Revelando, imortalizando histórias e talentos
18.8.18

 


A literatura de cordel pode tornar-se parte do currículo obrigatório das escolas públicas brasileiras. O pleito, que tem apoio do Ministério da Cultura  foi apresentado pela Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC) ao Ministério da Educação (MEC) nesta quinta-feira (16). 

 

No encontro, na sede do MEC, em Brasília, a secretária-executiva do MinC, Claudia Pedrozo, manifestou o apoio do órgão para que o gênero literário seja apresentado e debatido nas salas de aula de todo o país. A secretária também anunciou que o MinC fará investimentos da ordem de R$ 100 mil para digitalização do acervo da ABLC, no Rio de Janeiro, que tem mais de 15 mil cordéis.

 

Patrimônio

 

O pedido da academia acontece em um ano especial para a literatura de cordel no Brasil. Em 2018, ano em que é lembrado o centenário da morte de Leandro Gomes de Barros, pai da literatura de cordel e autor de mil títulos do gênero, o estilo pode se tornar Patrimônio Imaterial do Brasil. 

 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:27  comentar

Agosto 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
15
17

19
20
22
24
25

26
28
29
31


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO