Revelando, imortalizando histórias e talentos
8.9.16

 

Filosofia, sabe-se que filosofia é um processo de busca de conhecimento; palavra grega que significa "amor à sabedoria" cuja tradução consiste no estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à linguagem e à mente.  

 

Também  se encarrega de estudar o pensamento em seu desenvolvimento diacrônico.  Ou seja, a sucessão temporal das ideias filosóficas.  Enquanto ramo da história, ela se ocupa de documentar e preservar os debates filosóficos. Sócrates é o pai da filosofia. Nascido em Atenas entre 470 e 469 a.C. Sócrates viveu o início da fase áurea da democracia ateniense. 


Origem, desenvolvimento e conclusão


Originou-se da inquietação gerada pela curiosidade humana em compreender e questionar os valores e as interpretações comumente aceitas sobre a sua própria realidade. As interpretações comumente aceitas pelo homem constituem inicialmente o embasamento de todo o conhecimento. Essas interpretações foram adquiridas, enriquecidas e repassadas de geração em geração. A partir da Filosofia surge a Ciência, pois o Homem reorganiza as inquietações que assolam o campo das idéias e utiliza-se de experimentos para interagir com a sua própria realidade. 


Assim a partir da inquietação, o homem através de instrumentos e procedimentos equaciona o campo das hipóteses e exercita a razão. A história da filosofia rastreia as várias teorias que buscaram ou buscam algum tipo de compreensão, conhecimento ou sabedoria sobre questões fundamentais, como por exemplo a realidade, o conhecimento, o significado, o valor, o ser e a verdade. 


Racionalidade: Para Aristóteles, por exemplo, o homem é definido como “animal racional”, quer dizer, como um ser vivo  - o ponto em comum com os “outros” animais -, certamente, mas que teria, além disso (sua “diferença específica”), uma característica própria: a capacidade de raciocinar. O homem, apesar de ser racional, age de uma forma bem diferente do animal, destacando a sua inteligência e a forma do seu comportamento.  


Enquanto os animais, considerados como um ser irracional, por mais que possamos pensar que ele é um ser livre, realiza seus atos impelido pelas suas sensações, pelos apetites e pelo instinto natural, para um fim de que ele mesmo ignora e cujas conseqüências não consegue nunca prever. 

 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 00:37 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Setembro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10





SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds