Revelando, imortalizando histórias e talentos
18.4.19

A Páscoa pelo mundo: by Francisco Martins \ sapo.pt

 

HUNGRIA: Na Hungria, a tradição popular da Páscoa manda que na Segunda-feira de Páscoa, os homens borrifem a cabeça das mulheres com perfume ou água e em troca recebam um beijo. Antigamente acreditava-se que esse ritual tinha um efeito purificador e curativo.

 

ITÁLIA: Em Florença, a tradição do scoppio del carro, com mais de 300 anos, consiste em encher (e rebentar) uma carroça com fogo de artifício. Para aqueles que assistem ao festival pirotécnico, esta manifestação explosiva representa a paz e renova os desejos de um bom ano. Na localidade de Prizzi, na Sicília, decorre o Abballu de daivuli, em que as pessoas se equipam com roupas vermelhas - como demônios - e com máscaras assustadoras.

 

FINLÂNDIA: Na Finlândia, as crianças vestem-se com trajes de bruxas e saem à rua para suplicar por ovos de chocolate. Em algumas zonas do país escandinavo, várias fogueiras são acesas, no domingo de Páscoa, para afastar as bruxas.

 

GRÉCIA: No sábado de Páscoa, na ilha grega de Corfu, os habitantes atiram panelas e outros objetos de barro pelas janelas. Não existe consenso quanto a esta tradição. Uns dizem que a tradição deriva de Veneza, quando os habitantes da cidade jogavam fora todos os seus objetos indesejados, enquanto outros acreditam que o lançamento das panelas servirá para dar as boas-vindas à primavera.

 

FRANÇA: Na cidade francesa de Haux, é confeccionada uma omelete gigante - com mais de 4000 ovos. Estima-se que esta mega omelete, servida na praça principal da cidade, seja suficiente para alimentar 1000 pessoas. A tradição terá começado quando Napoleão e o seu exército pararam na cidade e o imperador ordenou que os habitantes recolhessem todos os ovos e servissem uma omelete gigante às suas tropas.

 

ESPANHA: Uma das maiores celebrações da Páscoa acontece em Sevilha, onde milhares de pessoas participam nas procissões e onde estátuas barrocas ilustram a história da Páscoa.

 

Já na cidade de Verges, na província de Girona, na Catalunha, a quinta-feira de Páscoa é assinalada com a Dansa de la Mort (Dança da Morte). Na procissão noturna, os participantes vestem-se como esqueletos e carregam um caixão de cinzas.

 

NORUEGA: Ao contrário de outros países, a Páscoa na Noruega não é marcada por vestes estranhas, celebrações nas ruas ou banquetes. Neste país nórdico, é tão comum ler romances policiais que todos os anos as editoras lançam policiais de Páscoa - conhecidos localmente como Paaskekrimmen.

 

INDONÉSIA: Com base ainda nas tradições levadas pelos missionários portugueses, a tradição continua a manter-se firme entre os vários milhões de católicos na Indonésia. Todos os homens querem ter a honra de ser escolhidos para representar Jesus e estar amarrados a uma cruz em vários locais públicos.

 

BULGÁRIA: Na Bulgária, a Páscoa é celebrada com lutas de ovos. Quem conseguir sair desta batalha “oval” com um ovo intacto será declarado vencedor. Outra tradição búlgara é tingir de vermelho os ovos de Páscoa. O primeiro ovo tingido simboliza saúde e boa sorte para a família e deverá ser guardado até à Páscoa seguinte.

 

GUATEMALA: Em Antigua, Guatemala, decorre uma das maiores celebrações de Páscoa, em que a crucificação e a ressurreição de Jesus são assinalados. A procissão decorre da tradição levada pelos missionários espanhóis no século XVI. A cidade inteira participa no evento, acompanhada por milhares de visitantes. (Sapo.pt \ Francisco Martins). 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 23:42  comentar


Agosto 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO