Revelando, imortalizando histórias e talentos
1.3.19

"Gigi" e "My Fair Lady" foram dois dos famosos musicais de Hollywood com os quais ele ganhou estatuetas. 

 

Foi ainda o pai adotivo com Mia Farrow de Soon-Yi, no centro de um escândalo por causa da relação com Woody Allen. André Previn morreu esta quinta-feira,28,  na sua casa em Manhattan, confirmou o seu representante ao jornal New York Times. Tinha 89 anos.

 

Compositor, maestro e pianista americano de origem alemã (a família, de origem judaica, emigrou para os EUA em 1939), esteve 11 anos à frente da Orquestra Sinfônica de Londres (1968-1979), e deixa uma obra com centenas de gravações de música clássica, jazz (colaborando, entre outros com Ella Fitzgerald e Duke Ellington), pelas quais ganhou 10 Grammy e ainda um de carreira, além de música para cinema, em que teve 13 nomeações para os Óscares.

 

Muito do seu trabalho passou pela adaptações de musicais da Broadway e ganhou quatro estatuetas na categoria de Banda Sonora Adaptada (já extinta) por "Gigi" (1958), "Porgy e Bess" (1959),"Irma la Douce" (1963) e "My Fair Lady" (1963).

 

Previn também é a única pessoa na história do Oscar  a ser nomeada três vezes por filmes diferentes no mesmo ano: na cerimônia de 1961, esteve na corrida pela Banda Sonora Adaptada de "A Menina dos Telefones", a Banda Sonora Original de "O Falso Profeta" e ainda a canção "Faraway Part of Town" do "Pepe", co-escrita com a segunda esposa, Dory Previn. (Francisco Martins\sapo.pt). 

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 12:56  comentar


Agosto 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO