Revelando, imortalizando histórias e talentos
20.12.10



Exposição sobre Rubens Paiva chega à Câmara dos Deputados

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República traz para a Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (16), às 11 horas, a exposição "Não tens epitáfio, pois és bandeira", sobre o desaparecido político Rubens Paiva. A iniciativa faz parte do projeto Direito à Memória e à Verdade e seu objetivo é resgatar a trajetória de vida e a obra do ex-deputado, desaparecido em 1971 durante o regime militar. No mesmo dia será lançado o livro "Segredo de Estado – o desaparecimento de Rubens Paiva", do jornalista e escritor Jason Tércio.

Na avaliação do coordenador geral do projeto Direito à Memória e à Verdade, Gilney Viana, exposições como esta visam preservar a memória histórica dos que resistiram ao regime militar e contribuir para a construção da verdade. "Nesta oportunidade estarão presentes familiares de Rubens Paiva e de outros mortos e desaparecidos políticos que representam a memória viva do período autoritário, cujos depoimentos constituem importantes contribuições para políticas públicas de Direitos Humanos, especialmente para a Comissão da Verdade", afirma Viana.

Rubens Paiva é um dos símbolos dos desaparecidos políticos brasileiros. Ex-deputado federal, empresário, cassado por defender o governo legítimo; pagou com sua vida pela solidariedade aos que eram perseguidos pela ditadura. A exposição, que já passou pelo Rio de Janeiro, traz momentos de sua vida familiar e profissional, assim como momentos na sua batalha pela democracia.
O projeto Direito à Memória e à Verdade teve início em 2006 com a abertura da exposição fotográfica "Direito à Memória e à Verdade - A ditadura no Brasil 1964 - 1985", na Câmara dos Deputados. E agora, neste mesmo local, enfoca a vida e morte de Rubens Paiva, na casa onde um dia ele brilhou. São registros de um passado marcado pela violência e por violações de direitos humanos. Na opinião do coordenador do projeto esta mostra é fundamental para o País construir instrumentos eficazes e garantir que esse passado não se repita nunca mais.

Registro para a história

O livro reconstitui todos os acontecimentos relacionados ao mais controvertido caso de desaparecimento político ocorrido durante o regime militar, há exatamente 40 anos. No dia 20 de janeiro de 1971 agentes da Aeronáutica invadiram a casa do ex-deputado, na Av. Delfim Moreira, Rio de Janeiro, prendendo também, no dia seguinte, sua mulher e uma das filhas.

Os efeitos destes acontecimentos na família, a luta da viúva, Eunice, para encontrar Rubens, a versão oficial da fuga e os bastidores da repressão política da época são intercalados com os principais momentos da vida de Rubens Paiva como político, empresário e pai de família.

Escrito em linguagem literária, mesclando técnicas de romance, biografia, reportagem e crônica, o livro ressalta a dimensão humana do caso, entrelaçada ao contexto político e social do país, trazendo episódios inéditos, como os bastidores do Congresso Nacional antes e durante o golpe militar, o asilo de políticos e jornalistas na embaixada da Iugoslávia (hoje Sérvia), a fuga de Darcy Ribeiro e Waldir Pires de Brasília, graças a ajuda de Rubens.
O livro demorou quatro anos e meio para ser escrito e é todo baseado em minuciosa pesquisa do autor em documentos dos órgãos de segurança e de arquivos particulares, depoimentos orais e inquéritos.

Serviço

Tel (61) 3215-8081 / (61) 3215-8080
Câmara dos Deputados
Lançamento do livro Segredo de Estado – o desaparecimento de Rubens Paiva do jornalista Jason Tércio.
Data: 16 de fevereiro de 2011, 11h e 18h.
Local: Hall da Taquigrafia , Anexo II, – Câmara dos Deputados.
Realização: Câmara dos Deputados.

Alessandra Rios - Assessora de Imprensa
Espaço Cultural Zumbi dos Palmares
E-mail alessandra.rios@camara.gov.br

Arnaldo Vieira de Carvalho e a Faculdade de Medicina: Práticas Médicas em São Paulo 1888/1938, entra em cartaz dia 18.

 

A exposição Arnaldo Vieira de Carvalho e a Faculdade de Medicina: Práticas Médicas em São Paulo 1888/1938 reinaugura o espaço do Museu Histórico "Prof. Carlos da Silva Lacaz" com um duplo significado. De um lado, expressa a justa homenagem à figura do médico que dirigiu a escola entre 1913 e 1920. De outro, assinala as novas bases sobre as quais o Museu Histórico encontra-se reorganizado, em condições de renovar-se em exposições periódicas e oferecer também um vasto material de pesquisa histórica.

Durante sua gestão, Arnaldo Augusto Vieira de Carvalho confrontou-se com as adversidades, os dilemas e os impasses de sua época. Na administração da Faculdade, esteve sob o fogo cruzado dos médicos que buscavam uma posição acadêmica na estrutura em formação e alegavam favoritismo pessoal na composição do corpo docente. A eclosão da Primeira Guerra Mundial reconduziu para a Europa professores que haviam sido contratados para as cadeiras iniciais e as vacâncias acirraram a disputa. No mesmo período, a escola ainda muito jovem teve que se posicionar rapidamente perante a pandemia de gripe que assolou o mundo em 1918, e retardou a formatura da primeira turma, cuja diplomação ocorreu apenas no ano seguinte, em 1919.

Na exposição, é possível acompanhar aspectos da experiência pessoal, familiar, acadêmica e institucional de Arnaldo Vieira de Carvalho. A trajetória do médico se entrelaça à história da cidade de São Paulo. O processo tenso e contraditório de construção da metrópole conduziu também à constituição de uma infra-estrutura de serviços voltados à Saúde, no plano da vacinação, da assistência hospitalar e ambulatorial e do ensino médico, arenas públicas nas quais Arnaldo atuou. Desse legado, resultou a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo como uma de suas obras mais expressivas. Foto: www.santacasa.org
Início da exposição: 18/12/2009
Término da exposição: 29/10/2010
EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 16:39 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
15
18

23
25

27
29
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds