guilherme comemora 40 anos de carreira com Bravíssimo, em temporada gratuita, em S.Paulo

 

 

 

Ator dotado de grande flexibilidade interpretativa

(Clóvis Garcia, crítico, O Estado de São Paulo - São Paulo/SP, 1982)

 

Como ator, Ricardo Guilherme mostra que tem recursos de ator muito diversificados. Ele tem uma garra interpretativa digna de todo o respeito

(Yan Michalski, crítico teatral – Rio de Janeiro/RJ, 1982)


 

 

 

Estreia em 1º de julho de 2010, na Caixa Cultural Sé, com entrada franca, o espetáculo “BRAVÍSSIMO”, que tem como base as crônicas de Nelson Rodrigues, publicadas entre 1950 e 1970, nas quais o escritor analisa arquétipos de identidade do povo brasileiro. O projeto foi um dos selecionados pelo edital de Ocupação dos Espaços da Caixa Cultural para o ano de 2010.

 

A concepção cênica configura o discurso rodrigueano em duas personagens emblemáticas com suas respectivas visões opostas de perceber o Brasil: “a grã-fina das narinas de cadáver” e “a vizinha gorda e cheia de varizes”. A primeira representa aqueles que menosprezam o Brasil; já a segunda, os que acreditam na transfiguração do país.

 

"Bravíssimo" estreou em fevereiro de 2000, em Fortaleza (CE). Ricardo Guilherme já circulou com outros espetáculos por diversas cidades brasileiras: Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Maceió, Curitiba, entre outras. No exterior, apresentou-se em: Paris (França); Roma (Itália); Lisboa (Portugal); Madri (Espanha); Koln (Alemanha); Havana (Cuba); San José (Costa Rica); e Luanda (Angola).

 

“BRAVÍSSIMO” tem texto, direção e atuação de Ricardo Guilherme, ator, diretor e dramaturgo nascido em Fortaleza (Ceará).  Realizou mais de cem espetáculos em quase quarenta anos de atividade no Brasil e no exterior. Destacam-se: a ópera “Bis” (peça baseada na obra de Nelson Rodrigues) e “A Divina Comédia de Dante e Moacir” (ambas dirigidas por ele e encenadas no Sesc Ipiranga, em São Paulo), além de “Valsa Nº 6” (1990); “Sargento Getúlio” (1991); “Flor de Obsessão” (1993); e a “A Cantora Careca” (1994).

 

Ficha Técnica:

Atuação, Direção e Dramaturgia: Ricardo Guilherme a partir de crônicas de Nelson Rodrigues Assistente de Direção: Dryca Lima Iluminação: Cizo de Souza Programação gráfica: Adriana Hitomi Produção Executiva e Montagem: Darihel Souza Assistente de Produção: Jukyara Felipe Coordenação de Produção: Erlon Bispo e Cizo de Souza Realização: Grupo Pesquisa/Teatro Radical (Fortaleza/CE) e CZ Produções

 

Serviço:

Espetáculo Bravíssimo

Datas: de 01 a 11 de julho de 2010

Horário: de quinta-feira a domingo, às 19h

Local: CAIXA Cultural São Paulo - Praça da Sé, 111 – Grande Salão

Entrada: franca (os ingressos poderão ser retirados na bilheteria com uma hora de antecedência)

Capacidade: 100 lugares

Duração: 60 min 

Classificação etária: 14 anos

Informações, agendamento de visitas mediadas e translado (ônibus) para escolas públicas - Tel: (11) 3321-4400

Acesso para pessoas com necessidades especiais

Patrocínio: Caixa Econômica Federal

 

Material de Apoio:

Críticas recebidas

 

Guilherme revela as suas potencialidades vocais com uma gama de recursos cada vez mais rara nos atores brasileiros. (Macksen Luiz, crítico, Jornal do Brasil - Rio de Janeiro/RJ, l982)

 

Guilherme é, sem dúvida, um artista por excelência, um verdadeiro homem de teatro, pelo seu mérito intelectual e, sobretudo pelo significado que tem conseguido imprimir à sua criatividade. (Millôr Fernandes, escritor – Rio de Janeiro/RJ, l985)

 

Poderoso intérprete que põe em ação todos os seus notáveis recursos de ator (Moema Silva, jornalista, O Sete - Lisboa/Portugal, l985)

 

Dificilmente se poderá deixar de aplaudir esse imenso saber que permite a Ricardo Guilherme transformar o seu corpo numa tão bela oficina teatral. Sua criação ficará como referência indispensável ao estudo do trabalho do ator em Portugal (Carlos Porto, crítico teatral, Diário de Lisboa – Lisboa/Portugal, l984)

 

Não há espectador – por mais embrutecido, cínico ou insensível que seja – que não se toque com a carga emocional de Ricardo Guilherme. Seu trabalho é cerebral e instigante (Jaguar, escritor, O Pasquim – Rio de Janeiro/RJ, 1982)

 

Ricardo dá uma lição  admirável de interpretação na qual a sua voz é utilizada com uma gama riquíssima de matizes e a expressão corporal é desenvolvida plenamente  e com uma aparência admirável de ausência de esforço (Carlos Miguel Suarez Radillo, crítico teatral  - Madri/Espanha, 1984)

 

Ricardo é um acontecimento teatral de alto nível (Lia Salvarani, La Reppublica – Roma/Itália, 1984)

 

Ricardo interpreta com extraordinária e impressionante originalidade (Helmut Feldman, brasilianista – Koln/ Alemanha, 1984)

 

Vê-se uma brilhante interpretação de R. Guilherme (Cherif Khaznadar, diretor da Maison des Cultures du Monde Paris/França, 1985)

 

Ricardo Guilherme consegue o prodígio de manter os espectadores pendentes de cada um dos seus gestos e palavras (José Mena Abrantes, crítico, Jornal de Angola - Luanda - 1989)

 

Canal Aberto Assessoria de Imprensa - Marcia Marques

 

Fones: 011 2914 0770/ 3798 9510 - Celular: 011 9126 0425

Site: www.canalaberto.com.br /// Twitter: canalaberto ///

Skype: canal.aberto /// MSN: claramm@hotmail.com

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 21:29 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
18

20
22
23
25

27
28
29


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds