Revelando, imortalizando histórias e talentos
25.2.19

Antigo dançarino da Boadway que dirigiu alguns dos maiores musicais de Hollywood, exemplo “Cantando na Chuva”, “Sete Noivas para Sete Irmãos” e “Um Dia em Nova York” fazem parte de sua filmografia. 

 

Stanley Donen, que ganhou o prêmio honorário do Oscar pelo conjunto da obra em 1998 e impressionou a plateia com uma apresentação imprevista, morreu de ataque cardíaco na quinta-feira (21), em Nova Iorque, segundo o Chicago Tribune, citando um dos seus filhos, Mark Donen.

 

O último dos três filmes co-dirigidos por Donen e Kelly foi “Dançando nas Nuvens” (1955). Outros musicais dirigidos por Donen incluem: “Funny Face” (1957), com Astaire e Audrey Hepburn; “Um Pijama para Dois” (1957), com Doris Day e co-dirigido pela lenda da Broadway, George Abbott; e “Damn Yankees!” (1958), com Tab Hunter, também co-dirigido com Abbott.

 

Donen também teve sucesso com outros gêneros, dirigindo a comédia “Bedazzled” (1967), com Peter Cook e Dudley Moore, o romance “Charada” (1963), com Cary Grant e Audrey Hepburn, e a comédia romântica “Indiscreta” (1958), com Grant e Ingrid Bergman.

 

Musical clássico “Cantando na Chuva” (1952), co-dirigido por Donen ao lado de Kelly, é um clássico de música e dança, considerado pelo Instituto Americano de Cinema, em 2006, como o maior musical já realizado.

 

Outros trabalhos: “Casamento Real”, dois anos depois, foi o primeiro trabalho solo de Donen na direção, com Fred Astaire atuando ao lado de Jane Powell.

 

Donen nasceu em 13 de abril de 1924, Colúmbia, Carolina do Sul, EUA, morreu em  21 de fevereiro de 2019, Manhattan, Nova Iorque, EUA. Ele tinha comno companheira, Elaine May, desde 1999. Também foi casado com Pamela Braden - de 1990 a 1994. 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 13:57  comentar


Agosto 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO