Revelando, imortalizando histórias e talentos
21.12.18

Cinebiografia  traz à tona a história de juíza da Suprema Corte dos EUA Ruth Bader Ginsburg, um tipo de Gilmar mendes de lá. 

Atriz Felicity Jones no papel de Ginsburg

Sete anos atrás, um sobrinho de Ruth Bader Ginsburg pediu que a juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos o ajudasse a escrever um roteiro sobre um de seus primeiros casos em defesa de direitos iguais para homens e mulheres.
Cine biografia escrita com participação direta da juíza, estreia nos cinemas no Natal no filme “Suprema”, protagonizado por Felicity Jones. 


A escolhida para dar vida `Ginsburg, foi a atriz indicada ao Oscar vive uma Ruth jovem, que se divide entre as responsabilidades de mãe de primeira viagem e a tentativa de fazer carreira como advogada nos anos 1960 e 1970.  

 

A magistrada norte-americana

“Para algumas pessoas ela é uma pessoa polêmica”, disse seu sobrinho e roteirista, Daniel Stiepleman. “Para outras pessoas ela é uma super heroina. Para mim, ela é a tia Ruth. Foi essa pessoa que descrevi na tela, com fraquezas, problemas e oportunidades humanas e uma vida doméstica”.

 

“Suprema” conta a história de um caso de discriminação histórico que Ruth defendeu com seu marido e advogado tributário Martin em 1972. O processo envolvia Charles Moritz, que teve uma dedução fiscal de 296 dólares negada por ser um cuidador do sexo masculino. Ruth e seu marido, que morreu em 2010, argumentaram com sucesso que a recusa representava uma discriminação com base no gênero. (AgênciaFM com Agências Internacionais). 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 20:39 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Dezembro 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12

16
18
19
20
22

23
25
26
27

30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds